Notícias

A contribuição sindical está prevista nos artigos 578 e 591 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e é devida por todos aqueles que participem de uma determinada categoria econômica ou profissional.

.Sindilojas Canoas celebra seus  42 anos  reafirmando   a sua missão o seu compromisso com os comerciantes

Empresas que receberam o Trofeu Selo Qualidade na Gestão 2017
Empresas que receberam o Trofeu Selo Qualidade na Gestão 2017

“Um espetáculo!” esta foi a frase mais ouvida durante a festividade que selou os 42 anos do Sindilojas Canoas realizada na noite de ontem, 31, no Clube dos Empregados da Petrobrás – CEPE em Canoas culminando com a cerimônia de entrega do Selo Qualidade em Gestão 2017. Diversas autoridades do governo,  empresariais de entidades e segurança marcaram presença no evento muito prestigiado.

O Sindilojas Canoas em parceria com SEBRAE promoveram na noite desta terça-feira, 31, a Cerimônia de Entrega do Selo Qualidade na Gestão 2017 com  objetivo de reconhecer empresas que se destacaram em seus segmentos com Excelência na Gestão. Foram avaliadas 37 empresas, técnicos do SEBRAE estabeleceram critérios de competitividade, visitaram empresas e imputaram atributos de critérios ligados competitividade empresarial.

De acordo com o Gerente Regional do SEBRAE, Marco Aurelio Copetti, Os indicadores irão nortear o futuro das empresas. “Hoje pelo grande desafio da mudança não só do varejo, mas da grande economia  nacional percebemos que indicadores de competitividade baixa denotam a não sobrevivência mais da empresa, neste  ambiente de mudança”, disse. “Portanto esse movimento é para chamar a atenção da cultura empresarial, o comerciante tem que investir na sua maturidade, isto é: ter controle de gestão, ambiente, estoque,  vitrine e conhecer principalmente seu cliente”, afirmou Copetti.

Na abertura o presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann disse que a entidade completa 42 representando reafirmando a sua missão.“ Chegamos aos 42 anos, hoje representamos mais de 9 mil empresas nos  6 municípios de nossa base territorial; Canoas, Esteio, Nova Santa Rita, Sapucaia do Sul, Triunfo e Santo Antônio da Patrulha,  trabalhamos para. alem de representar, defender os interesses do nosso comércio varejista para o beneficio, para o desenvolvimento do comércio de sua categoria e não olhamos para a crise, nossa visão está focada no futuro em superação e crescimento,ressaltou.

O presidente da Fecomércio RS, Luiz Carlos Bhon fez uma saudação em especial ao empreendedor. “O empreendedor é alguém motivado com brilho especial, um diamante bruto que vai se lapidando durante a difícil tarefa de gerir um negócio”, informou. E complementou, “ e quando vejo uma ação como esta, a qual comemoramos os 42 anos do Sindilojas percebo que a entidade já esta se preparando para as mudanças, para o novo, o Sindilojas faz uma parceria brilhante, com SENAC para preparar os empregados e com SEBRAE para pesquisar os empreendedores para ver o que cada um faz, as tendência e identificar os gargalhos de cada um. Parabéns Sindilojas!”, finalizou Bhon.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Felipe Martini, que representou no ato, o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, fez uma saudação em especial ao Sindilojas por sua gestão e aniversário e falou da importância da Gestão. ” Uma palavra tão usada ultimamente a gestão é aplicada a quem tem capacidade de mudar  vidas, mudar pessoas, para aqueles que geram empregos e renda e também no deve ser aplicar no serviço público, o brasileiro é um povo trabalhador empreendedor e deve usar ferramentas importantes como SEBRAE e Sindilojas para melhorar sua gestão.

Conheça as empresas que receberam o perfil empresarial e o Troféu PRATA do Selo de Qualidade em Gestão 2017

Ferragem e Bazar Irmãos Dias
Padaria Sonhos de Pão
Livraria Canoas
Móveis Tamoio
Florybal –Via Porcello
Clinique Odontologia e Estética
Meia & Cia
Pet Shop Planeta animal

Central de Seguros Círio & Barcellos
Agro & Flor
Conceito Móveis Planejados
Recall Informática
M.C.Z. Fortes
Interactive Gamestore  – Sapucaia do Sul
Interactive Gamestore  – Canoas
Funerária Padre Reus – Canoas
Trevo Locações

E agora  as empresas que receberam o perfil empresarial e o Troféu OURO do Selo de Qualidade em Gestão 2017

Óticas Gobbi – Calçadão Sapucaia do Sul
Óticas Gobbi – Canoas Shopping
Óticas Gobbi – Galeria Golden Center
Óticas Gobbi – Rua Tiradentes
Óticas Gobbi – Rua xv de Janeiro
João Castro Fotografia e Designer
Balloons Art.
Madesquim Concept
Sibrama Calçados e esporte
Sibrama Magazine
Piccadilly
Funerária São Cristovão
Idealhome Automação Predial e Residencial
Ótica Vênus – Conjunto Comercial
Ótica Vênus Calçadão Sapucaia do Sul
Óticas Vênus – Canoas Shopping
Óticas Vênus Galeria Golden Center
Monte Cereais Mercado das Frutas e Verduras

Acompanhe os principais momentos da Cerimônia de Entrega do Selo Qualidade em Gestão 2017 que marcou as comemorações dos 42 anos do Sindilojas Canoas.

Conheça agora a empresa que recebeu a nota máxima, 100% na avaliação dos técnicos do SEBRAE. E o Troféu DIAMANTE vai para a REDE LAR SAPUCAIA DO SUL!

Parabéns ao empresário, Luiz Carlos Prates. Na sequência ele falou aos público a importância do SEBRAE e Sindilojas para o seu negócio e vencer os obstáculos, os desafios e destacou a importância de estudar para melhor gerir seus negócios. ” O nosso cliente antigamente estava no outro lado da rua agora ele está comprando de inúmeros paises por meios dos sites de compras. Temos que estar atentos as mudanças”, explicou

Reportagem: Nilda Corrêa

 

Entrega do Prêmio Selo  Qualidade na Gestão é principal atração dos 42 anos do Sindilojas Canoas

Cerimonia de entrega do Selo de Qualidade na Gestão celebra os 42 anos do Sindilojas Canoas
Cerimonia de entrega do Selo de Qualidade na Gestão celebra os 42 anos do Sindilojas Canoas

Sindilojas Canoas e SEBRAE promovem nesta terça-feira, 31 de outubro às 20 horas a cerimônia de entrega do Selo Qualidade na Gestão 2017. O objetivo principal é reconhecer as empresas que se destacam em seus respectivos segmentos com Excelencia na Gestão. Nesta edição foram avaliadas  37 empresas inscritas. A cerimônia será realizada no Clube dos Empregados da Petrobrás – CEPE, Canoas, às 20horas.

Logo após a premiação será servido um delicioso jantar em comemoração aos 42 anos do Sindilojas Canoas

Conforme o presidente da entidade, Denerio Neumann a expectativa  das entidades é se consolidar  e ser referência no Prêmio Selo de Qualidade que está em sua terceira edição. “Este ano foi avaliada a Gestão das empresas inscritas. Queremos construir através do Selo de Qualidade um aperfeiçoamento para o comércio e que esta  premiação seja um marco, um despertar para o desenvolvimento do nosso comércio e para coroarmos nossos 42 anoas, completou Neumann

O que Cerimonia de Entrega do Selo Qualidade na Gestão 2017 alusivo aos 42 anos do Sindilojas Canoas
Quando: 31-10-2017
Onde: Clube dos Empregados da Petrobrás – CEPE, Canoas.
Horário: 20hs
Ascom Sindilojas Canoas: Nilda Corrêa

Reforma Trabalhista e Operação Papai Noel 2017 são apresentados em Reunião Almoço de Diretoria no Sindilojas Canoas

Reforma Trabalhista e Operação Papai Noel 2017 na pauta da Reunião Almoço de Diretoria
Reforma Trabalhista e Operação Papai Noel 2017 na pauta da Reunião Almoço de Diretoria
“Reforma Trabalhista e Operação Papai Noel” foram os principais ingredientes do cardápio especial de mais uma edição da tradicional Reunião Almoço de Diretoria, realizada na última quarta-feira, 25 de outubro, na Sede Administrativa do Sindilojas Canoas. A reunião coordenada pelo presidente da entidade, Denerio Neumann contou com a presença e participação de autoridades políticas, empresariais, militares, de entidades, comerciantes e diretoria da casa.
O tema Reforma Trabalhista foi apresentado pela Assessoria Jurídica do Sindilojas Canoas, Dra. Shirley Dilecta Panizzi da Tavares e Panizzi, e o Tenente Coronel, Valdeci Antunes do 15º BPM, explicou como será realizada a Operação Papai Noel 2017 no município e principais centros de compras.
Ascom Sindilojas Canoas: Nilda Correa DRT 46218

Tudo pronto para o Prêmio “Selo de Qualidade na Gestão

Sindilojas e SEBRAE realizam o Prêmio Selo de Qualidade na Gestão 2017
Sindilojas e SEBRAE realizam o Prêmio Selo de Qualidade na Gestão 2017

Sindilojas Canoas e SEBRAE reuniram –se na última sexta-feira para tratar dos últimos detalhes do Prêmio “Selo de Qualidade na Gestão”, que as entidades realizarão em parceria, no próximo dia 31 no Clube dos Empregados da Petrobrás – CEPE. Na ocasião o presidente do sindicato, Denerio Neumann recebeu o gerente regional do Sebrae RS, Marco Copetti e a equipe técnica que perpetraram e aplicaram os diagnósticos nas 37 empresas inscritas no projeto. O executivo de diretoria, Edson Medeiros participou também da reunião.

Conforme o presidente da entidade, Denerio Neumann a expectativa  das entidades é se consolidar  e ser referência no Prêmio Selo de Qualidade que está em sua terceira edição. “Este ano foi avaliada a Gestão das empresas inscritas. Queremos construir através do Selo de Qualidade um aperfeiçoamento para o comércio e que esta  premiação seja um marco, um despertar para o desenvolvimento do nosso comércio, completou Neumann

Os dirigentes estão otimistas e já anunciaram que em 2018 será realizado mais uma edição do projeto, porém, mais arrojado e com muitas novidades. Aguardem

Ascom Sindilojas Canoas: Nilda Corrêa​

Cenário Político Econômico e Reforma Trabalhista marca encontro dos dirigentes da Fecomércio RS e Sindilojas Canoas

Presidente da Fecomércio RS, Luiz Carlos Bohn e presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann
Presidente da Fecomércio RS, Luiz Carlos Bohn e presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann

Por Nilda Côrrea

Canoas – Na tarde de hoje, quarta-feira, 18, o presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann, recebeu a visita do presidente da Fecomércio RS, Luiz Carlos Bohn na sede do sindicato. Na oportunidade os dirigentes falaram sobre o comportamento das entidades frente a atual conjuntura   política e econômica no estado e município, os reflexos da Reforma Trabalhista para os sindicatos, principalmente, no diz respeito a Contribuição Sindical, bem como, o desempenho do segmento comércio varejista na cidade e região.

Administração Pública

O aumento de receita sem aumentar impostos, através da captação de novos investimentos e diminuição dos gastos públicos foi defendido por Bohn, segundo ele, seria uma solução para sanar os problemas do estado.

Neumann apresentou um breve cenário comparativo da administração anterior e atual do município e destacou os setores com deficiências. “O pior de tudo é quando um administrador cria projetos, não executa e ainda deixa uma dívida para quem assumir, isso tem que mudar”, criticou.

Reforma Trabalhista e seus impactos

Quanto aos impactos da Reforma Trabalhista nos sindicatos, Neumann informou que a entidade vem ao longo dos últimos três anos realizando parcerias e aumentou o número de produtos e serviços para atrair mais associados e receita. Ele chamou a atenção para aquelas entidades que não estão se preparando e esperam apenas a receita da sindical. “Os sindicatos que trabalham, prestam serviços ao seus associados, estes estão um pouco mais tranquilos, porém, aqueles que estão só esperando a receita do Imposto Sindical, este terá dificuldade”, lembra.

Desempenho da economia

Os dirigentes avaliaram o desempenho da economia em 2017 e apontaram previsões para 2018. De acordo com Bohn as assessorias  da Federação estão acompanhando os índices utilizados para medir e avaliar a economia, e as previsões são otimistas. ” O Produto Interno Bruto-PIB,  tem previsão de crescimento entre 1,5% a 2,0% para o próximo ano, acreditamos que 2018 será  positivo para a economia no país e principalmente para o nosso setor que é o comércio varejista”, defendeu.

Diante o panorama econômico o presidente do Sindilojas destacou de forma positiva a abertura de novo shopping na cidade, .O Park Shopping Canoas será inaugurado em menos de 30 dias, com 258 lojas e uma área de 120 mil metros quadrados construídos, considerado como um dos mais modernos do Brasil. ” O  novo Shopping,  irá alavancar a economia gerando oportunidades de trabalho, são mais de 3 mil vagas, um presente de para os canoenses”, destacou.

No final do encontro, o dirigentes trocaram lembranças e o presidente da Federação elogiou o trabalho que a entidade vem realizando.

Reportagem: Nilda Corrêa

A contratação de temporários deverá ser maior em 2017 do que no ano anterior, revela pesquisa da Fecomércio-RS

Contratação de Temporários deverá ser maior em 2017
Contratação de Temporários deverá ser maior em 2017

16 de outubro de 2017

A contratação de mão de obra temporária para o comércio varejista do Rio Grande do Sul deve representar um aumento de 35,9% na força de trabalho das empresas que pretendem ampliar o número de trabalhadores para a demanda de final de ano. No ano passado, o percentual era de 22,5%, e o número de empresas que pretendia contratar também era menor.  O dado consta na Pesquisa de Temporários 2017 divulgada pela Fecomércio-RS nesta segunda-feira (16). O levantamento consultou 384 estabelecimentos de cinco macrorregiões do Estado no período de 4 a 19 de setembro.A pesquisa indica  que 61,9% dos estabelecimentos comerciais vão repetir o número de temporários contratados em 2016 e que uma parcela de 17,5% ampliará a oferta de vagas, enquanto 20,5% deverão selecionar um número inferior de temporários. Quase a totalidade das empresas (93,5%) vai empregar mão de obra temporária para desempenhar funções de vendas/comercial e a seleção, em 85,2% dos casos, será feita no próprio estabelecimento onde o funcionário vai exercer a atividade. As lojas líderes na contratação de temporários em 2017 serão as de vestuário (43,8%), de calçados e acessórios (27,9%) e de eletrodomésticos e móveis (9,4%).Entre as empresas que pretendem reforçar o quadro de pessoal, 25,8% ainda não haviam iniciado as contratações (até a realização da pesquisa), enquanto 74,2% já tinham contratado pelo menos um funcionário temporário. Em número de trabalhadores em relação ao total de contratações pretendidas, 57,6% dos temporários já haviam sido admitidos até a data do levantamento. Habitualmente, parte desses trabalhadores é efetivada ao final do contrato. Neste ano, a pesquisa da Fecomércio-RS mostra  que 30,9% dos contratados neste ano têm chance de efetivação – 67,4% dos estabelecimentos pretendem realizar um número de efetivações igual ao do ano passado, enquanto 12,9% querem efetivar um número maior. Esse também foi um indicador mais positivo do que o verificado em 2016, quando apenas 24,9% dos contratados tinham chance de efetivação.Em 83,3% dos casos, o processo seletivo para preenchimento das vagas terá algum tipo de exigência, sendo a mais frequente o nível de experiência profissional (45,6%), o grau de instrução (44,3%) e disponibilidade de horário (15,9%). A pesquisa também revelou que, entre as maiores dificuldades de contratação, estão a falta de qualificação dos candidatos (58,1%), a indisponibilidade de horários (18,0%) e a falta de candidatos às vagas (3,1%).45.Fonte: Fecomércio RS

Sindilojas Canoas e comerciantes reivindicam a inversão de tráfego de veículos na rua Muck

Rua Muck
Rua Muck localizada no centro de Canoas, uma das principais vias comercias da cidade, com baixa circulação de veículos

Por Nilda Corrêa

O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann, se reuniu com o secretário municipal de Transportes e Mobilidade, Ademir Zanetti, e com comerciantes da rua Muck para discutir a alteração do sentido da via, localizada na área central da cidade. A pauta é uma reivindicação da classe empresarial que afirma que o movimento do comércio local diminuiu após a alteração da via.

“Desde a gestão passada quando a Muck foi invertida passamos a perder clientes e com o aumento da frota de veículos em Canoas em função de instituições existentes na área a via ficou, unicamente, para o acesso aos estudantes e docentes, se tornou uma rua esquecida nos demais horários, servindo apenas para estacionamento de alguns funcionários”, explicou o coordenador do grupo de comerciantes da Muck, Evandro Silveira. Ele falou ainda do descontentamento dos comerciantes. “O que aconteceu com os lojistas? Estão indignados com a situação, como se não bastasse o momento político econômico que estamos passando, as reclamações solicitando a reversão da Muck é diária e unânime”, desabafa.

O presidente do Sindilojas Canoas explicou que é missão da entidade defender os interesses de seus representados. “Assegurar às empresas do Comércio Varejista as melhores condições para gerar resultados positivos, e entendemos que é indispensável a inversão do sentido da Muck para crescer o fluxo de veículos, consumidores e consequentemente aumentar as vendas, porém, é necessário ter cautela e aguardar o estudo técnico da Secretaria para ver a viabilidade da mudança”, destacou.

De acordo com Zanetti, a Secretaria irá realizar uma pesquisa no trânsito do logradouro, para avaliar a mobilidade da área e a possibilidade da mudança. Após o resultado do estudo técnico e análise de viabilidade é que poderá ocorrer a inversão de sentido da Muck, previsto para janeiro de 2018. “A crise somada ao baixo movimento e nós comerciantes sem o efeito vitrine nos estabelecimentos gerou muita dificuldade nas vendas a solução talvez esteja chegando agora com a reversão novamente da  Muck. Vamos torcer para que o resultados da pesquisa e estudo esteja a nosso favor!”, concluiu Evandro Silveira.

 Multiplan entrega as chaves aos lojistas do ParkShopping Canoas

Multiplan entrega as chaves aos lojistas do ParkShoppingCanoas.
Multiplan entrega as chaves aos lojistas do ParkShoppingCanoas.

A Multiplan realizou, na quinta-feira, 3 de agosto, a cerimônia de entrega das chaves aos lojistas do ParkShoppingCanoas. O evento aconteceu na praça central do shopping, com a presença dos locatários, colaboradores da companhia e autoridades da cidade, tendo como mestre de cerimônias a gaúcha Fernanda Lima. Os lojistas tiveram a oportunidade de conhecer, além dos seus próprios espaços, as diversas áreas do empreendimento, em fase avançada de construção e acabamento. A inauguração ocorrerá em novembro deste ano.

O ParkShoppingCanoas vem transformando a cidade mesmo antes da sua abertura. Importantes intervenções viárias foram implementadas no entorno do empreendimento, como a duplicação da Av. Dr. Sezefredo de Azambuja Vieira e a extensão e duplicação da Av. Farroupilha. Ainda será construído o túnel da BR 116 (projeto a ser implantado pelo Município de Canoas). Estas obras estão promovendo um verdadeiro deslocamento do eixo de desenvolvimento para esta região.

Em setembro de 2016, foi inaugurada a expansão do Parque Municipal Getúlio Vargas, situado em frente ao shopping. Em uma área de 28.000m² e com um investimento de R$ 13 milhões, o parque oferece uma série de atrações para toda a família, como espaço de entretenimento infantil (play aventura e play lúdico), labirinto, equipamentos de ginástica para adultos e pista de caminhada. O parque também conta com um anfiteatro com capacidade para 400 pessoas e um lago artificial de 7.000m² com decks e uma esplanada de acesso com espelho d’água. A área recebeu novo paisagismo com vegetação nativa. Demais iniciativas sustentáveis são percebidas no local. Toda a sua iluminação pública tem lâmpadas em LED.

O ponto alto é o show de águas dançantes com sonorização e iluminação sincronizadas, semelhantes às encontradas em grandes parques internacionais. O equipamento, de fabricação alemã, conta com 35 chafarizes, que lançam jatos de água com até 10 m de altura, em movimentos associados ao ritmo de diversas músicas. Além disso, à noite, o sistema conjuga fachos de luzes coloridas à dança das águas.

“A Multiplan tem como premissa encantar nossos clientes, dar prazer a quem visita nossos shoppings. Nos últimos anos, percebemos que isto vai além dos corredores do mall e estamos cada vez mais investindo no entorno dos empreendimentos para que os moradores da região e quem vier conhecer o shopping tenham uma experiência completa com sua família e amigos, tanto dentro como do lado de fora”, explica José Isaac Peres, presidente da companhia.

O shopping terá 258 lojas, com uma área construída de 120 mil m² e 48 mil m² de Área Bruta Locável (ABL). O investimento dos empreendedores será da ordem de R$ 440 milhões. Além disso, serão alocados pelos lojistas cerca de R$ 200 milhões, gerando para Canoas uma injeção de aproximadamente R$ 640 milhões.

O sucesso do ParkShoppingCanoas se traduz na sua locação: faltando ainda quatro meses para sua abertura, 88,4% de sua área bruta locável (ABL) já está ocupada. As maiores âncoras nacionais já estão presentes, como Renner, Lojas Americanas, Riachuelo, HotZone, Centauro e Tok&Stok. Entre os destaques, estão o Zaffari Supermercados, que terá sua primeira operação fora de um empreendimento próprio no Rio Grande do Sul, e a Forever 21, rede norte-americana de fast fashion que hoje conta com uma única loja em Porto Alegre no BarraShoppingSul e 15 no Brasil.

O novo shopping também terá operações de restaurantes como o BAH, Outback Steak House, Picnic, Las Leñas e Petiskeira. As sete salas de cinema serão operadas pela UCI  e o empreendimento terá uma moderna e completa academia, com 2.150 m², da SmartFit. O ParkShoppingCanoas ainda terá uma inédita pista de patinação no gelo permanente, com 750 m², em uma área de convivência cercada por diversas opções de gastronomia.

“Decidimos investir em Canoas por ser um importante município do Rio Grande do Sul, uma área com uma grande demanda e com poucas opções de consumo. Temos ali uma confluência de cidades da Região Metropolitana e do Vale dos Sinos, com uma deficiência não só de opções de consumo, mas também de lazer. Vamos construir um shopping que será muito mais do que um centro de compras, mas um local onde as pessoas vão se encontrar e se divertir muito”, afirma o presidente do grupo Multiplan, José Isaac Peres.

O empreendimento foi totalmente desenvolvido com foco na sustentabilidade e no baixo custo condominial com destaque para:

– Árvores com placa solares no estacionamento e usinas fotovoltaicas na cobertura, com capacidade de geração de 1,3 Megawatts de energia limpa.

– Sistema de reuso de águas pluviais.

– Poço artesiano para irrigação e torres de resfriamento do sistema de ar condicionado.

– Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) para reaproveitamento de água.

– Luminárias com lâmpadas LED, de máxima eficiência energética.

– Utilização de vidros “low-e”, de alta performance, com redução significativa do consumo de energia e do ar condicionado.

Trata-se do 19º shopping da Multiplan e o primeiro projeto no Rio Grande do Sul fora de Porto Alegre. A empresa optou por Canoas por uma série de motivos que combinaram e tornaram o município altamente estratégico para o grupo. A cidade apresenta o 2º maior PIB do Estado e é a terceira mais populosa.

Sua localização é estratégica para atender não só os canoenses, mas toda a região Metropolitana e do Vale do Rio dos Sinos – o ParkShoppingCanoas situa-se a 10,8 km do Aeroporto Salgado Filho, a 26 km de São Leopoldo e a 30 km de Novo Hamburgo, e é ponto de passagem para milhares de pessoas dessas regiões devido à cidade estar localizada nas margens da BR-116. Outro ponto fundamental é o apoio que a Prefeitura de Canoas vem dando à viabilização do projeto.

“Queremos retribuir toda essa receptividade do município com o compromisso de contribuir com o comércio e com a modernização da cidade a partir do ParkShoppingCanoas. Esse é o compromisso da Multiplan com os municípios que nos acolhem”, afirma Peres.

Além do investimento expressivo, a construção do shopping gera cerca de 1.000 empregos diretos e produzirá mais de 2.000 diretos e 3.000 indiretos após a sua inauguração.

 

Ficha Técnica do Shopping

Área do terreno: 93.600 m2

Área de construção: 120.200 m2

ABL (área bruta locável): 48.000 m2

Número de lojas: 258

Número de âncoras: 8

Número de megalojas: 7 megalojas

Supermercado: 1

Estacionamento 2.500 mil vagas, sendo 1.500 cobertas

Cinema: 7 salas stadium

Restaurantes: 6 operações

Fast Foods: 28 operações com 1.100 lugares

Centro de Eventos: 2.300 m2 e capacidade para até 1.200 pessoas

Escadas rolantes: 12

Fonte:Ascom Multiplan

Dia dos Pais é uma grande oportunidade de seu comércio vender mais! E Como está a vitrine de sua loja ? Veja as dicas.

Dia dos Pais: Como está a vitrine de sua loja
Dia dos Pais: Como está a vitrine de sua loja

O Dia dos Pais está chegando! E você já parou para pensar como irá trabalhar a exposição dos seus produtos na vitrine da sua loja?

O Dia dos Pais é uma grande oportunidade para fomentar as vendas da sua loja, pois os filhos saem à procura de presentes criativos e que chamem sua atenção para presentear seu “Super Pai”.

Mas para chamar a atenção dos seus consumidores vale a criatividade na hora de montar sua vitrine do dia pais, principalmente com a expor os seus produtos e a temática escolhida.

A importância da Vitrine do Dia dos Pais

A vitrine é item de extrema importância para o público do varejo, pode parecer obvio, mas ainda assim muitos lojistas acabam não dando a atenção necessária para ela.

Montar uma Vitrine criativa no Dia dos Pais vai influenciar diretamente no aumento de suas vendas, além de valorizar ainda mais sua loja. Principalmente nesta data, onde diversas lojas que estão no mesmo shopping ou centro comercial que a sua também vão caprichar na montagem. Então toda atenção dada no planejamento e execução da sua Vitrine de Dia dos Pais é válida.

Como montar uma vitrine para o Dia dos Pais

Para se dar início a criação da vitrine para o Dia dos Pais é preciso alinhar as informações citadas abaixo.

Público alvo – O perfil de cada pai

O primeiro passo antes de dar início ao planejamento e montagem da sua vitrine é preciso saber qual perfil de pai os seus produtos atendem (descolado, sério, carinhoso, coruja, amigo e etc.) e qual será o seu foco principal.

“Meu produto atende mais de um perfil, e agora?”

Organizá-los em sua vitrine, separados de acordo com cada público é uma solução, assim o seu cliente pode identificar o presente ideal de acordo com o comportamento do “Super Pai”.

A exposição

Criando um momento – Selecionar, expor e criar um ambiente com os seus produtos de acordo com as principais datas sazonais, pode destacar sua loja diante de seus concorrentes.

Além disso, seus clientes já conseguem visualizar boa parte dos seus produtos selecionados para as campanhas antes mesmo de entrar em sua loja, e na maioria das vezes eles já sabem o que querem cobrar, pois a temática da vitrine pode proporcionar a eles o desejo de compra.

Os produtos

Separe os produtos podem ser comprados como um presente de filho para pai, além dos produtos comprados especialmente para o dia dos pais, você pode colocar complementar sua vitrine com produtos aderentes.

O Melhor Atendimento Para o seu Pai foi o tema da campanha do Dia dos Pais da Uatt, que foi inspirada no universo masculino, dos Pais que adoram ser bem atendidos. Eles seguiram uma das principais tendências para 2015 “flashback 1900″, que une o rústico dos bares com a sofisticação do homem moderno.
Tema da Vitrine para o Dia dos Pais

A escolha do tema da vitrine é um fator que além de estar relacionado com os seus produtos, ele também tem que proporcionar para os seus clientes uma experiência de compra, pois mais do que comprar um produto, ele pode comprar um momento especial com o “Super pai” e uma vitrine bem elaborada consegue transmitir isso para os clientes.

 

Sindilojas Canoas apresenta Projeto Selo Qualidade na Gestão na CDL Esteio

Projeto Selo Qualidade na Gestão é apresentado na CDL Esteio
Projeto Selo Qualidade na Gestão é apresentado na CDL Esteio

Na noite de ontem, terça-feira, (01), o presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann participou da Reunião de Diretoria da CDL em Esteio coordenada pelo presidente da entidade, Celso Antônio Dalmás. Na ocasião, Neumann apresentou o Projeto Selo Qualidade na Gestão 2017 que o Sindilojas em conjunto com SEBRAE está realizando. Na sequência o executivo de diretoria, Edson Medeiros, apresentou o Sindilojas, o Mix de Serviços, bem como a situação da Convenção. Participaram também do encontro os dirigentes da CDL e o assistente comercial, Julio Porto.

Previsão de 1,5% de crescimento nas vendas no Comércio para o Dia dos Pais

Pesquisa aponta crescimento nas vendas para o Dia dos Pais de 1,5%
Pesquisa aponta crescimento nas vendas para o Dia dos Pais de 1,5%

O cenário político econômico mais uma vez embalam os presentes das vendas no Comércio Varejista  do Dia dos Pais,  este ano, que junto com o Dia da Criança e do Natal são as datas comemorativas mais importantes para o setor no segundo semestre do ano.

E 2017 vem sendo marcado por oscilações nas vendas do comércio, sem sinalizar, ainda, um movimento de recuperação clara em relação ao patamar inferior de desempenho registrado em 2016. De modo geral, o comércio teve crescimentos pontuais e de baixa magnitude, na esteira de um mercado de trabalho muito enfraquecido.

Conforme a Assessoria Econômica da Fecomércio RS, de maneira geral, o comércio varejista está bastante atrelado à dinâmica do mercado de trabalho. E algumas variáveis econômicas também geram influencia sobre o desempenho das vendas, tal como a confiança das famílias e o crédito. Soma  se a isso a queda mais acentuada na população ocupada e o resultado permanece sendo um mercado de trabalho enfraquecido. Ainda que a massa real de rendimentos tenha registrado elevação no primeiro trimestre deste ano, este movimento é justificado pela queda na inflação de maneira mais intensa do que pelo recuo apurado no número de pessoas ocupadas.

Nesse cenário, as vendas do Dia dos Pais não devem ser exceção. Levando em conta as medições realizadas pelo IBGE, há alguma melhora das vendas, em termos reais, na comparação com o ano passado.

Nesse contexto, considerando todos esses fatores, a Assessoria Econômica da Fecomércio-RS projeta um crescimento real de aproximadamente 1,5% nas vendas do comércio varejista do Rio Grande do Sul para o Dia dos Pais em 2017, na comparação com o mesmo período de 2016.

Alguns segmentos irão impactar as vendas no Dia dos Pais, registrando uma procura maior  tais como; Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação; Vestuário e calçados e Outros artigos de uso pessoal. O grau de restrição orçamentária das famílias deverá manter um viés maior para itens de menor valor, como chocolates e vinhos.

Além disso, a continuidade das temperaturas baixas nas semanas que antecedem a data comemorativa também podem reforçar as vendas de vestuário e calçados, além dos vinhos.

De acordo com o presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann apesar do contexto político econômico a qual o país vem atravessando contribuiu para os números das projeções. “Um cenário ainda restritivo para as empresas, mas este é o momento e os comerciantes estão criando meios para atrair clientes para as suas loja”, disse.  “Está é uma das datas do 2º semestre que historicamente mais vende,  as pesquisas apontam 1,5% de crescimento vamos preparar as lojas, decorar as vitrines para atrair os consumidores!”, ressaltou.

Quadro Resumo das Principais Variáveis com Influência sobre as Vendas do Varejo

Fonte: IBGE, CNC e Banco Central. Elaboração: Assessoria Econômica / Fecomércio-RS Variável Atual Data da Informação Taxa de Desocupação no Rio Grande do Sul 9,10% 1º tri. 2017 Massa Real de Salários (var. em rel. ao mesmo tri. do ano passado) 3,10% 1º tri. 2017 Intenção de Consumo das Famílias (ICF-RS) 75,1 Jul Nível de Comprometimento da Renda com Dívidas 19,00% Abr Taxa de Juros à Pessoa Física – Recursos Livres (% a.a.) 63,80% Mai Inadimplência da Pessoa Física – Recursos Livres 5,93% Mai Inflação – IPCA (RMPA, Variação em 12 meses) 2,82% Jun Cenário de Vendas para o Dia dos Pais 2017 Previsão de Crescimento de Vendas para o Dia dos Pais 2 ASSESSORIA ECONÔMICA DO SISTEMA FECOMÉRCIO-RS assec@fecomercio-rs.org.br

Fonte: Assessoria Econômica Fecomércio RS

Um Sucesso! O 1º Encontro do Varejo 2017

Empresas Jubiladas
Empresas Jubiladas

Foi um sucesso! Este foi o sentimento de quem pode conferir  as atividades do 1º Encontro do Varejo 2017 realizado pelo Sindilojas Canoas na última terça-feira, 18. Evento com atrações e novidades, alusivo ao Dia do Comerciante, teve  toques de surpresas, novidades, emoção e descontração.

A abertura foi marcada por Ato Solene realizado no Plenário Liberty Dick Conter, no Sindilojas Canoas acompanhado por um delicioso Café da Manhã. com Palestra a qual reuniu diversas autoridades políticas, da segurança pública, empresariais e entidades. Na ocasião o diretor da Multiplan, Leonardo Rangel apresentou o projeto do Park Shopping Canoas aos convidados, que segundo ele a previsão de inauguração será no dia 9 de novembro de 2017. O evento foi coordenado pelo presidente do Sindilojas,  Denerio Neumann.

Na sequência das festividades o Município de Sapucaia do Sul, cidade da base territorial do Sindilojas, sediou O almoço Empresarial do 1º Encontro do Varejo 2017. O evento  realizado na ACIS,  contou com  uma palestra ministrada pela  Diretora do SENAC Canoas, Lianamar Rosa que falou  sobre as Tendências para o Varejo  NRF Retail Big Show 2017. Um sucesso. O evento foi coordenado pelo 1º vice presidente do Sindilojas, Itamar Tadeu Barboza da Silva. Na ocasião o prefeito da cidade, Dr. Luis Rogério Link falou da relevância das entidades empresariais para o desenvolvimento do município

A programação da noite, também foi muito prestigiada pelo público que acompanhou as atividades A apresentação do Projeto SELO de QUALIDADE NA GESTÃO, ficou a cargo de Marco Copetti, Gerente Regional do SEBRAE foi muito prestigiada. Logo após a Homenagem aos Jubilados e para encerrar com requinte oShow de Música Tradicionalista com roupagem erudita: Grupo Arte Gaúcha animou o público!

Confira as empresas Jubiladas;

Categoria                           Empresa  –                            Recebe

20 anos                    Revista Símbolo –               Jandir Sidnei Lautert

25 anos                   Diário de Canoas –               Ricardo Lampert

32 anos                  ATAPEC –                               Carlos Olegário

50 anos                 Óticas vênus –                        Marilene Neumann

50 anos                 Livraria Canoas                          Ivone Longhi

50 anos                APAE – Associação Pais e Amigos dos  Excepcionais  –        Paulo Bogado

50 anos                Câmara dos Dirigentes Lojistas  –     Paulo Fritzen

50 anos                 Sicredi cooperativa União Metropolitana RS – Ronaldo  Sielichow

50 anos                O Timoneiro –Jorge Uequed

101 anos              Laboratório Wesp ( Olina) -Max Wesp

109 anos               Colégio La Salle Canoas – Elisa Medeiros

100 anos              Lions Clube Internacional –  Iltamar Rodrigues Lions Canoas Centro

Mario Dhem –Lions Niterói e Zulma –Lions Santa Rita

A festividade teve objetivo: comemorar o Dia do Comerciante                                             que, além de, sensibilizar os empresários e empreendedores a participar e aproveitar a oportunidade de aperfeiçoar seus conhecimentos em gestão.

O Sindilojas Canoas prestigia a inauguração da Loja Exclusiva da Piccadily

Loja Exclusiva da Piccadilly chega em Canoas
Loja Exclusiva da Piccadilly chega em Canoas

Na tarde de ontem, 28, canoas recebeu mais um empreendimento, esta vez foi a Loja Exclusiva da Picadilly, que abriu suas portas em grande estilo. A festividade de lançamento foi marcada por um requintado coquetel e os clientes e convidados recebidos após desfilar num lindo tapete vermelho ao som de Lounge. O proprietário da franquia, Adnan Abed Zarruk , disse que aposta na marca pois os produtos são de ótima qualidade e consagrada no mercado nacional e internacional.
A loja é linda, localizada no principal centro de compras de Canoas reúne características indispensáveis para aquele consumidor que busca, conforto, qualidade no atendimento, produtos de primeira linha e sofisticação. E o Sindilojas Canoas estava presente para prestigiar esta grande marca que chega a Canoas para encantar os canoenses. O presidente interino do Sindilojas Canoas, Itamar Barboza disse que os canoenses foram presenteados com a Piccadilly. “ A loja é belíssima, bem localizada está com uma coleção fantástica, estilo e conforto é Piccadilly, uma marca gaúcha que hoje está presente em vários países! Parabéns Adnan e toda a família por mais esta conquista!”.parabenizou Itamar Tadeu Barboza da Silva

Endereço em Canoas: Fioravante Milanez, 58 loja 03.

No Rio Grande do Sul, 118,68 mil trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial ano-base 2015 

Prazo final para retirar o benefício em agências da Caixa, Banco do Brasil ou casas lotéricas vai até 30 de junho
Prazo final para retirar o benefício em agências da Caixa, Banco do Brasil ou casas lotéricas vai até 30 de junho

Prazo final para retirar o benefício em agências da Caixa, Banco do Brasil ou casas lotéricas vai até 30 de junho 

O prazo final para sacar o Abono Salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 é 30 de junho, mas 118.683 trabalhadores do Rio Grande do Sul não procuraram uma agência bancária para retirar o benefício. O estado é o quinto com maior número de pessoas que não sacaram o dinheiro.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, lembra que os trabalhadores têm menos de um mês para procurar uma agência da Caixa ou do Banco do Brasil e sacar o benefício. “O Abono Salarial é um direito que o trabalhador tem. Esse dinheiro é do trabalhador, portanto não perca o prazo”, aconselha.

OUÇA FALA DO MINISTRO RONALDO NOGUEIRA SOBRE O SAQUE DO ABONO SALARIAL: https://soundcloud.com/ministeriodotrabalho/abono-salarial

O ministro lembra que, no exercício anterior, mais de 22,61 milhões de trabalhadores sacaram o Abono Salarial do PIS/Pasep ano-base 2014, o que correspondeu a 95,93% do total de pessoas com direito ao benefício no país. Foi a segunda maior taxa de cobertura da história dos pagamentos do abono – o recorde foi em 2009, quando o percentual de saques chegou a 96,3%.

O chefe da Divisão do Seguro-Desemprego e Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan Britto, explica que, depois de encerrado o período de saques, o dinheiro do abono salarial voltará para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Ele será usado para o pagamento de benefícios como o Seguro-Desemprego e o Abono Salarial do próximo ano.

Têm direito ao Abono Salarial ano-base 2015 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2015 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e tenha tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do abono vai depender de quanto tempo a pessoa trabalhou com carteira assinada no ano-base. Se ela trabalhou durante os 12 meses, vai receber o valor total do benefício, que é de um salário mínimo (R$ 937). Se trabalhou por apenas um mês, vai receber o equivalente a 1/12 do salário (R$ 78) e assim sucessivamente.

Para saber se tem direito

O Ministério do Trabalho disponibiliza uma ferramenta de consulta para os trabalhadores saberem se tem direito ao Abono Salarial Ano-Base 2015. Basta acessar pelo endereço http://verificasd.mtb.gov.br/abono/, digitar o número do CPF ou do PIS/Pasep e a data de nascimento e consultar.

A Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também tem informações sobre o PIS/Pasep.

Como sacar

Para sacar o Abono do PIS, o trabalhador que tem Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão Cidadão, pode receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07 da Caixa.

Os servidores públicos que têm direito ao Pasep precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Fonte: Ascom Ministério do Trabalho

 

Sindilojas Canoas prestigia o Lançamento da Campanha NSR Premiada

O objetivo da campanha é incentivar o comércio local e prevê o sorteio de diversos prêmios para quem cadastrar as notas fiscais de compras
O objetivo da campanha é incentivar o comércio local e prevê o sorteio de diversos prêmios para quem cadastrar as notas fiscais de compras

O vice presidente do Sindilojas Canoas, Itamar Barboza da Silva, participou na noite de ontem, 07, do Lançamento da Campanha Nova Santa Rita Premiada. O evento contou com a presença de diversas autoridades políticas, de entidades, comerciantes e empreendedores locais. A campanha de autoria da Prefeitura Municipal em parceria com ACISA e Sebrae tem por objetivo incentivar o comércio local e prevê o sorteio de diversos prêmios para quem cadastrar as notas fiscais de compras.
O cidadão pode juntar várias notas até chegar ao valor de R$ 100,00 em compras no comércio ou R$ 50,00 em aquisição de serviços, que dá direito a um certificado com número para o sorteio, que será realizado em Dezembro de 2017. , A prefeita Margarete Simon Ferretti em seu discurso falou da importância da campanha para movimentar o comércio local e alavancar as vendas e mercado de trabalho para a comunidade. Já Itamar Tadeu defendeu o incentivo ao empreendedorismo para fomentar o comércio no município.. “Como é o caso desta campanha que comprovadamente ajuda a aumentar as vendas dos comerciantes”, explicou.

Reportagem: Nilda Corrêa

Fórum das Entidades Empresariais tem novo presidente

Roberto Machemer do SIMECAN assume a presidencia do Fórum das Entidades Empresariai
Roberto Machemer do SIMECAN assume a presidência do Fórum das Entidades Empresariais

A eleição da nova diretoria foi pauta de mais uma edição da Reunião Almoço do Fórum das Entidades Empresariais e de Profissionais Liberais de Canoas, que ocorreu na tarde de hoje, 06,  no Sindilojas Canoas.  O encontro coordenado pelo presidente da entidade, Edilson Machado da Somédica,  reuniu lideranças de inúmeras entidades  do município. Na ocasião Machado agradeceu o apoio e participação durante o tempo em que esteva a frente da entidade. “Em especial agradeço o acolhimento e hospitalidade do Sindilojas Canoas com sua brilhante equipe”, destacou.

O representante do  SIMECAN, Roberto Machemer  foi eleito novo presidente  e a vice presidência ficou a cargo do representante da CICS, Luiz Carlos Stefani e a secretaria passa agora ser administrada pelo SIMECAN.

Participaram também do encontro, Luiz Alfredo Touguinha Thomé, que representou o Sindilojas Canoas, Darcy Osvad, representante da ABO, Elfrido Bergmann da ASSOCI, Paulo Fritzen da CDL,  Werner Spieweck da CONSEPRO, Elson Geraldo de Sena Costa do CREA, Valter Kuchenbecker da ULBRA, Sergio Welter da OAB e Norma Boll  representando a SEACA.

Gaúchos terão desembolso médio de R$ 162,83 no Dia dos Namoradosdepositphotos_40234867-stock-photo-valentine-gift-happy-young-couple

A intenção de gastos dos gaúchos com presentes para o Dia dos Namorados deve se manter no patamar de 2016. Para 44,3% dos entrevistados na Pesquisa Namorados 2017 da Fecomércio-RS, o desembolso será o mesmo do ano passado. A parcela de consumidores que pretende investir mais é de 23,6%, contra 25,7% que admitem gastar menos. A intenção de gastos declarada neste ano é de R$ 162,83. O levantamento ouviu 385 pessoas em Porto Alegre, Caxias do Sul, Santa Maria, Pelotas e Ijuí.

O número médio de presentes será de 1,2 unidades por pessoa, sendo que os homens devem adquirir uma quantidade maior (1,3) e, as mulheres (1,1). Percentualmente, 9,3% das mulheres têm a intenção de comprar mais de um presente, índice que sobe para 20,7% no caso dos homens.

O valor médio de cada presente é de R$ 137,92, segundo a pesquisa. Entre as classes de renda, os itens médios da classe baixa, média e alta deverão ser de R$ 75,72, R$ 139,58 e R$ 173,83, respectivamente. Assim como em pesquisas anteriores, os artigos de vestuário (42,3%) foram os mais citados como intenção de compra, seguidos de perfumes e cosméticos (18,7%), calçados (9,1%) e flores (8,3%).

Os locais preferidos para fazer as compras no Dia dos Namorados permanecem sendo as lojas do centro das cidades (54,5%), índice que sobre para 59,8% como destino de consumo para os entrevistados da classe média. Para todas as classes econômicas, os shoppings aparecem como segunda opção (27,3% do total), alcançando 38,4% da preferência para as compras do público da classe alta.

Segundo o presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann as vendas devem aquecer as vendas em diversos setores . “É uma data que movimenta a economia local, ninguém deixa de presentear sua amada(o)  mesmo que os índices apontam para que este ano as vendas sejam semelhante a 2016, todos vão dar um presente ou até mesmo uma lembrancinha”, explicou.” Lojistas, comerciantes Usem a criatividade para atrair clientes, uma vitrine temática, o interior da loja tem que ser acolhedora e principalmente o atendimento”, justificou

Assim como em anos anteriores, as vendas no varejo neste ficarão concentradas em dias mais próximos da data: a pesquisa aponta que 87,8% das compras serão efetuadas no máximo uma semana antes do dia 12 de junho. Outro dado que se repete em relação a 2016 é quanto à forma de pagamento: 80,8% dos gaúchos têm a intenção de adquirir os presentes à vista, enquanto apenas 19,2% indicaram a intenção de comprar a prazo. Neste caso, a maioria (79,8%) vai parcelar em até três vezes.

Entre os entrevistados pela Fecomércio-RS, 42,9% afirmaram que planejam proporcionar um evento especial na data. Bares e restaurantes (64,8%) foram os mais citados, seguido de almoço ou jantar em casa (18,2%).

Sindilojas Canoas participa do Almoço Empresarial na ACIS de Sapucaia do Sul

No registro o vice presidente do Sindilojas Canoas, Nils Caleb Persson, ao lado do Secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Reinaldo Maldaner , e o presidente da ACIS, Douglas Santin
No registro o vice presidente do Sindilojas Canoas (E), Nils Caleb Persson, ao lado do Secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Reinaldo Maldaner, e o presidente da ACIS, Douglas Santin

O 1º vice presidente do Sindilojas Canoas, Nils Caleb Persson  registrou presença no Almoço Empresarial promovido pela Associação Comercial Industrial  e de Serviços de Sapucaia do Sul-ACIS. O evento que ocorreu ontem, 31, sob a coordenação do presidente da entidade, Douglas Santin, reuniu empresários e autoridades políticas de entidades do município e região . O palestrante da edição foi  o Secretario  Municipal  da Indústria, Comércio, Agricultura e Abastecimento, Reinaldo Maldaner, que discorreu sobre o tema ;“ Desenvolvimento Econômico  de Sapucaia .”

Sindilojas Canoas participa da reunião da Comissão de Combate à Informalidade na Fecomércio RS

Contrabando, Feiras Itinerantes, falsificações estão no alvo da comissão
Contrabando, Feiras Itinerantes e falsificações no alvo da Comissão

Como fazer com o que Brasil seja um lugar livre da pirataria? De que forma os produtos considerados ilegais, contrabandeados ou vendidos sem nota deixarão de fazer parte da cesta de compras da população? Com uma atuação voltada a acabar com as questões que envolvem os produtos e serviços ilegais, a Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio-RS reuniu seu grupo nesta quarta-feira (31) para conhecer os resultados já obtidos pelo trabalho da comissão e quais os próximos passos.

O assessor tributário da Federação Fábio Vieira iniciou fazendo a apresentação do relatório do painel tático da Comissão, compreendendo todos os projetos realizados. Da campanha de marketing promovendo o debate do tema, cartilhas informativas e interiorização do projeto, a Comissão buscou atuar em diversas frentes levando a questão da pirataria e dos produtos ilegais para a conscientização da sociedade.

O vice-presidente do Sindilojas Canoas e Fecomércio RS, Itamar Barboza da Silva disse que o trabalho que a comissão vem realizando é de grande relevância principalmente num momento em que aumentou o desemprego e paralelamente  cresceu o trabalho informal . Vamos continuar  combatendo a informalidade. Sabemos que o comércio informal proporciona e contribui para a  criminalidade pois oferece produtos sem procedência, itens falsificados, contrabandeados e objetos de furto . A luta continua, precisamos conscientizar a sociedade,” destacou Tadeu.

Apenas no projeto de interiorização foram 25 municípios visitados pela Comissão, resultando na criação de diversos comitês nas regiões do Estado. Conforma o coordenador da Comissão André Roncatto, o trabalho é persistente e começa a ter maior visibilidade. “Tivemos ótimas surpresas nestas viagens e pudemos constatar que muitos municípios estão engajados pela causa”, disse.

O gerente da Assessoria de Planejamento Anderson Bohrer apresentou na sequência a proposta de contribuições estratégicas. “Queremos que os resultados sejam novamente referendados pelo grupo”, falou Bohrer. As dificuldades causadas pelas feiras itinerantes foram abordadas pela Comissão, que detalharam diversos casos ocorridos no interior, em que as feiras vendem produtos contrabandeados e sem nota fiscal e concorrem diretamente com os lojistas. O foco na mitigação das feiras itinerantes entrou para o rol de projetos que serão defendidos pela Comissão.

Fonte : Ascom Sindilojas Canoas e Ascom Fecomércio/RS

Dicas para sua loja ficar mais atrativa e vender mais no Dia dos Namorados

Prepare sua loja e boas vendas!
Prepare sua loja e boas vendas!

1 – Conte uma história: A vitrine é o cartão de visitas da loja. Se não encantar o consumidor, ele provavelmente não entrará e o comerciante perderá a oportunidade de venda. Com manequins ou outros objetos decorativos, conte uma história de amor.

 2 – Seja diferente. Surpreenda seus clientes: É fundamental ser notado. Seja ousado, ultrapasse a linha do previsível. Com isso, você atrai mais consumidores.

3 – Use cores fortes e formas: Não é preciso ser expert em vitrines para atrair consumidores. Use bastante papel de seda colorido em volta de mostruários de joias, por exemplo. Vinte por cento a mais de pessoas são atraídas por vitrines coloridas.

4 – Mantenha um visual limpo: Não adianta encher a vitrine com todos os produtos da loja. Para chamar a atenção, vale usar uma dúzia de itens de um mesmo modelo.

 5 – Pense em planos visuais: Antes de começar a expor os itens na vitrine, marque o vidro com uma fita na altura dos olhos das pessoas. Isso facilita a organização. É importante manter alguns itens suspensos no teto e outros na base, próximos ao piso, mas o foco deve estar na altura média dos olhos dos consumidores.

6 – Iluminação: Pense na vitrine associada a luzes, que devem ser direcionadas aos pontos de atenção, mas sem formar sombras. À noite, deixe as luzes da vitrine acesas. Se sua loja for a única com iluminação, receberá atenção extra de quem passar pela rua.

 

Fonte: Sebrae

3 TENDÊNCIAS PARA O FUTURO DOS SHOPPING CENTERS

RECon 2017, maior feira do setor. Confira de perto as novas tendências
RECon 2017, maior feira do setor. Confira de perto as novas tendências

A maior feira do setor de shopping centers, a RECon – Real Estate Convention, aconteceu em Las Vegas, nos Estados Unidos, e recebeu, neste ano, mais de 35 mil visitantes. A Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers) organizou uma delegação com executivos para acompanhar a feira e traz os principais insights do setor.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

“Foi possível sentir a grande transformação que o setor vem passando”, disse em nota Adriana Colloca, diretora de operações da Abrasce. “Com a decadência do modelo das lojas âncoras e avanço do e-commerce, os empreendimentos realmente se preocupam em mudar a percepção do frequentador, de que o shopping não é apenas um local de compras, ele já se tornou um grande centro de convivência e conveniência”, disse.

“A intenção é desenvolver o conceito de hospitalidade nos empreendimentos, para que o consumidor sinta-se totalmente acolhido, com espaços abertos, de lazer, confraternização, culturais e sociais, sempre aliando novas tecnologias”, ressaltou a executiva.

Confira as três principais tendências apresentadas no evento:

1. Geofencing

Técnicas de pesquisas cada vez mais modernas, como o geofencing, podem identificar e analisar o perfil do frequentador. “Através de um aplicativo, que rastreia os movimentos do consumidor por GPS, é possível coletar dados importantes para comparar os diferentes comportamentos em cada área do empreendimento. Dessa forma, o mix de lojas vai sendo adaptado e atende melhor ainda às necessidades dos clientes”, explica Adriana.

2. Food is the new fashion

Com a decadência das lojas âncora, a solução foi proporcionar ao consumidor melhores e mais confortáveis opções de alimentação. Sair para comer se tornou uma experiência ainda mais sofisticada nas praças de alimentação. Os fast foods e restaurantes tradicionais deram espaço para os chamados “food halls”, que são áreas mais bonitas de alimentação, com cafés e docerias. “As pessoas estão buscando locais de gastronomia diferente e que se sintam bem. Além disso, há nos Estados Unidos, uma onda de conscientização e preocupação com alimentação saudável e com a saúde”, destaca.

3. By Online and Pick Up in Store

O e-commerce está crescendo no mundo inteiro, mas os frequentadores de shopping centers ainda preferem realizar suas compras pessoalmente, ou apenas finalizá-las na loja. “O sistema BOPIS (byonline and pick up in store) está se tornando muito popular nos Estados Unidos. Segundo o presidente da International Council of Shopping Centers, cerca de 90% das vendas no varejo americano foram realizadas em lojas físicas no ano passado”, finaliza Adriana Colloca.

Saiba como tirar sua empresa do buraco

Três dicas importantes para ajudar sua empresa a sair do vermelho
Três dicas importantes para ajudar sua empresa a sair do vermelho

Não é de hoje que as empresas no Brasil estão em crise. Na busca por uma saída dessa realidade, empresários adotam diversas técnicas que tem como objetivo virar o jogo e retomar o crescimento. Mas quais são as melhores práticas? Neste post, especialistas da FM2S respondem e sugerem as seguintes práticas:Planejamento estratégico: saber para onde se quer ir é sempre o primeiro passo para sair da crise. Conhecer seus pontos fortes e fracos, bem como o que o ambiente empresarial tem para oferecer é sempre uma boa maneira de se definir sua estratégia. Nesse sentido, a realização de uma análise SWOT pode ser o ponto que faltava em seu planejamento estratégico.Benchmarking : não basta apenas saber para onde se deseja ir. É necessário saber como chegar até lá! Uma das maneiras mais certeiras de se atingir metas ambiciosas é olhar o que fizeram outras empresas que chegaram até lá. Analisar os processos e as práticas delas e aplicar na sua é o que chamamos de Benchmarking.Melhoria contínua: o benchmarking ajuda, mas não é suficiente. Uma empresa que quer sair de vez da crise e prosperar deve conhecer as técnicas para melhorar seus processos. Para isso existem diversas metodologias, como o Seis Sigma e o Lean Manufacturing. Essas metodologias englobam desde técnicas simples, como a elaboração de um fluxograma para entender o seu processo, até técnicas mais sofisticadas, como o uso de técnicas TPM em manutenção ou então de cálculo de probabilidade para saber o que dá certo ou errado na empresa. Além disso, a empresa tem que saber que melhorar é preciso e vital para o seu negócio.Uma vez que essas 3 técnicas estejam bem alinhadas, nada poderá parar a empresa na construção de seu resultado. Quer saber mais? Acesse nosso blog! www.fm2s.com.br/blog e descubra outras ferramentas.

Fonte: Agência Estado

Sindilojas Canoas promove encontro para discutir a transferência da 2ª Cia e alojamentos para a guarnição20170523_144447

Na tarde de ontem, 23, Sindilojas Canoas promoveu encontro para discutir a transferência da 2ª Cia da Brigada Militar para a avenida Julio de Castilhos e tratar dos alojamentos para a guarnição. A reunião coordenada pelo 1º vice presidente do Sindilojas, Itamar Tadeu Barboza da Silva, contou com a participação do Secretário de Segurança e Cidadania, comando da Brigada Militar, presidente da Câmara Municipal, Subprefeito da região sudeste, lideranças de entidades e instituições, empresários da região, comunidade e imprensa. A atividade foi realizada no salão de eventos da empresa, Full Gauge Controls em canoas.

Canoas: Curta no Sesc terá exibição no dia 27 de maio

Evento gratuito será realizado às 20h, no Teatro Sesc Local, numa parceria com a Chama Vídeo Independente
Evento gratuito será realizado às 20h, no Teatro Sesc Local, numa parceria com a Chama Vídeo Independente
No dia 27 de maio, os moradores da cidade de Canoas, terão acesso gratuito ao projeto Curta no Sesc. O evento será realizado, às 20h, no Teatro Sesc Canoas (Av. Guilherme Schell, 5340), a partir de parceria firmada com o Chama Vídeo Independente. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3464-6909, no site www.sesc-rs.com.br/canoas e na página www.facebook.com/sesccanoas.
 
O Projeto tem como objetivo oportunizar a difusão de filmes de curta-metragem produzidos no circuito independente de cinema nacional. Além disso, o visa também proporcionar a troca de experiências entre realizadores independentes da área do audiovisual, sempre com um debate qualificado após as sessões de exibição. Após a exibição dos filmes, será feito debate com os realizadores das obras e o público. O Curta no Sesc tem classificação etária de 14 anos.

Confiança do Comércio cresce 2,7% em maio ante abril, revela CNC

Em relação a abril, otimismo do comerciante brasileiro sobre as vendas teve alta de 7%
Em relação a abril, otimismo do comerciante brasileiro sobre as vendas teve alta de 7%
O comerciante brasileiro ficou mais otimista na passagem de abril para maio, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) cresceu 2,7%, alcançando 103 pontos no mês de maio.
O resultado confirma o indicador na zona positiva alcançada no mês anterior, acima dos 100 pontos da zona de indiferença. Na comparação com maio do ano passado, a confiança dos comerciantes obteve a maior taxa positiva da série histórica do indicador, um salto de 30%.
“Os últimos resultados do índice mostram que os comerciantes começam a enxergar sinais de retomada lenta e gradual das vendas, em um cenário de desempenho mais favorável da atividade do comércio, que esperamos que se consolide na segunda metade de 2017”, avaliou a economista Izis Ferreira, da Divisão Econômica da CNC, em nota oficial.
O subíndice da pesquisa que mede a percepção dos comerciantes sobre as condições correntes chegou a 71,3 pontos, um aumento de 74,8% na comparação com maio de 2016. Em relação a abril, a alta foi de 7%.
A percepção dos varejistas quanto às condições atuais da economia melhorou 9,4% em maio ante abril. Houve avanços também em relação ao desempenho do comércio (+7,6%) e ao da própria empresa (+5%).
Ao mesmo tempo, diminuiu a proporção de comerciantes que avaliam as condições econômicas atuais como piores: 71,2% dos varejistas dizem que a economia piorou em maio, porcentual abaixo do observado em abril (71,7%) e em maio do ano passado (93,9%).
Único item na zona positiva (acima dos 100 pontos), o subíndice que mede as expectativas do empresário do comércio alcançou 149,2 pontos em maio, alta de 1,8% em relação a abril. Na comparação com maio do ano passado, o crescimento foi de 22%.
A expectativa quanto ao desempenho da economia permanece melhorando: na avaliação de 81,4% dos entrevistados, a economia vai evoluir favoravelmente nos próximos seis meses.
Em maio, o subíndice que mede as condições de investimento do comércio registrou aumento de 2,3% na passagem de abril para maio, alcançando 88,5 pontos. Houve avanços nas intenções de investimento nas empresas (+3,2%), na contratação de funcionários (+2,7%) e em estoques (+1%).
Na comparação com maio de 2016, o subíndice de investimentos cresceu 18,6%, com aumentos na intenção de contratação (+32,4%), de investimentos em estoques (+2,8%) e nas empresas (+21,7%).
Fonte: Agência Estado

75% Dos consumidores compram mais se o ambiente for agradável

Consumo e Emoção para apresentar estudo que mapeou o que leva os consumidores a comprar na loja. Confira
Consumo e Emoção para apresentar estudo que mapeou o que leva os consumidores a comprar na loja. Confira

Provador com a luz ideal, som ambiente na loja, vendedor com a postura correta que, ao mesmo tempo em que dá ao cliente o espaço para ele ser livre, se mostra prestativo e garante o atendimento necessário quando o cliente precisa. Pode parecer clichê, mas a fórmula do sucesso de vendas pode ser mais simples do que se imagina.

O estudo “Comprando com emoção”, realizado pela britânica Retail Week Reports, em parceria com a agência Mood Media, mostrou que os consumidores esperam que a loja física seja o ponto de relacionamento com a loja.

As empresas  entrevistaram 2 mil consumidores britânicos, executivos do varejo, gerentes de lojas e consultores sobre o papel das lojas e o que pode ser um atrativo para as vendas. Embora seja uma pesquisa local, ela mostra uma tendência mundial: o e-commerce toma espaço no mercado e a loja precisa mudar para continuar sendo relevante.

Ambiente agradável

A pesquisa mostra que 75% dos entrevistados preferem comprar nas lojas físicas ao invés da online, se elas tiverem um ambiente agradável. Mas, afinal, o que é um ambiente agradável?

Essa é uma das perguntas que a pesquisa se propôs a responder. Antes de mais nada, vale mencionar o contexto em que o estudo foi realizado: os tempos de crise não são uma exclusividade brasileira. Com o Brexit (saída da Inglaterra da União Europeia), o comércio britânico também sentiu a queda na economia.

Além disso, pode-se dizer que a mudança do consumidor conectado vale para todo mundo. E a pergunta que fica é: em um mundo cada vez mais digital, com o online crescendo cada vez mais, qual é o papel das lojas físicas? Esta é outra pergunta que o estudo se propõe a responder.

Ponto de venda é fundamental

O estudo mostra que as lojas físicas são fundamentais para os negócios: entre 65% a 90% das vendas ainda acontecem nas lojas físicas, apesar de o online estar crescendo e ter um impacto enorme no modo de comprar. Para se ter uma ideia, o estudo mostra que metade dos consumidores acha que recursos como realidade virtual, promoções mobile e mensagens personalizadas são intrigantes.

Fonte: NoVarejo

Confiança das famílias aumenta 11,1% na comparação anual

Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve a maior evolução da série histórica
Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve a maior evolução da série histórica

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), alcançou 77,7 pontos em maio de 2017, em uma escala de 0 a 200. O aumento de 11,1% em relação ao mesmo período do ano passado é a terceira variação positiva consecutiva, fato que não ocorria desde 2012. Na comparação com abril, o indicador apresentou leve queda de 0,2%.

“A confiança das famílias segue em trajetória positiva apesar da pequena queda mensal nos meses de abril e maio. A melhora nas expectativas das famílias se dá, principalmente, pelas notícias favoráveis à retomada da economia, como a desaceleração da inflação, a queda dos juros e a liberação de recursos de contas inativas do FGTS”, aponta Juliana Serapio, assessora econômica da CNC.

Emprego acima da zona de indiferença

Ainda que acima da zona de indiferença (100 pontos), com 108,5 pontos, o componente Emprego Atual teve pequena queda de 0,1% em relação a abril. Na comparação anual, no entanto, teve elevação de 8,4%. O percentual de famílias que se sentem mais seguras em relação ao emprego atual é de 31,8%, ante 31,6% em abril.

A preocupação das famílias em relação ao mercado de trabalho aparece no componente Perspectiva Profissional. Com 98,8 pontos, o subitem apresentou queda de 1,6% na comparação mensal. Em relação a maio do ano passado, teve aumento de 6,3%.

Tendência positiva no consumo

O componente Nível de Consumo Atual teve variação anual positiva de 16,6% e aumento de 1,9% ante abril. Mesmo assim, a maior parte das famílias declarou estar com o nível de consumo menor do que o do ano passado (60,2, ante 60,87 em abril).

O item Perspectiva de Consumo registrou aumento de 0,5% em relação a abril e de 28,2% ante o mesmo período de 2016, a nona variação anual positiva desde agosto de 2014.

Refletindo a tendência positiva no consumo, Momento para Duráveis apresentou elevação de 1,6% na comparação mensal após duas quedas consecutivas. Em relação a 2016, o componente mostrou aumento de 20,4%, o sexto consecutivo.

Crédito restrito

O crédito, ainda restrito e caro para os consumidores, impactou os resultados dos componentes ligados às compras a prazo. Apesar de o item Acesso ao Crédito, com 70 pontos, ter apresentado queda de 0,1% na comparação mensal, teve aumento de 5,3% em relação a maio de 2016.

Para o ano de 2017, a CNC manteve a sua previsão anterior de crescimento das vendas no varejo ampliado (+1,5% em relação a 2016). Perspectivas mais favoráveis no que diz respeito à velocidade de queda dos juros e impactos positivos que essa medida provocaria sobre o mercado de trabalho ainda são necessárias para que o setor retome um ritmo de crescimento mais intenso nos próximos meses.

Fonte: Ascom CNC

 

SETOR ÓPTICO ESPERA CRESCER IMPULSIONADO PELO VAREJO EM 2017

Projeção da Abióptica é de crescimento de até 7% neste ano, depois de uma forte queda de 22,2% no faturamento no ano passado
Projeção da Abióptica é de crescimento de até 7% neste ano, depois de uma forte queda de 22,2% no faturamento no ano passado

O setor óptico deve crescer entre 5% e 7% neste ano, segundo Bento Alcoforado, presidente da Abióptica (Associação Brasileira da Indústria Óptica). E o varejo será o grande impulsionador deste crescimento, segundo o executivo.

“Estamos otimistas para a recuperação. A expectativa para 2017 é crescer de 5% a 7% e já em 2018 alcançar novamente os dois dígitos”, disse em nota.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

O crescimento do primeiro trimestre mostra que o setor caminha para a recuperação. Em março, o crescimento foi de 4%. E o desempenho do varejo foi fundamental para a rápida recuperação.

“Diante de um período de crise, o varejo comprou menos, mas, em compensação, eliminou seus estoques, o que fez o setor sair do negativo e iniciar um crescimento expressivo no final de 2016 e início em 2017”, afirma Alcoforado.

Desempenho

A recuperação vem após dois anos muito ruins. Em 2016, o faturamento do setor caiu 6,7% e somou R$ 19,6 bilhões. Em 2015, o faturamento somou R$ 21 bilhões.

Diferentemente de outros setores, o mercado óptico tem mostrado rápida recuperação em 2017. Depois de dois anos de retração provocados pela crise econômica, registrou primeiro trimestre positivo, alcançando, em março, 4% de crescimento.

No ano passado, todas as regiões do País apresentaram queda no desempenho. Ao todo, o País contava com 23.363 ópticas pelo País.

 

4 CARATERÍSTICAS DE UMA EMPRESA VENCEDORA, SEGUNDO ABÍLIO DINIZ

Se vocês olharem para a história da minha vida, verão que nunca tive um golpe de sorte, uma grande tacada. Minha vida inteira foi sempre degrau por degrau, sem dar grandes saltos ou pulos”, conta.
Se vocês olharem para a história da minha vida, verão que nunca tive um golpe de sorte, uma grande tacada. Minha vida inteira foi sempre degrau por degrau, sem dar grandes saltos ou pulos”, conta.

Se há um consenso no varejo brasileiro, ele se chama Abílio Diniz. O empresário criou a primeira rede profissionalizada do setor no País, o Pão de Açúcar, passou por altos e baixos na vida pessoal e também corporativa. E, quando o mercado achou que ele aposentaria após a queda de braço com o francês Casino, em 2013, ele surpreendeu todo mundo e voltou com tudo.

Aos 81 anos, presidente dos Conselhos de Administração da Península Participações e da BRF e membro dos Conselhos de Administração do Grupo Carrefour e do Carrefour Brasil, Diniz mostrou, durante apresentação na Apas Show 2017, que não importa os caminhos que escolheu, ele ainda é um apaixonado pelo varejo e pelo Brasil. “Sempre fui um apaixonado pelo País, não importa nossas dificuldades. Nasci e cresci aqui e é aqui que pretendo terminar minha vida. Eu me irrito quando as pessoas falam ‘lá fora é melhor, lá fora é no primeiro mundo’”, contou.

Ele também falou sobre o País. “O Brasil entrou no pior momento da sua história. Mas estou esperançoso. A gente não pode imaginar que o País vai voltar das suas dificuldades da noite para o dia. Mas um ponto importante é que as coisas que precisam ser feitas estão sendo feitas”, disse, em referência as reformas que estão sendo feitas pelo Governo Temer.

“A medida do Teto nos Gastos foi importante, a reforma da Previdência é extremamente importante. Os países europeus que fizeram a reforma voltaram a crescer. São coisas que precisam ser feitas. E não se trata das pessoas gostarem ou não do presidente. Tem de gostar do País e apoiar aquilo que esteja sendo feito de melhor para o País”, enfatizou.

Valores e pilares

Sobre sua atuação como empresário, Diniz enfatiza o trabalho duro. “Nunca encontrei moleza na minha vida. Se vocês olharem para a história da minha vida, verão que nunca tive um golpe de sorte, uma grande tacada. Minha vida inteira foi sempre degrau por degrau, sem dar grandes saltos ou pulos”, conta.

Neste caminho, o executivo se valeu de valores e pilares que ele construiu ao longo da sua trajetória e que ele carrega até hoje. “Deixar o GPA, uma empresa que construí, foi algo difícil. Mas pensei no que era o GPA. O verdadeiro GPA são os valores e a cultura – e isso é meu e não vai sair de mim quando sair da empresa. Pensar assim me ajudou a sair de lá”, contou.

“Meus valores são os meus guias, a minha estrada. É a honestidade e ética, humildade, determinação e garra, disciplina e equilíbrio emocional. Os meus pilares são os meus apoios”, contou Diniz. A atividade física, alimentação saudável, o controle do estresse, autoconhecimento, a espiritualidade e fé e o amor formam os pilares do executivo. “Não consigo imaginar uma vida sem amor. Amor por tudo aquilo que temos na vida, por nos mesmos, pelas pequenas coisas, por tudo o que já temos”.

As características de empresas vencedoras

O que torna uma empresa vencedora, na visão de Diniz? O executivo listou quatro pontos fundamentais que transformam qualquer negócio em um negócio vencedor.

  1. Propósito
    “É ter algo a mais, ter algo além do seu core business, além da sua atividade. A empresa precisa ter um propósito maior que não seja apenas ser uma empresa. Algo que a faça respeitável. Algo que faz com que as pessoas sintam falta dela caso ela desapareça um dia”, explicou.
  2. Cultura
    “É simples. Estou falando de gente. De gente no lugar certo. De pessoas econhecidas, recompensadas e motivadas”.
  3. Gestão
    “Muito se fala sobre gestão. Mas gestão é algo trivial e pouco complexo. Tem de ser algo simples, organizado, ordenado. Gestão tem dois pontos fundamentais: gente e processo. E todas as empresas são iguais nisso. Quando eu sai do GPA e fui para a BRF, deu um frio na barriga. Mas em qualquer lugar e em qualquer empresa gestão se faz com gente e processo. Com pessoas certas nos lugares certos e organizadas em processos dá certo”.
  4. Liderança
    “É a referência, alguém para seguir. É algo extremamente solitário e ciente das suas responsabilidades. É algo com o qual ele precisa lidar. Co-liderança não existe”.

Os aprendizados de Diniz

Durante a apresentação, o executivo também falou sobre os seus aprendizados. Conheça aquelas que fizeram a diferença para o executivo.

  1. “É preciso superar os momentos difíceis e saber se reinventar. Resiliência é uma das coisas mais importantes na vida. É saber fechar um capítulo, porque a vida segue”.
  2. “Aprecie a longevidade. A gente não dá valor ao que somos quando somos jovens. Mas lá na frente, a conta vem. Quando falo de atividade física e administração de estresse, estou falando de patrimônio”.
  3. “Administre os riscos. É difícil crescer sem tomar riscos. É preciso minimizá-los e não eliminá-los”.
  4. “Copie, invente e melhore – não precisa reinventar a roda. Copiei, copiei, copiei o Carrefour quando criei o Pão de Açúcar. E não tem problema. Copie e faça melhor”.
  5. “Não cometa erros velhos”.
  6. “Se algo der errado, antes de procurar o culpado, olhe para o espelho e não pela janela”.
  7. “Não tome decisões antes do tempo e nem à noite. Claro, é uma metáfora. O melhor é tomar decisões enxergando tudo. Domine a situação antes de tomar a decisão. Espere, se for preciso”.

Fonte: No Varejo

 Magazine Luiza irá fazer entrega Ultra Rápida em 2018

Empresa vai usar as lojas e um sistema que permite visualizar estoques locais para permitir entrega em até três horas
Empresa vai usar as lojas e um sistema que permite visualizar estoques locais para permitir entrega em até três horas

A rede de eletroeletrônicos Magazine Luiza quer fazer entrega “Ultra Rápida” a partir de 2018, segundo disse hoje (3) Eduardo Galanternick, diretor-executivo de e-commerce da rede, durante apresentação na Apas Show 2017.

“No ano passado lançamos o Retira Loja e para este ano a entrega expressa. Em 2018, queremos fazer a entrega ultra rápida, em duas ou três horas, justamente para atacar o problema de infraestrutura”, disse durante apresentação.

A proposta é parte da estratégia da companhia de ser uma empresa digital com pontos físicos. E essa estratégia tem mostrado resultado. As vendas do e-commerce da companhia já representam 25% do faturamento da companhia. E, segundo o executivo, a ampliação de possibilidades de entrega só permitem que esse resultado seja ainda maior. “Resolvendo esse problema de logística e estoque, o consumidor compra agora e retira na mesma hora se quiser”, conta.

Agilidade

Para fazer a entrega em até três horas, a companhia está resolvendo um ponto essencial – a visualização do estoque de cada loja. “Vamos usar a nossa loja como um ponto de distribuição. Ela passa a ter um papel de centro de distribuição. Para isso, precisamos fazer a integração dos estoques de loja, dar visibilidade para cada estoque, com qualidade, para que não ocorra nenhuma situação do consumidor ver na internet um produto que está na mão de outro consumidor na loja, que esteja vendido ou na assistência técnica”, explicou o executivo à NOVAREJO.

“O produto precisa estar disponível e é nisso que estamos trabalhando agora. O investimento que estamos fazendo para isso é no nosso time do Luiza Labs. Estamos em fase de desenho e desenvolvimento neste ano”, disse.
A ideia é aplicar o modelo em um grupo de lojas para depois replicar no restante – como já é comum na rede. Ainda não está definido em qual cidade ou região serão realizados os testes.

Marketplace

Este é mais um investimento que a rede vem fazendo. No mês passado, a empresa anunciou a compra da startup Integra Commerce para dar velocidade à entrada de sellers no marketplace da companhia. “Esse sistema serve como uma luva e resolveu um problema de dois anos de tecnologia para a gente”, disse Galanternick.

“A Integra vem para ajudar na nossa estratégia de marketplace, para ampliar a oferta para os nossos fornecedores, é um hub para nossos sellers fazerem toda a gestão de estoque, preços e promoção de uma forma mais fácil. Ela está conectada a uma série de plataformas e ERPs e isso faz com que a entrada de novos parceiros na nossa plataforma seja mais rápida”, explicou o executivo à NOVAREJO. Hoje, o marketplace da empresa já conta com 250 mil SKUS.

Fonte: No Varejo

Atenção! O prazo final para a Escrituração Contábil Digital é 31 de maio de 2017Anuncio

O prazo de entrega das declarações ECD (Escrituração contábil digital) encerra-se em 31 de maio. Em anexo o manual de orientação sobre entrega da ECD atualizado em abril / 2017. 

Principal mudança:

A publicação da Receita Federal afirma que a assinatura do signatário da escrituração deve ser feita obrigatoriamente com certificado digital de pessoa jurídica, as outras assinaturas necessárias, como a do contador, devem ser realizadas com certificados de pessoa física.

Manual atual:

Toda ECD deve ser assinada, independentemente das outras assinaturas, por um certificado e-PJ ou e-CNPJ. Além das assinaturas do certificado e-PJ ou e-CNPJ e do certificado e-PF ou e-CPF do contador pode haver qualquer número de assinaturas.

Os certificados assinantes de uma ECD podem ser A1 ou A3, desde que emitidos por entidade credenciada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).

 Prazo de entrega permanece:

Último dia útil do mês de maio do ano seguinte ao ano-calendário a que se refere a escrituração.

Fonte: Ascom Safeweb

Empresários gaúchos estão mais otimistas após 27 meses de pessimismo

O indicador apresentou crescimento de 25,7% sobre abril/2016, atingindo 146,7 pontos. - Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/05/economia/560376-confianca-dos-empresarios-gauchos-vai-a-patamar-otimista-apos-27-meses-no-pessimismo.html)
O indicador apresentou crescimento de 25,7% sobre abril/2016, atingindo 146,7 pontos.

Após um longo período em campo pessimista, a confiança dos empresários gaúchos em relação à economia como um todo rompeu a barreira dos 100 pontos, ingressando em nível otimista. A alta em abril foi de 22,7% (100,4 pontos) em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados fazem parte da pesquisa de Índice de Confiança do Empresário do Comércio do Rio Grande do Sul (ICEC), divulgado nesta quarta-feira (03) pela Fecomércio-RS. A pesquisa pode ser acessada aqui.

“Aos poucos a confiança volta para a economia brasileira, ainda que muito motivada pela expectativa de melhora futura do que de uma percepção efetiva de melhora no momento presente”, pondera o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Fatores como a redução mais acelerada dos juros e inflação, associados a iniciativas do governo para a realização de reformas importantes contribuem para o cenário atual do indicador. A recuperação, no entanto, é mais evidente no caso das expectativas para o futuro.

No caso das condições atuais (ICAEC), apesar de também ter ocorrido uma recuperação significativa, o componente ainda persiste em nível pessimista – mais concentrada na percepção dos empresários sobre a economia e sobre o comércio em geral. O indicador encerra abril com elevação de 50,9% sobre o mesmo mês de 2016, registrando 72,4 pontos.

As expectativas dos empresários do comércio (IEEC) também seguiram a mesma tendência de alta observada há alguns meses, incentivada por fatores como recuo de juros e inflação, além das recentes iniciativas do governo visando a implementação de reformas importantes. O indicador apresentou crescimento de 25,7% sobre abril/2016, atingindo 146,7 pontos.

A melhora da confiança evidenciada na pesquisa mensal da Fecomércio-RS não repercute de forma mais intensa nos componentes que medem a perspectiva de contratação de funcionários ou de investimento. O IIEC, referente aos investimentos do empresário do comércio teve variação de 1,7% na comparação com abril/2016, alcançando 82,2 pontos. “Ainda vai demorar para retomarmos o investimento e as contratações, pois há muita ociosidade na economia brasileira. Todavia, a melhora da confiança pode nos mostrar que esse tempo pode ser reduzido”, destacou o presidente da Fecomércio-RS. Dentro do indicador, 53% dos empresários entrevistados informaram que pretendem reduzir “um pouco” o número de funcionários.

Fonte: Ascom Fecomércio-RS

CNC diz que comércio reduz ritmo de demissões no Brasil

Empregos mantém o ritmo
Empregos mantém o ritmo

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) informou hoje que, em todo o país, os diversos segmentos do setor vêm registrando recuperação na geração de empregos, apesar de ainda apresentarem saldo negativo no valor agregado.

Segundo pesquisa com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, no primeiro trimestre, 13 dos 25 subsetores de atividade geraram postos de trabalho, com a maior parte das vagas criadas contemplando trabalhadores jovens e qualificados.

Apesar da constatação, de janeiro a março, foram fechadas 64.378 vagas de emprego no setor, resultado que, no entanto, é 78% menor do que o verificado no primeiro trimestre do ano passado, quando deixaram de existir 303.129 postos de trabalho.

De acordo com a CNC, o setor terciário destacou-se pela geração de vagas no comércio atacadista, abrindo 5.941 postos de trabalho, enquanto, no comércio e na administração de imóveis e valores mobiliários, foram criadas 2.148 novas vagas.

Os setores em que mais se reverteu o fechamento de vagas foram o primário (agropecuária) e o secundário (indústria). De forma semelhante, dos 15 subsetores que compõem a indústria, oito reverteram os saldos negativos, com destaque para as indústrias metalúrgica e têxtil, que geraram 1.378 e 13.383 novos postos de trabalho, respectivamente.

Ao analisar o comportamento do comércio, o economista da CNC Fabio Bentes ressaltou que “a reação de alguns segmentos do mercado de trabalho demonstra o início de uma retomada parcial da empregabilidade, que é o principal entrave para o crescimento do consumo no país”.

Segundo Bentes, “o desempenho mais favorável da agropecuária e da indústria em detrimento do setor terciário está associado ao maior aquecimento da demanda externa. A produção industrial brasileira cresceu 0,3% no início de 2017, e o preço médio das exportações nacionais avançou 21,3% ante o mesmo período do ano passado”, afirmou.

Geração por faixa etária

A CNC destacou, ainda, que a quantidade de postos de trabalho preenchida por jovens contrastou com o enxugamento de vagas voltadas para trabalhadores mais experientes. No primeiro trimestre deste ano, foram abertas 175,3 mil vagas para pessoas com até 24 anos de idade, número 120% maior do que o registrado no mesmo período de 2016.

Ao mesmo tempo, 239,7 mil vagas nas demais faixas etárias foram eliminadas no acumulado do ano, ante 382,9 mil nos três primeiros meses de 2016. Outra constatação da CNC é que a geração de vagas no mercado formal favoreceu os trabalhadores mais qualificados. De janeiro a março, foram abertas 60,8 mil vagas para empregados com nível superior completo, número 44,4% maior do que no mesmo período de 2016.

A CNC observou, ainda, que houve reversão do saldo negativo do início do ano passado entre os trabalhadores com nível superior incompleto, com a abertura de 2.308 novas vagas.

Fonte: Agênia Brasil

Câmara aprova projeto da reforma trabalhista

Plenário aprovou reforma trabalhista em meio a cartazes de protesto da oposição. Placar de votação do texto-base foi de 296 a 177
Plenário aprovou reforma trabalhista em meio a cartazes de protesto da oposição. Placar de votação do texto-base foi de 296 a 177

Entre outras medidas, a proposta estabelece que a convenção coletiva e o acordo coletivo de trabalho prevalecerão sobre a lei em 15 pontos diferentes, como jornada de trabalho e banco de horas anual. Texto seguirá para votação no Senado. O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta quinta-feira (27), a votação do projeto de lei da reforma trabalhista (PL 6787/16, do Poder Executivo). O texto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para prever, entre outras medidas, a prevalência do acordo sobre a lei, regras para o trabalho intermitente e o fim da contribuição sindical obrigatória e da ajuda do sindicato na rescisão trabalhista. A matéria será enviada ao Senado.

Aprovada na forma do substitutivo do relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), a proposta estabelece que a convenção coletiva e o acordo coletivo de trabalho prevalecerão sobre a lei em 15 pontos diferentes, como jornada de trabalho, banco de horas anual, intervalo mínimo de alimentação de meia hora, teletrabalho, regime de sobreaviso e trabalho intermitente. Poderão ser negociados ainda o enquadramento do grau de insalubridade e a prorrogação de jornada em ambientes insalubres, sem licença prévia do Ministério do Trabalho.

Em negociações sobre redução de salários ou de jornada, deverá haver cláusula prevendo a proteção dos empregados contra demissão durante o prazo de vigência do acordo. Esses acordos não precisarão prever contrapartidas para um item negociado.

O texto determina que mudanças na duração do trabalho e nos intervalos de alimentação não serão consideradas como normas de saúde, higiene e de segurança do trabalho, proibidas de serem negociadas por acordo.

Além dessas normas, não poderão ser reduzidas ou suprimidas várias outras, como as garantidas pela Constituição e aquelas da CLT relativas a direitos de mulheres no ambiente de trabalho.

Acerto individual
Acordos individualizados de livre negociação para empregados com instrução de nível superior e salário mensal igual ou superior a duas vezes o limite máximo dos benefícios do INSS seguirão os mesmos itens do acordo coletivo que prevalece sobre a lei. Entretanto, o acerto individual prevalecerá sobre o coletivo.

Se esses empregados concordarem, poderá constar do contrato de trabalho cláusula de resolução de controvérsias por arbitragem.

Penhora
A única mudança feita pelo Plenário ocorreu com aprovação de emenda da deputada Gorete Pereira (PR-CE) para incluir no texto a dispensa para as entidades filantrópicas do oferecimento de garantia ou de bens à penhora em causas trabalhistas. A dispensa se estende àqueles que compuseram a diretoria dessas instituições.

Rescisão contratual
O substitutivo acaba ainda com a assistência obrigatória do sindicato na extinção do contrato de trabalho e em sua homologação. Segundo o texto, o ato da rescisão junto ao empregador, com anotação na carteira de trabalho, será suficiente para a liberação das guias de saque do seguro-desemprego e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Gravidez e insalubridade
Em relação à trabalhadora gestante, o relator propõe que ela deverá ser afastada das atividades consideradas insalubres em grau máximo durante toda a gestação. Atualmente, a CLT determina o afastamento da empregada gestante ou lactante de quaisquer atividades em locais insalubres.

No caso de atividades consideradas insalubres em graus médio ou mínimo, será afastada delas se atestado de saúde de médico de sua confiança recomendar o afastamento durante a gestação.

No período da lactação, o afastamento também poderá ocorrer se atestado de médico de sua confiança assim indicar. Em todas essas situações, ela continuará a receber a remuneração normal, inclusive o adicional de periculosidade. Entretanto, esse adicional será compensado pela empresa no pagamento das contribuições devidas pela pessoa jurídica e incidentes sobre a folha de salários.

Quando não for possível que a gestante ou a lactante exerça suas atividades em local salubre da empresa, sua gravidez será considerada de risco e a trabalhadora será afastada com recebimento de salário-maternidade durante todo o período de afastamento.

Tempo não conta
A redação da reforma trabalhista desconsidera como tempo trabalhado várias situações, após o período da jornada normal, nas quais o trabalhador ainda está na empresa, seja por escolha própria ou para buscar proteção pessoal: práticas religiosas; descanso; lazer; estudo; alimentação; atividades de relacionamento social; higiene pessoal; e troca de roupa ou uniforme, quando não houver obrigatoriedade de realizar a troca na empresa.

Já o padrão de vestimenta no meio laboral será definido pelo empregador, enquanto a higienização do uniforme é de responsabilidade do trabalhador.

Deslocamento
Segundo o texto, o tempo gasto pelo empregado de sua residência até a “efetiva ocupação do posto de trabalho” e para o seu retorno não será computado na jornada de trabalho, por não ser “tempo à disposição do empregador”.

Isso valerá para trajetos feitos a pé, dentro da fábrica ou por qualquer meio de transporte, inclusive o fornecido pelo empregador.

Nesse sentido, o projeto exclui a possibilidade prevista atualmente na CLT de acordos coletivos fixarem, no caso de micro e pequenas empresas, a forma de remuneração pelo tempo médio gasto pelo empregado para chegar a local de difícil acesso ou sem transporte público, quando for usado transporte fornecido pelo empregador.

Multa
Para coibir a fraude, o texto aumenta de um salário mínimo para R$ 3 mil a multa pela falta de registro do empregado. O projeto original propunha R$ 6 mil. Se deixar de informar ao Ministério do Trabalho outros dados exigidos, como duração e efetividade do trabalho, férias e acidentes, a multa será de R$ 600,00.

No caso da microempresa e da empresa de pequeno porte, a falta de registro dará multa de R$ 800,00.

Fonte: Ascom Câmara

Sindilojas Canoas e Sebrae  firmam parceria

Parcerias para melhoria contínua na gestão empresarial dos associados
Parceria para melhoria contínua na gestão empresarial dos associados do Sindilojas

O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann e o gerente da Regional Sinos, Caí e Paranhana do SEBRAE/RS, Marco Aurélio Copetti estiveram reunidos na tarde de ontem, 26, na sede administrativa do Sindilojas para tratar de parcerias para melhoria contínua na gestão empresarial dos associados. Na próxima Reunião Almoço de Diretoria da entidade, previsto para 10 de maio, o Sebrae estará apresentando as atividades que serão desenvolvidas com os comerciantes na parceria com o Sindilojas Canoas. Participaram também do encontro, o assessor de diretoria, Edson Medeiros, e do Sebrae, Patricia Meneguzzo Gregoletto – Gestora de Projetos, Rubem Schollmeier – Gestor de Projetos

E como será as vendas para o Dia das Mães no Comércio Varejista?

A Pesquisa Estadual de Dia das Mães 2017, realizada pela Fecomércio-RS e divulgada nesta quarta-feira, 26, revela as intenções de compras dos consumidores. Mais de 380 pessoas foram entrevistadas nas cinco principais cidades das macrorregião do estado, que compreende, Santa Maria, Caxias do Sul, Porto Alegre, Ijuí e Pelotas. Os números se comparado a 2016 teve uma leve redução na intenção de gastos com o presente e na hora de presentear sua mãe os consumidores  irão desembolsar em torno de R$ 127,14.

O Dia das Mães, no Rio Grande do Sul é a segunda data comemorativa com maior índice de vendas, atrás somente do Natal. A pesquisa deste ano revela ainda que o número médio de presentes será de 1,0  unidade.

De acordo com o presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann,  conforme o cenário que vem se desenhando  o Dia das Mães pode ser considerado positivo. “É preciso destacar a conjuntura política, sócio econômica que vem atravessando o país. Este cenário será determinante no desempenho das vendas do comércio varejista neste ano. Mesmo  que  dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho vem divulgando crescimento das vagas de trabalho no Rio Grande do Sul, em três setores; como na indústria da transformação, 0,78%, no comércio, 0,24 e Administração Pública, 0,27%. Conforme o CAGED o RS foi o único estado que apresentou crescimento nas oportunidades de trabalho. Mesmo assim ninguém deixará de presentear sua amada mãe é claro”, destacou Neumann.

Na hora de ir ás compras, a pesquisa revela ainda que há diferenças entre os gêneros. Os homens pretendem comprar 1,1 unidades, enquanto as mulheres, 0,9 unidade. Os tipos de presente, mais frequentes, serão vestuário (37,2%), perfumes e cosméticos (14,3%), calçados (10,2%) e eletroeletrônicos e eletrodomésticos (6,5%).  Entre os locais de compra, os mais citados são as lojas do centro das cidades (53,0%).Em seguida, também com participação relevante, aparecem: Shopping Centers (17,9%), Centros Comerciais (7,5%), Lojas de Bairro (5,7%). 

O gasto médio, por pessoa, deverá ser de R$ 127,14. Os homens deverão apresentar um gasto médio de R$ 151,76, enquanto as mulheres gastarão R$ 115,58. Quanto as formas de pagamento, 77% pretende realizar compras à vista  e 75% dos entrevistados que pretendem parcelar irá pagar em até 3 vezes. E não pode faltar, além do presente, um evento especial para comemorar o Dia das Mães 87% participará de almoço ou jantar especial em casa, enquanto que 6,4% deverá ir a restaurante para homenagear a sua mãe.

CAGED

Rio Grande do Sul tem saldo positivo de empregos em março

O Rio Grande do Sul foi o estado com o maior número de empregos formais criados em março, apontam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho
O Rio Grande do Sul foi o estado com o maior número de empregos formais criados em março, apontam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho

Indústria de transformação e comércio foram os destaques na geração de postos de trabalho

O Rio Grande do Sul foi o estado com o maior número de empregos formais criados em março, apontam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados nesta quinta (20). No mês, o saldo positivo foi de 5.236 postos de trabalho. Em fevereiro, o estado ocupava a terceira posição no ranking.

As áreas com melhor desempenho foram a indústria de transformação, com 5.214 vagas criadas, seguida do comércio, com 1.454 novos postos de trabalho, e Administração Pública, com 150 novas vagas. O desempenho do estado mostra uma clara tendência de recuperação da atividade econômica.

Rio Grande do Sul – Comportamento do emprego segundo Setores de Atividade Econômica

Setores de Atividade Econômica Saldo de Março de 2017
Variação Absoluta Variação Relativa (%)
Extrativa Mineral -14 -0,23
Indústria de Transformação 5.214 0,78
Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP -103 -0,41
Construção Civil -522 -0,44
Comércio 1.454 0,24
Serviços -50 -0,01
Administração Pública 150 0,27
Agropecuária -893 -0,93
Total 5.236 0,21
Fonte: Caged, Lei 4.923/65

“O governo segue trabalhando firmemente com o propósito de colocar o país nos trilhos para que cresça e dê oportunidades de emprego e renda para os seus trabalhadores e trabalhadoras. Tenho a convicção de que o objetivo será alcançado com o esforço de todos: governo, empresários e trabalhadores”, afirmou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Nas cidades com mais de 30 mil habitantes, os destaques foram Santa Cruz do Sul, que teve um saldo positivo de 2.920 vagas de emprego, e Venâncio Aires, com 1.099.

DADOS NACIONAIS

O número de empregos formais no Brasil teve saldo negativo de 63.624 vagas em março. Apesar da queda, a redução no mesmo mês do ano passado foi quase dobro, quando registrou retração de 118 mil postos de trabalho. No mês passado, o resultado havia sido positivo em 35.612  vagas formais de emprego.

Março apresentou uma variação negativa de -0,17% em relação ao estoque do mês anterior. Foram registradas 1.261.332 admissões contra 1.324.956 desligamentos. No acumulado do ano, a queda foi de 64.378 postos de trabalho, equivalente a -0,17%, em relação ao estoque de dezembro de 2016, e, nos últimos 12 meses, houve a redução de 1.090.429 postos de trabalho, correspondendo a uma retração de -2,77% no total de empregados com carteira assinada do país.

“Os dados de março do Caged mostram que fatores sazonais e conjunturais influenciaram negativamente o mercado de trabalho. O governo esperava uma trajetória ascendente, positiva, no número de vagas formais de trabalho, em razão do bom desempenho verificado em fevereiro, mas os resultados gerais foram negativos. Se não foi possível aumentar o número de postos de trabalho no mês, pelo menos indicadores apontam uma diminuição significativa no ritmo de redução do emprego”, explica o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

O comércio foi o setor que mais apresentou retração, com -33.909 postos, seguido do setor de Serviços (-17.086 postos), Construção Civil (-9.059 postos), Indústria de Transformação (-3.499 postos) e Agricultura (-3.471 postos). Apesar das quedas, a Administração Pública apresentou desempenho positivo (+4.574 postos), com expressiva participação do estado de São Paulo (+2.756).

Tradicionalmente, os resultados de março sofrem forte influência de fatores sazonais negativos. Um exemplo é o comércio varejista, que se apresenta negativo no mês de março, mesmo em anos de forte crescimento econômico. A indústria de alimentos, a construção civil e os serviços de alojamento e alimentação também sofrem uma sazonalidade negativa marcante, pelas características dessas atividades.

Apesar da redução geral, alguns estados registraram bom desempenho. O maior saldo positivo de março foi apresentado pelo estado do Rio Grande do Sul (+5.236 postos), puxado pelos setores da Indústria de Transformação (+5.214 postos) e do Comércio (+1.454 postos), seguido de Goiás (+4.304 postos), devido à expansão do setor da Agropecuária (+2.449 postos).

Fonte: Ascom Ministério do Trabalho

 

Intenção de consumo das famílias gaúchas mantém ritmo e cresce 9,5% em abril

Veja como está a Intenção de Consumo das Famílias no RS
Veja como está a Intenção de Consumo das Famílias no RS

Abril se encerra deixando mais uma vez evidente a tendência de recuperação lenta e gradual da Intenção de Consumo das Famílias no Rio Grande do Sul (ICF-RS). O indicador fecha o mês com elevação de 9,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Aos 69,7 pontos, o ICF obteve uma melhora em vários de seus componentes, com exceção da avaliação quanto à renda atual e das perspectivas profissionais. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (20) pela Fecomércio-RS.

“A confiança das famílias ainda é baixa. Apesar da melhora continuada desde agosto do ano passado, a conjuntura impõe limitações à expansão da confiança”, destaca o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Segundo ele, no atual cenário cresce a necessidade dos empresários incentivarem mecanismos de vendas ativas.

O indicador mede a situação do emprego, que cresceu 29,7% em abril (110,8 pontos) sobre o mesmo mês do ano passado. “Os números recentes da atividade econômica no Brasil mostram recuperação. Isso tem se refletido no mercado de trabalho ao reduzir o ritmo de destruição líquida de empregos”, afirma Bohn. O presidente da Fecomércio-RS lembra ainda que o mês de fevereiro último marcou o fim de um jejum de dois anos sem a criação de empregos no Brasil. No Rio Grande do Sul, considerando os dois primeiros meses do ano, o ritmo de criação líquida de postos de trabalho tem sido maior do que o do ano passado.  “Isso passa a mudar a perspectiva das pessoas quanto à manutenção do emprego e é um passo importante para a recuperação do consumo”, pontua.

Ainda no âmbito do mercado de trabalho, a avaliação quanto à situação de renda atual caiu 21,0% na comparação com abril/2016, registrando 59,4 pontos. O resultado desse componente mostra que, embora esteja ocorrendo um processo de desinflação, os preços continuam aumentando, o que se reflete numa percepção de renda real menor. A perspectiva profissional foi outro dado negativo no ICF desse mês, com recuo de 24,0% em relação a abril/2016, alcançando 78,3 pontos. A previsão de melhora na economia tem se refletido na segurança do emprego e não em uma maior confiança dos trabalhadores.

Em relação ao consumo atual, o índice persiste em nível pessimista, apesar de ter apresentado alta de 10,1% na comparação com abril/2016, marcando 46,6 pontos. A facilidade de acesso ao crédito aumentou 2,5%, atingindo 58,8 pontos. O crédito permanece caro e os bancos, por sua vez, continuam muito restritivos na liberação de recursos. Já o indicador que mede o momento para o consumo de bens duráveis apresentou crescimento de 26,3%, ficando em 42,8 pontos. Apesar da alta em abril, a pesquisa destaca que o cenário atual de renda e crédito afeta de forma especial o consumo de bens duráveis, itens geralmente de maior valor.

O indicador de perspectiva de consumo apurou 91,2 pontos, apresentando variação de 88,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. O dado reforça o movimento de alta continuada desde agosto/2016.

Para ver a análise do ICF de abril, clique aqui.

Para ver a pesquisa completa, clique aqui.

Fonte: Ascom Fecomércio RS

Está precisando de um implante odontológico, restauração ou de uma Farmácia de Manipulação?

 


images

 

 

 

 

 

 

 

Então venha para a Rede de Descontos! Sabe porque? O Sindilojas Canoas acaba de fechar contrato com mais três empresas na área da saúde para a felicidade dos usuários da Rede de Descontos e aumentar o leque de opções! Conheça as novas adesões abaixo;

 Instituto Implante Dental,

Av: Guilherme Schell, nº 2910, Fátima, Canoas/RS,Telefone:(51) 31041340.

Farmácia de Manipulação Medicallis

Telefone: (51)  34293131 / 30597535

Consultório Odontológico

Gonçalves Dias 66, sala 602, centro, Canoas/RS, Telefone: (51)30323464

 


A TERCEIRIZAÇÃO E OS CONTRATOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

O Presidente da República sancionou a Lei nº 13.429, de 31 de março de 2017, que altera dispositivos da Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, regulamentando a Terceirização, entre outras modificações no trabalho temporário.

Abordaremos aqui a terceirização e os contratos de prestação de serviços formalizados com as empresas fornecedoras.

Referida Lei, em boa hora busca trazer segurança jurídica em relação ao tema, especialmente no que se refere à viabilização da prestação de serviços tanto na atividade-meio como na atividade-fim. Aliás, registre-se que nunca existiu qualquer lei que proibisse a terceirização da atividade fim, mas,  mesmo assim, os Tribunais Trabalhistas firmaram jurisprudência com essa proibição.

De qualquer forma, é preciso atentar para o fato de que a nova lei não elimina os cuidados que devem existir para que não se configure vínculo empregatício entre a empresa cliente (tomadora dos serviços) e os empregados da empresa prestadora de serviços.

Portanto, não poderão estar presentes as características do contrato de trabalho, quais sejam: pessoalidade, subordinação e dependência econômica, entre os trabalhadores e a empresa tomadora dos serviços.

Além disso, na contratação da prestadora de serviços, deverão ser observados os requisitos estabelecidos na nova regra:

– a fornecedora dos serviços deverá contratar, remunerar e dirigir o trabalho;

– a fornecedora deverá ter inscrição no CNPJ e registro na Junta Comercial;

– o capital social deverá ser compatível com o número de empregados:

  1. a) empresas com até dez empregados – capital mínimo de R$ 10.000,00 (dez mil reais);
  2. b) empresas com mais de dez e até vinte empregados – capital mínimo de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais);
  3. c) empresas com mais de vinte e até cinquenta empregados – capital mínimo de R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais);
  4. d) empresas com mais de cinquenta e até cem empregados – capital mínimo de R$ 100.000,00 (cem mil reais); e
  5. e) empresas com mais de cem empregados – capital mínimo de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais).

– o contrato deverá versar sobre serviços determinados e específicos;

– os trabalhadores não poderão exercer atividades diversas daquelas objeto do contrato;

– a contratante deverá garantir condições de segurança, higiene e salubridade dos trabalhadores, quando os trabalhos forem executados em suas dependências;

– a contratante é responsável pelas obrigações trabalhistas caso a prestadora de serviços não pague o trabalhador. Também haverá responsabilidade, caso não sejam recolhidas as contribuições previdenciárias;

– o contrato deverá conter a qualificação das partes, a especificação do serviço, prazo e valor.

Como se vê, a matéria não traz muitas novidades, mas assegura que não haverá vínculo de emprego, quando não estiverem presentes os elementos caracterizadores abordados anteriormente, seja qual for o ramo da prestação dos serviços.

GILDO VIEGAS TAVARES – OAB/RS 20.072

TAVARES E PANIZZI SOCIEDADE DE ADVOGADOS – OAB/RS 1774

Sesc/RS mobiliza municípios gaúchos para o Dia do Desafio 2017

Dia do Desafiao
Dia do Desafiao

As inscrições das cidades ocorrem até o dia 21 de abril e devem ser feitas no Sesc local

O Sistema Fecomércio-RS/Sesc está mobilizando os municípios de todo o Rio Grande do Sul para o Dia do Desafio 2017. Para participar, os municípios devem se inscrever previamente junto ao Sesc local e mobilizar a sociedade por meio de ações e engajamento para a pratica de atividades, em especial, no dia 31 de maio – data em que ocorre o DDD. As inscrições vão até o dia 21 de abril e o sorteio das cidades que irão travar o confronto saudável será no dia 8 de maio, em São Paulo.

O Dia do Desafio acontece em todo o Continente Americano e propõe às pessoas a interrupção de sua rotina para que pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, uma atividade física.  No Brasil, a iniciativa é promovida pelo Sesc em parceria com as prefeituras municipais, no qual a comunidade local é convidada a realizar algum exercício entre a zero hora e 20h do dia 31 de maio.

Sobre o DDD O Dia do Desafio é realizado sempre na última quarta-feira do mês de maio. A data propõe que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de atividade física. A ação acontece em forma de competição saudável entre duas cidades. O município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Criado no Canadá, o evento é difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde.

O Sesc/SP coordena o evento no Continente Americano desde 2000 e no Rio Grande do Sul a ação é capitaneada pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc em parceria com as Prefeituras. O convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes.

Especialista dá dicas de como sair das dívidas com Educação Financeira

E engana-se quem acha que entrar em uma dívida para pagar outra é uma solução
E engana-se quem acha que entrar em uma dívida para pagar outra é uma solução

Por Agência Estado

O brasileiro já está acostumado com a inflação e os altos preços que diariamente fazem com que o orçamento doméstico fique cada vez maior e faça com que muitas famílias repensem seus gastos, sem contar com o forte endividamento que grande parte da população se encontra. A educação financeira ajudaria muitos a tomarem melhores decisões em um momento como vivemos atualmente no Brasil, mas esse assunto ainda está distante de ser prioridade por aqui.

Uma pesquisa recente sobre conceitos financeiros, em 30 países, incluindo o Brasil, revela a dificuldade do brasileiro quando o assunto é finanças, o índice das respostas corretas para as perguntas sobre o tema foi de 58%, bem abaixo da média, de 78%. Esses dados são do levantamento da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), que mede a competência da população adulta quando o tema é educação financeira. Foram levados em consideração conceitos divididos em 3 pilares, conhecimento, comportamento e atitude, em todos o Brasil teve baixo desempenho, ficando na 27ª posição, na colocação geral, à frente apenas de Croácia, Bielorrússia e Polônia. A França ficou com a liderança neste levantamento.

E engana-se quem acha que entrar em uma dívida para pagar outra é uma solução. Isso pode é aumentar os problemas financeiros familiares e pessoais. O especialista em Educação Financeira Uesley Lima acredita que uma atitude tomada pode mudar uma história, para melhor ou pior. Por isso, ele dedica grande parte de seu tempo organizando conteúdos sobre finanças, a fim de que o maior número de pessoas conheçam opções para fazer investimentos, bem como evitar o endividamento.

Lima é cofundador do Grupo The One – empresa focada na educação financeira, visando ensinar as pessoas a operar na Bolsa de Valores, conhecer mais sobre o mercado financeiro, apontar boas opções de investimentos e dar dicas importantes de controle de finanças. O método de ensino criado pelo especialista tem feito a diferença para centenas de seus alunos.

Para os endividados, Lima dá um conselho: “Para ter dinheiro no futuro, é preciso focar no presente, na capacidade de economia atual. Essa é uma forma de planejar. Planeje-se e cumpra suas metas, ficando livre das dívidas”, sugere. “Aprenda a fazer economias mensalmente. Se você quer ganhar dinheiro, arregace as mangas e comece a poupar. Não tem segredo! Mesmo que tenha capital relativamente alto, você pode não ficar livre das dívidas se não houver poupança”, conclui.

Para acompanhar mais informações sobre economia com o especialista Uesley Lima, basta segui-lo em suas redes sociais! Periscope: Uesley Carvalho Lima; Instagram: @uesleylima; Site: www.grupotheone.com.br, onde são oferecidos cursos gratuitos para quem deseja aprender a operar na Bolsa de Valores.

Website: http://www.grupotheone.com.br

(DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS)

 

Prefeito e Secretária da Saúde participam da Reunião Almoço do Fórum das Entidades no Sindilojas Canoas

Durante a Reunião Almoço do Fórum das Entidades no Sindilojas Canoas
Durante a Reunião Almoço do Fórum das Entidades no Sindilojas Canoas

Sindilojas Canoas foi palco de mais uma edição da Reunião Almoço do Fórum das Entidades Empresariais e de Profissionais Liberais de Canoas, com a presença do prefeito, Luiz Carlos Busato, e da Secretária Municipal de Saúde, Rosa Groenwald. O encontro ocorrido hoje, 11, reuniu autoridades políticas, representantes de entidades empresariais, da saúde, e imprensa. Na oportunidade o prefeito e a secretária apresentaram as metas do governo, as ações que vem realizando, e também falaram como anda a saúde dos canoenses e dos hospitais.

“Já fizemos mutirão para limpeza, segurança, alagamentos, saúde estamos realizando auditorias nos contratos com a Gamp, queremos transparência nos processos. É um esforço grande, cada vez que puxa uma pena vem uma galinha, exclamou, “e  ainda tem muito o que se fazer,  é a cidade se movendo para reconstruir Canoas ”, disse o prefeito durante a apresentação. Em relação a segurança ele explicou que o trabalho integrado coordenado pelo secretario Ranolfo è excelente, “e também um exemplo para o estado. Houve uma redução de 56% nos homicídios de janeiro para fevereiro”, destacou

Já a secretária da Saúde  falou do sucesso dos mutirões da saúde que tem realizado para reduzir o número  de pessoas na fila de espera. Ela também destacou a participação dos médicos particulares que estão aderindo voluntariamente ao mutirão que é um dos maiores que já aconteceu em canoas.

O presidente do Fórum das Entidades disse que hoje grande parte dos usuários dos planos de saúde como Unimed vão até Porto Alegre para consultar  e sugeriu que revertessem a situação para que os pacientes utilizem mais os recursos existentes em canoas.

O Presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann falou da relevância do encontro para tratar de tema tão necessários para canoas,  e destacou ainda o importante trabalho que vem realizando junto ao conselho da ABC, a qual faz parte, e defende que seja realizado as auditorias com transparência nos processos.

Participaram também do encontro, Maria Regina Roncheti- ABO, Eltamar Salvadori- CICS e CDL,  Werner Spieweck –CONSEPRO, Elson Machado –SOMEDICA, Iraja de Freitas-ULBRA, Aldérico Zanettin-SINDIGENEROS João  Carlos da Silva-OAB, Luis Carlos Danesi-UNILASALLE, Heliomar Abreu Rosa- SEACA, Mario Viezzer, SINDIGENEROS e demais autoridades.e imprensa.

Quer aumentar as vendas e fidelizar clientes?

Sindilojas Canoas e SEBRAE realizam café da manhã para empresários

Apresentação do Projeto Loja na Moda
Apresentação do Projeto Loja na Moda

“ Só cresce quem tem conhecimento! Não é o mais inteligente ou o mais rápido e sim o que melhor se adaptar as mudanças agregando o conhecimento, as demais empesas irá continuar remando e colocando a culpa na crise”, estas fortes palavras foram ressaltadas pelo presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann durante o Café da Manhã Empresarial, sob o tema: “Loja na Moda”, que ocorreu hoje, quarta-feira, 29,  pela manhã, na sede do Sindilojas Canoas. Lojistas do segmento do Vestuário e Calçados participaram do encontro.  O presidente da entidade fez a abertura dando as boas vindas aos participantes falando da importância do Sebrae para melhorar o desempenho das empresas e passou a palavra a palestrante do SEBRAE, Patricia Meneguzzo Gregoletti.  Na sequencia ela apresentou o “Projeto Loja na Moda”, pensado especialmente para o comércio de Canoas. “O público alvo são os empresários do segmento de vestuário e calçados que querem e buscam  fortalecer seu negócio, melhorar a atratividade  das lojas, a gestão das empresas, aumentar as vendas e fidelizar clientes”, destacou Meneguzzo.

Ela explicou ainda  como será ministrado o projeto, as ações que serão desenvolvida pelo grupo que participarem , como exemplo:

A participação feiras nacionais e citou a Couromoda, Falou também do Visual Merchandising: para que serve? “Adoro este lugar!”  Neste instante ela fez referência a relação do cliente e com a loja quando existe a preocupação como o seu bem estar e conforto no interior do comércio. Outro ponto de destaque foi as  Visitas técnicas, que serão realizadas,  entre outros itens de grande relevância para os empresários.

Opinião

Hamudeh da Sibrama Calçados e confecções

Hamudha - Lojas Sibrama Calçados e Sibrama Confecções
Hamudha – Lojas Sibrama Calçados e Sibrama Confecções

“Já conhecia o projeto é uma grande oportunidade para os lojistas este apoio do Sindilojas e Sebrae e vem atender uma demanda  carente em Canoas”, disse Hamudeh.

Luis – Stylus Moda Íntima

Luis - Stylo Moda Íntima
Luis – Stylo Moda Íntima

Informou que adorou o encontro e o que mais marcou foi a parte que fala da importância de ofertar ambientes confortáveis aos clientes, “me tocou profundamente”, ressaltou.

La purpura

La Púrpura
La Púrpura

“Adorei! vou fazer contato para aderir ao projeto”.

80% dos lojistas que estavam presentes no Café Empresarial aderiram ao projeto
80% dos lojistas que estavam presentes no Café Empresarial aderiram ao projeto

Em torno de 80% dos lojistas que estavam presentes no Café Empresarial aderiram ao projeto. Quem tiver interesse em participar desse projeto entre em contato com a Patricia Gregolatto no telefone: 51-35753760. Email: patriciag@sebrae-rs.com.br.

Terceirização, Justiça do Trabalho e economia pautam abertura do 2º Congresso Estadual de Relações Sindicais e do Trabalho

Empresários, autoridades e representantes de sindicatos patronais estão reunidos, em Torres, para o 2º Congresso Estadual de Relações Sindicais e do Trabalho, promovido pela Fecomércio-RS. Aberto oficialmente na manhã desta sexta-feira (24/03), o encontro promete intensos debates sobre o novo cenário do mercado de trabalho, as relações trabalhistas e sindicais e sua operacionalização. Dando as boas-vindas aos congressistas, o coordenador do evento e vice-presidente do Sistema Fecomércio-RS, Ibrahim Mahmud, agradeceu a presença do público, palestrantes e autoridades, que lotaram o auditório do Guarita Park Hotel.

Na abertura oficial do evento, o presidente do Sistema Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, foi enfático ao destacar alguns temas centrais desta edição do evento: o projeto da terceirização recentemente aprovado pela Câmara dos Deputados, pauta já destacada na primeira edição do Congresso em 2016, e o debate geral da reforma trabalhista com a participação do Ministério do Trabalho, empresários e empregados. “No cenário atual, não podemos nos furtar de discutir a própria Justiça do Trabalho, que ao meu ver é uma ‘jabuticaba brasileira’. Em nenhum lugar no mundo vamos encontrar uma justiça especializada com os custos da Justiça do Trabalho no Brasil, movimentando o número de ações que nos colocam como campeões mundiais da modalidade”, destacou Bohn. Somente em 2015, foram 2,6 milhões de ações no País, com um custo direto para a sociedade de R$ 17,1 bilhões. “A nossa palavra de ordem é fazer a economia girar, mas não artificialmente, às custas de empresários, e beneficiando servidores públicos e advogados”, disse ele, propondo aos congressistas o repensar da Justiça do Trabalho. “Caso não se reconstrua a Justiça do Trabalho, com magistrados com formação social mas que também compreendam a repercussão econômica de suas decisões, os investimentos continuarão represados, a atividade estagnada e os postos de trabalho destruídos”, pondera.

Propondo o diálogo como fator fundamental para o consenso nas relações sindicais e do trabalho, o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no RS, Rogério Uzun Fleischmann trouxe exemplos para mostrar casos extremos acerca de terceirização, os quais chegam ao Ministério Público por meio de denúncias. Segundo ele, o ambiente do evento em Torres é propício para esse tipo de debate, destacando ser possível chegar a um consenso quando se olha para o mesmo caso sob o viés dos valores humanos. “Acredito no diálogo e entendo ser possível chegar a um ponto comum em que não seja o exagero da liberação total nem no exagero de que qualquer tipo de terceirização não seja possível. Tudo isso em nome do valor social do trabalho e do crescimento econômico que todos nós queremos”, conclui.

Encerrando a abertura oficial, o prefeito de Torres Carlos Alberto Matos de Souza falou sobre a importância deste tipo de evento para os avanços da sociedade. “A sociedade pede mudanças. Hoje temos que um olhar maior sobre a gestão pública, por exemplo. Mais gestão e menos política”, ressaltou ele. O 2º Congresso Estadual de Relações Sindicais e do Trabalho segue até sábado (25/03), com a participação de diversos especialistas renomados da área trabalhista, sindical e empresarial.

Sindilojas Canoas realiza a 1ª Edição da Reunião Almoço de Diretoria 2017 no cardápio a maior feira do varejo do mundo  de NY e homenagem ao Ten. Cel. Amorim

diretora do Senac Canoas, Lianamar da Rosa apresentou as tendências e novidades da Retail’s Big Show 2017 a maior Feira do varejo do mundo em Nova York .
diretora do Senac Canoas, Lianamar da Rosa apresentou as tendências e novidades da Retail’s Big Show 2017 a maior Feira do varejo do mundo em Nova York .

Por Nilda Corrêa

Na tarde de ontem, 22 ocorreu a 1ª  edição da Reunião Almoço de Diretoria 2017 do Sindilojas Canoas na sede da entidade. O presidente, Denerio Neumann fez a abertura agradecendo a presença de todos apresentou relato das principais  atividades e ações da entidade durante o período, como; visita dos diretores do SENAC, Gravataí e Triunfo, a participação na troca de comando no 15º BPM, a reunião do Fórum da Entidades com a presença do presidente da Câmara Municipal, Juarez Hoy, a reunião com o secretário do Desenvolvimento, Felipe Martini e lojistas para tratar o problema dos alagamentos no centro, a reunião no Unilasalle para firmar nova parceria nos cursos do segmento, a Ação Rede de Descontos no bairro Niterói, a participação do Sindilojas na Agenda Legislativa em Brasília e as ações desenvolvidas em Santo Antonio da Patrulha. Na sequência a diretora do Senac Canoas, Lianamar da Rosa apresentou as tendências e novidades da Retail’s Big Show 2017 a maior Feira do varejo do mundo em Nova York .

Segundo ela este é o maior evento de varejo do mundo que ocorre na cidade de Nova Iorque  desde de 1911.”Em 2017 foi realizada a 106ª edição”, informou

Entre os principais temas Lianamar deu destaque para; “Necessidades e expectativas de clientes e funcionários  (em constante mudança), o Uso da TI para entender as necessidades dos clientes e executar tarefas repetitivas dos colaboradores”, ressaltou. “São as pessoas que construirão o varejo do futuro (não é o que, mas quem)”, completou.

Durante a palestra Lianamar citou alguns dos principais pensadores do segmento e apresentou as principais tendências e novidades no setor para 2017:

  • Menos lojas, menores, melhores;
  • A Personalização não é mais tendência, é obrigação;
  • Estoques infinitos vão se tornar regra;
  • Meios de pagamentos convenientes vão mudar o processo de compras
  • Dados corretos e TI vão ajudar a construir cada vez mais intimidade escalável (telepaTIa);
  • Controle do entretenimento da casa (comando de voz que inicie a reprodução de um filme ou programa de TV, Netflixou YouTube;
  • O Amazon Echo tem compatibilidade com aplicativos de entrega de comida e Uber;
  • Previsão do tempo (roupa);
  • Lojas com experiências únicas, produto e atendimento diferenciados vão prosperar , “por exemplo você vai ao shopping experimentar uma bike olhando para um telão com imagens de um parque”, explicou;
  • Vendedor como concierge, “ ao comprar você pode verificar quem é o profissional que está te vendendo o produto, especialidade , histórico, formação etc. O vendedor deve resolver o problema do cliente e não só focar na venda por si só e sim solucionar”, destacou;
  • E a Humanização da marca destacou a palestrante. Logo após abriu para perguntas onde os lojistas que estavam presentes tiraram suas duvidas e compartilharam outras experiências.

Logo após o presidente do Sindilojas Canoas, Denerio  Neumann prestou uma homenagem ao Tenente-Coronel, Otto Eduardo Amorim e entregou o Certificado de Reconhecimento pelos relevantes serviços prestados durante o período que esteve comandando o 15º BPM. O comandante agradeceu o reconhecimento e disse que o comandante Valdeci Antunes, irá dar continuidade ao trabalho  que ele realizou até o momento.  Estavam presentes também na 1ª Reunião Almoço de Diretoria do Sindilojas Canoas representantes do SEBRAE, SENAC, SESC, SICREDI, contadores, autoridades militares, além da diretoria do sindicato.

Fecomércio-RS entrega Agenda Legislativa 2017 com posicionamento sobre 86 proposições estaduais e federais

A Agenda Legislativa 2017 elenca matérias que dizem respeito à gestão pública, sistema tributário, legislação trabalhista e sindical e relações de consumo. Entre os projetos que levam o aval da entidade está o que exige a realização de plebiscito para a criação de empresas públicas, em tramitação no Legislativo gaúcho.
A Agenda Legislativa 2017 elenca matérias que dizem respeito à gestão pública, sistema tributário, legislação trabalhista e sindical e relações de consumo. Entre os projetos que levam o aval da entidade está o que exige a realização de plebiscito para a criação de empresas públicas, em tramitação no Legislativo gaúcho.

A Fecomércio-RS entregou nesta quarta-feira (15) a Agenda Legislativa 2017, publicação que elenca projetos de lei e proposições em tramitação em nível estadual e federal que impactam diretamente sobre a economia do setor terciário. O lançamento ocorreu na presença de parlamentares da bancada federal gaúcha no Congresso Nacional. Compareceram ao evento 13 deputados e um senador. O presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, repete a apresentação da Agenda Legislativa na próxima quarta-feira (22), em solenidade na Assembleia Legislativa, junto aos deputados gaúchos. O documento pode ser acessado aqui.

A edição deste ano reúne no mesmo documento 32 proposições estaduais e 54 federais consideradas relevantes que ganham a manifestação favorável ou contrária da entidade. A publicação, que teve início em 2010, contém os principais projetos que são acompanhados de perto pela Federação junto ao Poder Legislativo e ao Congresso Nacional, com o posicionamento formal dos empresários do comércio, serviço e turismo sobre os temas que repercutem no cotidiano de suas atividades.
De acordo com o anfitrião do evento, a produção da Agenda Legislativa busca dar publicidade aos posicionamentos dos empresários. “Eles refletem as bandeiras defendidas por nossa entidade. Teremos um ano de muito trabalho pela frente, com a oportunidade das reformas tão aguardadas pela sociedade”, afirmou Bohn.

A Agenda Legislativa 2017 elenca matérias que dizem respeito à gestão pública, sistema tributário, legislação trabalhista e sindical e relações de consumo. Entre os projetos que levam o aval da entidade está o que exige a realização de plebiscito para a criação de empresas públicas, em tramitação no Legislativo gaúcho. “Há um desequilíbrio na Constituição do Estado, uma vez que exige a realização de plebiscito para a extinção de empresas estatais ou sociedades de economia mista, mas não faz a mesma exigência para a criação”, argumenta o presidente Luiz Carlos Bohn. Outro projeto apoiado pela entidade é o que acaba com o pagamento de subsídios a ex-governadores do Estado. De acordo com Bohn, a grave situação fiscal do Rio Grande do Sul não comporta mais benefícios desta ordem.

Em nível federal, a Fecomércio-RS se posiciona a favor da PEC 470/2005, que trata do fim do foro privilegiado para deputados e senadores, por entender que se trata de um benefício “injustificável”. “Sua extinção representa uma sociedade mais justa, com maior equidade de direitos e deveres”, afirma Bohn. Já em relação à PEC 140/2015, que trata da recriação da CPMF, o parecer é contrário. “O governo, ao invés de solucionar a crise fiscal por meio do controle de seus gastos, transfere o ônus decorrente de sua política fiscal irresponsável à iniciativa privada. A sociedade já paga impostos demais”, destacou o presidente da federação.

O 1º vice presidente do Sindilojas Canoas, Itamar Tadeu Barboza da Silva que também está em Brasília acompanhando a comitiva avaliou positivamente  o encontro e disse que a PEC 140/2015 deve ser reprovada. “Porque tanto os empresários como a sociedade estão cansados de pagar tanto imposto e para as empresas crescerem e a sociedade comprar mais o governo não pode onerar ainda mais e sim reduzir os tributos”, ressaltou Barboza.

Reforma tributária

Durante o evento, Bohn destacou que para retomar o desenvolvimento econômico e social também precisamos da Reforma Tributária, que, esperamos, simplifique a arrecadação de tributos e conceda mais segurança jurídica aos contribuintes, sem aumento de carga tributária. “É preciso que o Brasil gere mais empregos. E isso não vai acontecer com a mesma legislação de 70 anos atrás. Por isso, os parlamentares têm a responsabilidade histórica de realizar a Reforma Trabalhista, para que as leis que regem a relação entre os empreendedores e seus colaboradores estejam alinhados à realidade do século 21.

Fonte: Ascom Fecomércio RS – Ascom Sindilojas Canoas

Correios lançam consulta a CPF e CNPJ nas agências

A iniciativa é resultado de parceria com a Serasa Experian.
A iniciativa é resultado de parceria com a Serasa Experian.

Até 31 de março, serviço deve estar disponível nas 6,4 mil agências próprias do País e, ainda este ano, chegará nas franqueadas

A Agência Central dos Correios em Brasília (DF) e a Agência dos Correios Cidade de São Paulo começam a oferecer, a partir desta quarta-feira (15),  consulta a CPF, CPF de terceiros e CNPJ de empresas. Até 31 de março, o serviço deve estar disponível nas 6,4 mil agências próprias em todo o País.

Nas unidades franqueadas, a implantação ocorre em uma segunda etapa, prevista para este ano. “Esperamos, com mais este serviço, alavancar a receita da empresa em pelo menos mais de R$ 3 milhões só este ano”, disse o presidente dos Correios, Guilherme Campos. A iniciativa é resultado de parceria com a Serasa Experian.

A disponibilização do serviço em todas as agências dos Correios é um dos meios para consolidar as agências como um espaço de multisserviços. Dessa forma, os Correios ajudam a fortalecer a cidadania e ampliar o faturamento do segmento financeiro.

“O foco é facilitar a vida do cidadão que mora no interior e também nas capitais, ao oferecer informações para ajudá-lo a tomar decisões importantes para transações comerciais”, explica a vice-presidente Comercial da Serasa Experian, Manzar Feres.

Além da comodidade de mais um meio de consulta para verificar a situação do próprio CPF, a fim de identificar a existência de dívidas, os cidadãos também terão acesso aos seguintes produtos:

– Você Consulta Pessoas – VCP: para verificar a situação do CPF de alguém com quem você queira fazer negócios, como na hora de comprar um carro, vender uma casa ou mesmo contratar o serviço de pedreiro, por exemplo.

– Você Consulta Empresas – VCE: para verificar a situação do CNPJ de uma empresa com quem você queira realizar um negócio, por exemplo: empresas de realização de eventos (formaturas, casamento e outros).

Fonte: Portal Brasil

Sindilojas Canoas realiza 1ª Edição Rede de Descontos 2017

Um dos atrativos no evento foi o corte de cabelo gratuito
Um dos atrativos no evento foi o corte de cabelo gratuito

Um sábado ensolarado e colorido,  marcou a 1ª Edição da Rede de Descontos 2017, promovido pelo Sindilojas Canoas  e Paroquia São Paulo Apóstolo.  O evento ocorrido  no último sábado, 11,  foi realizado no salão de eventos da igreja  e contou com diversas atividades e  empresas que prestaram serviços gratuitos e divulgação de suas  marcas. O publico participante pode contar com  vários atendimentos gratuitos: A ótica Vênus marcou presença com o Teste de Visão,  Glicose e Pressão arterial disputadíssimo, ambos promovido pela Max Saude, a  orientação odontológica ficou por conta da Mega Odonto,  o Lions com brechó beneficente,  Orientação Júridica  gratuita,  o Senac sempre lotado com corte de cabelo , a Moveis Tamoio divulgando seus produtos e móveis sob medida, a Cooperativa Sicredi, facilitando a vida dos moradores do Niteroi, a Florybal com os deliciosos chocolates de gramado, divulgando os chocolates e parque Terra Mágica, e para diversão da garotada enquanto seus familiares visitavam a Feira o SESC ofertou  os brinquedos infláveis  gigantes  e a Big brinquedos, que além das divertidas camas elásticas  distribuiu deliciosos “algodão doce para as crianças  e também as crianças grandes”.

Claudio Teixeira proprietário da Moveis Tamoio
Claudio Teixeira proprietário da Moveis Tamoio

O proprietário da Moveis Tamoio,  Claudio Teixeira  sempre participa dos eventos promovidos pelo Sindilojas Canoas ,  como a 1ª Ediçao da Rede de Descontos 2017. “ Sempre participo pois acredito que a divulgação da marca  fideliza e atrai mais clientes, além disso procuro divulgar nossos produtos que são de ótima qualidade e preços atrativos . Nos estamos na Rede de Descontos e após o evento aproveito para divulgar nas minhas redes sociais  e os custos para participar destes eventos  é praticamente zero e o retorno é muito bom”, destaca Teixeira.

Maria Jose Rocho Silva, representante do Lions  acredita que estes modelos de evento

Maria Jose Rocho Silva participou como "brechó solidário do Lions"
Maria Jose Rocho Silva participou como “brechó solidário do Lions”

contribui para ajudar a sociedade que mais precisa.”Esta muito bom o evento estamos participando com o brechó para arrecadar recursos para doar aos asilos e  entidades carentes, escolas publicas  etc”, informou Maria José.

Senac Canoas marcou presença com corte de cabelo
Senac Canoas marcou presença com corte de cabelo

Para o Senac  “ E muito importante participar destes eventos  somos parceiros dos Sindilojas Canoas , “Rede de Descontos” em todas as atividade. É um trabalho gratificante de inclusão levamos serviços a comunidade gratuitamente  e levar o nome do Senac Canoas nessas atividades só nos deixa mais honrados”.

Montovani & Branchi marcou presença no evento da 1ª Edição Rede de Descontos
Montovani & Branchi marcou presença no evento da 1ª Edição Rede de Descontos

Para Isadora Mendonça  da Montovani & Branchi, Assessoria Jurídica que também está na Rede deDescontos, “Estes eventos contribui para a visibilidade  da marca, ampliação da nossa carteira de clientes  é o que buscamos”, destacou Isadora

A Florybal com os seus deliciosos chocolate de Gramada presente na 1ª Edição da Rede de Descontos
A Florybal com os seus deliciosos chocolate de Gramada presente na 1ª Edição da Rede de Descontos

Já Elder Cardoso da Florybal Chocolates de Gramado, informou que e a primeira vez que participa. “Estes eventos como a Rede de Descontos do Sindiojas Canoas contribui para fazer novas parcerias, divulgar a marca e nossos produtos,  conhecer e nos fazer conhecidos  saindo de nossa área de conforto”, ressaltou Elder

O banco Sicredi marcou presença
O banco Sicredi marcou presença

O banco Sicredi representado por Fabio , “Muito interessante para aproximarmos das pessoas da comunidade cooperada  contribui para devolver  para a própria comunidade os recursos da região”. Ressaltou.

A Otica Vênus também está na Rede de Descontos e realizou inúmeros testes de visao gratuitamente durante evento
A Otica Vênus também está na Rede de Descontos e realizou inúmeros testes de visao gratuitamente durante evento

“Estamos prestando um serviço muito importante a sociedade  pois a visão é  de extrema importância para as pessoas”. Claudia e Cristiane Lemke

Representante do banco Sicredi, Padre Jorge Lermen e 1º vice presidente, Itamar Barboza da Silva visitando os standes .
Representante do banco Sicredi, Padre Jorge Lermen e 1º vice presidente, Itamar Barboza da Silva visitando os standes .

“Um evento importantíssimo para o bairro Niteroi, é o Sindilojas Canoas indo até a comunidade divulgando a Rede de Descontos , um cartão que agrega vantagens para quem consome e aumento da carteira de clientes para as empresas dos  diversos setores que estão na Rede, além  relevante serviço a comunidade  por meio de serviço social desenvolvido por nossos parceiros a qual agradecemos a participação e particularmente a Paróquia São Paulo Apostolo que nos cedeu o local. Queremos  ainda estender estas atividades para as cidades de nossa base territorial”. Defendeu o 1º  vice presidente do Sindilojas Canoas, Itamar Tadeu Barboza da Silva.

Por Nilda Corrêa 

 

Economista da Fecomércio-RS apresenta estudo sobre consumo e endividamento

O estudo da Fecomércio-RS revela cenários positivos para a economia das famílias a partir deste ano.
O estudo da Fecomércio-RS revela cenários positivos para a economia das famílias a partir deste ano.

Na reunião do Conselho de Economia da Fecomércio-RS, realizada nesta quinta-feira (09), o economista da Fecomércio-RS Lucas Schifino apresentou o estudo “Consumo & Endividamento – O futuro do comércio no Brasil está comprometido?”, realizado pela Assessoria Econômica da Federação.

De acordo com o trabalho, o futuro do comércio brasileiro não está comprometido pelo endividamento das famílias. Simulações com uma trajetória de estabilidade real do crédito à pessoa física mostram que, mesmo sem crescimento da renda, a parcela de comprometimento das dívidas das famílias poderia começar a cair já a partir da metade deste ano, atingindo 21,5% em dezembro e 20,0% no final de 2018.

Conforme Schifino, a constatação revela que a expansão da relação consumo/PIB, que chegou a 64% em 2016 – um patamar considerado relativamente elevado para os padrões brasileiros, não ocorreu em função de um aumento acelerado do consumo, mas por causa da redução de 8,7% do PIB capita acumulado nos últimos dois anos (2016 e 2015).

O estudo da Fecomércio-RS revela cenários positivos para a economia das famílias a partir deste ano. Mostra, por exemplo, que se consideradas apenas as dívidas atuais já contratadas e supondo uma estabilidade da renda, o nível de comprometimento da renda familiar com o pagamento de contas cairia dos atuais 22,0% para 19,2% no final do primeiro semestre de 2017 e para menos de 15% (mesmo nível de 2005) até o fim do ano.

Fonte: Ascom Fecomércio-RS

Sindilojas Canoas reúne comerciantes e secretários nesta quarta- feira, 08, para falar dos alagamentos no centro da cidade

“Como se não bastasse as baixas nas vendas temos que conviver com os prejuízos dos alagamentos”.

As constantes chuvas dos últimos dias têm causado transtornos e prejuízos aos moradores e comerciantes do Centro da cidade e bairros. O prejuízo para os comerciantes da área é tanto material quanto no número de vendas. “Uma vez que quando chega as chuvas, os clientes diminuem, como se não bastasse a baixa nas vendas devido ao panorama econômico que o pais atravessa, temos que conviver com os prejuízos em consequência dos alagamentos”.  Desabafa um comerciante.

Lojistas da Muck , Calçadão galeria São Luiz procuraram o Sindilojas Canoas para reclamar dos alagamentos e prejuízos que tiveram por consequência.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Felipe Martini disse que foi realizado vistoria nas tubulações de microdrenagens na área e verificaram que os tubos estão assoreados e o crescimento da Canoas contribuiu com a sobrecarga das tubulações.

O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann disse que o Sindilojas Canoas está muito preocupado com a situação dos alagamentos. ”Os lojistas amargam perdas de produtos danificados pelos alagamentos. Aos estragos somam-se as vendas fracas que já vem nos assolando”. Ressaltou Neumann

E de imediato o presidente do Sindilojas entrou  em contato com o secretário de Desenvolvimento Economico para agendar uma reunião com os comerciantes e empresários da área central para juntos encontrar uma solução. “Nesta quarta-feira, dia 08, as 15 horas estaremos reunidos com os lojistas do centro e com o secretário, Felipe Martini e o de obras para encontrar uma solução para o problema. Não vamos descansar  até que o problema seja resolvido”, ressaltou Neumann

Data: 08 de março, quarta-feira

Horário: 15 horas]

Local: Sala de reuniões do Sindilojas Canoas-Rua Gonçalves Dias, nº 67, sala 401

Sindilojas Canoas irá prestigiar a posse do Coronel Oto Amorim no 9º BPM

Sindilojas Canoas prestigiara a troca de comando do 9º BPM da Capital
Sindilojas Canoas prestigiara a troca de comando do 9º BPM da Capital

O 1º Vice Presidente do Sindilojas Canoas, Itamar Tadeu Barboza da Silva estará representando o presidente, Denério Neumann, na troca de comando do 9º BPM, que irá ocorrer no próximo dia 10 de março as 10horas e 30 minutos, na própria 9º BPM, avenida Praia de Belas, 800, Cidade Baixa, Porto Alegre. O convite realizado pelo comandante do Policiamento da Capital, Coronel QOEM Jefferson de Barros Jacques será para prestigiar a passagem do comando, momento este em que o Tenente Coronel QOEM Marcus Vinicius Gonçalves Oliveira passará o Comando ao Tenente Coronel QOEM Oto Eduardo Rosa Amorim.

Emissão do passaporte brasileiro já está sendo feito com CERTIFICAÇÃO DIGITAL

Emissao do Passaporte ja esta sendo feita com Certificação Digital
Emissao do Passaporte ja esta sendo feita com Certificação Digital
Você sabia que o processo de emissão do passaporte brasileiro já está sendo feito com CERTIFICAÇÃO DIGITAL?
É isso mesmo, o CERTIFICADO DIGITAL é tão importante, que está sendo usado até para identificar os servidores que inserem as informações no sistema da Polícia Federal, quando o cidadão está fazendo o documento de viagem. A medida adotada torna o passaporte muito mais seguro e livre de falsificações.
Aquira você também o CERTIFICADO DIGITAL SAFEWEB, garantindo mais segurança e validade jurídica às suas operações na internet. Ligue: 34723789 fale com a certificadora Agente de Registros Patricia Ramos no Sindilojas Canoas.

País inicia ano fechando 40,8 mil empregos formais; saldo é o menor desde 2014

A última vez em que houve registro de saldo positivo de postos de trabalho foi em março de 2015
A última vez em que houve registro de saldo positivo de postos de trabalho foi em março de 2015

Pelo 22º mês seguido, mais pessoas foram demitidas do que contratadas com carteira assinada. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje (3) pelo Ministério do Trabalho, o país fechou 40.864 postos formais de trabalho em janeiro. O número leva em conta a diferença entre admissões e demissões.

A última vez em que o Caged registrou saldo positivo foi em março de 2015, quando 19,2 mil vagas haviam sido criadas. Apesar do desempenho negativo em janeiro, o saldo foi melhor que no mesmo mês de 2015 e 2016, quando haviam sido extintas 99.694 e 81.744 vagas, respectivamente.

Nos 12 meses encerrados em janeiro, o país acumula o fechamento de 1,28 milhão de postos formais de trabalho. Em 2016, o país extinguiu 1,32 milhão de vagas com carteira assinada, com pequena melhora em relação a 2015, quando 1,54 milhão de empregos haviam sido extintos.

Comércio lidera demissões

Na divisão por setores da economia, o comércio foi o que mais demitiu em janeiro, com 60.075 vagas encerradas. Na sequência, os setores de serviços, com 9.525 postos extintos, e a construção civil, com 775 empregos a menos. A indústria extrativa mineral fechou 59 vagas em janeiro.

Os números, no entanto, apontam sinais de recuperação do emprego em outros setores. A indústria de transformação, que vinha demitindo nos últimos anos, abriu 17.501 vagas em janeiro. A agricultura gerou 10.663 postos de trabalho. Na administração pública, as contratações superaram as demissões em 671 empregos.

Nordeste

Na comparação por regiões, o Nordeste liderou as demissões, com extinção de 40.803 postos de trabalho em janeiro. Em seguida, vêm as regiões Sudeste (-30.388 vagas) e Norte (-6.835). O Sul liderou a criação de empregos, com 24.391 vagas abertas, seguido pelo Centro-Oeste, com 12.771 novos postos formais.

De acordo com o Caged, nove estados fecharam janeiro com criação de empregos. O destaque foi Santa Catarina, com aumento de 11.284 vagas formais, principalmente nos setores de indústria da transformação, serviços e construção civil.

Em seguida, Mato Grosso, com acréscimo de 10.010 vagas, que se concentraram na agropecuária e nos serviços. Os estados que mais fecharam postos formais de trabalho foram o Rio de Janeiro (-26.472) e Pernambuco (-13.910).

Fonte: Agência Brasil

Diário Oficial publica resolução que proíbe juros de mercado

Com a decisão do CMN, os bancos podem cobrar os juros de mora
Com a decisão do CMN, os bancos podem cobrar os juros de mora

O Diário Oficial da União publicou hoje (1°) resolução oficializando decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciada na última quinta-feira (23). A resolução do Banco Central (BC), que entra em vigor em 1° de setembro, estabelece que as instituições financeiras não poderão mais cobrar taxas de juros de mercado dos clientes no caso de atraso nos pagamentos.

Atualmente, os bancos podem cobrar juros de mora (punitivos) e juros remuneratórios. No caso dos juros remuneratórios, cobrados por dia de atraso, os bancos podem fixar a taxa com base nos juros definidos na ocasião da assinatura do contrato ou de acordo com as taxas vigentes de mercado.

Com a decisão do CMN, os bancos podem cobrar os juros de mora, e, no caso dos juros remuneratórios, a mesma taxa pactuada no contrato para o período de adimplência da operação. Segundo a publicação no Diário Oficial, “é vedada a cobrança de quaisquer outros valores além dos encargos previstos nesta resolução”.

Ao anunciar a medida, o BC destacou que ela traz mais uniformidade às operações de crédito e torna as regras mais claras para os clientes. No atual momento de queda de juros, no entanto, ela não significa juros mais baratos, já que as taxas de mercado (dos novos contratos) podem estar mais baixas do que os juros fixados no momento de assinatura dos contratos.

Fonte: Agência Brasil

Ligações de fixo para móvel ficarão mais baratas a partir de sábado

Redução contempla chamadas locais e interurbanas e vai beneficiar cerca de 41,8 milhões de pessoas
Redução contempla chamadas locais e interurbanas e vai beneficiar cerca de 41,8 milhões de pessoas

As chamadas locais e interurbanas de telefones fixos para móveis ficarão mais baratas a partir deste sábado de Carnaval. A redução das ligações locais vai variar entre 16,49% e 19,25%, enquanto nas chamadas interurbanas a queda será de 7,05% a 12,01%.
Segundo nota divulgada nesta sexta-feira (24) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), estão previstas novas reduções das tarifas cobradas dos consumidores em 2018 e 2019. A queda acontecerá devido ao decréscimo das tarifas de interconexão, pagas pelas empresas que utilizam a rede de outro grupo.As chamadas locais e interurbanas de telefones fixos para móveis ficarão mais baratas a partir deste sábado de Carnaval. A redução das ligações locais vai variar entre 16,49% e 19,25%, enquanto nas chamadas interurbanas a queda será de 7,05% a 12,01%.

Segundo nota divulgada nesta sexta-feira (24) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), estão previstas novas reduções das tarifas cobradas dos consumidores em 2018 e 2019. A queda acontecerá devido ao decréscimo das tarifas de interconexão, pagas pelas empresas que utilizam a rede de outro grupo.

“O cálculo das tarifas é feito pelo \’Modelo de Custo\’, que permite verificar com mais precisão os custos das empresas com equipamentos e estrutura administrativa”, diz o comunicado.

As tarifas de interconexão foram usadas inicialmente para subsidiar a instalação de redes das operadoras móveis. De acordo com a agência, a redução vai beneficiar cerca de 41,8 milhões de assinantes de telefone fixo, segundo dados de dezembro do ano passado.

Segundo a Anatel, ao mesmo tempo em que a tarifa é reduzida, as empresas de telecomunicações do país devem aumentar os investimentos na ampliação das suas redes, na melhoria da qualidade de serviços e no atendimento aos consumidores.

Fonte:Epoca Negocios

Projeto sobre terceirização para depois do carnaval diz Maia

Rodrigo Maia, Presidente da Câmara de Deputados
Rodrigo Maia, Presidente da Câmara de Deputados

Da Agência Estado:

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai colocar em votação no plenário da Casa o projeto sobre terceirização depois do carnaval. Ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, Maia afirmou que a proposta que será votada é a que tem como relator o deputado Laércio Oliveira (SD-SE), que permite a terceirização para todas as atividades da empresa.

O projeto é considerado mais amplo do que o que está em discussão no Senado, sob a relatoria do senador Paulo Paim (PT-RS). O petista fez uma série de mudanças ainda no governo Dilma Rousseff. As alterações, porém, não agradaram ao atual governo.

Diante disso, Maia e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), fizeram um acordo para dar celeridade ao projeto que tramita na Câmara e deixar de lado a proposta relatada por Paim.

O projeto em questão chegou ao Congresso em 1998, ainda na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e é visto pelas centrais sindicais como mais prejudicial aos direitos dos trabalhadores, por atender mais aos interesses dos empresários.

Como o texto já passou por votações anteriores nas duas Casas legislativas, basta ser aprovado pelo plenário da Câmara para ir à sanção do presidente Michel Temer. Para o relator, o projeto será votado até o final de março. “É o início da modernização das relações de trabalho no Brasil. E definitivamente a terceirização passa a ter segurança jurídica, com regras bem definidas”, disse Oliveira.

Vem ai a Reforma Tributária! Será?

Além de coragem é preciso ousadia
Além de coragem é preciso ousadia, diz Temer

O presidente Michel Temer vem declarando em eventos, que a próxima reforma a ser encaminhada pelo Executivo para discussão dos congressistas deverá ser a tributária.  Tema este que se arrasta há vários anos no Congresso. Em visita oficial em janeiro ao RS ele falou também da relevância do tema “Propomos quatro reformas importantes para o País em oito meses. A próxima reforma será a simplificação do sistema tributário. Estamos sendo ousados, além de coragem é preciso ousadia”, ressaltou Temer

O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann acredita que a tão esperada Reforma Tributária ira impulsionar a economia no país. “Entendo que realmente este é o momento ideal para fazer a tão esperada reforma tributaria e o presidente Temer se empenhando de verdade ela poderá acontecer, pois o Congresso Nacional sabe que a reforma é fundamental para retomada do crescimento. A reforma tributaria dará o impulso para o surgimento de novas empresas no setor do comercio, gerando empregos e movimentando a economia,  assim como salvará aquelas que se encontram em dificuldades”, defendeu.

Ponto Frio e Casas Bahia aceitarão celular usado para comprar novo

Ate o fim de março o programa estará disponivel em 970 lojas da rede.
Ate o fim de março o programa estará disponivel em 970 lojas da rede.

A Via Varejo – dona da Casas Bahia e do Ponto Frio – lança, nesta sexta-feira (17), seu programa de recompra de smartphones e tablets. A partir de agora, os consumidores poderão usar seus aparelhos usados como parte da compra de um novo dispositivo. Por enquanto, a novidade estará disponível em 22 lojas das duas marcas no Distrito Federal e nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, bem como pela internet, em um site específico, o Casas Bahia Recompra. Segundo Fernando Spinelli, gerente de serviços de dispositivos móveis da Via Varejo, o plano é que o programa seja ampliado para as 970 lojas de Casas Bahia e do Ponto Frio até o fim de março. “No exterior, o mercado de smartphones usados é uma realidade e aqui no Brasil é uma solução interessante para o cliente”, diz o executivo. O programa será feito em parceria com a Brightstar, que atua na recompra desses aparelhos e em sua recolocação no mercado – a empresa lidera esse segmento no País e já possui parcerias com operadoras e outros varejistas, como Magazine Luiza. Como trocar? Nas lojas físicas, a troca é simples: o consumidor leva o aparelho à loja, que será avaliado por um vendedor e receberá uma cotação de preço. Se o valor agradar, o celular ou tablet é trocado na hora e o valor é descontado do valor de um aparelho novo. No site, o consumidor preenche um formulário, com dados sobre o estado do celular. Em seguida, o consumidor receberá uma proposta das Casas Bahia. O aparelho deve ser enviado por correio para avaliação. Nesse caso, o consumidor recebe um vale-presente, que pode ser usado para comprar qualquer item à venda no site.  –

Fonte:Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/02/economia/547571-ponto-frio-e-casas-bahia-aceitarao-celular-usado-para-comprar-novo.html)

CAIXA DIVULGA CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DAS CONTAS INATIVAS DO FGTS

Mais de 30 milhões de trabalhadores têm direito ao saque do saldo das contas inativas do Fundo
Mais de 30 milhões de trabalhadores têm direito ao saque do saldo das contas inativas do Fundo

 

O Governo Federal e a CAIXA divulgaram nesta terça-feira (14) a sistemática e o calendário de pagamento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Conforme a Medida Provisória 763/2016, tem direto ao pagamento de conta inativa o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. A medida engloba 49,6 milhões de contas, com saldo de R$ 43,6 bilhões, beneficiando 30,2 milhões de trabalhadores. A previsão é que a medida injete mais de R$ 30 bilhões na economia brasileira.

O pagamento das contas inativas será realizado a partir de 10 de março e vai até o dia 31 de julho deste ano, seguindo as regras de pagamento definidas pela CAIXA, na qualidade de Agente Operador do FGTS. A sistemática leva em conta o mês de aniversário do trabalhador. Veja abaixo o cronograma:conta-inativa

O cronograma de pagamento foi divulgado nesta terça-feira (14) em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, com a presença do presidente da República, Michel Temer, de ministros do Estado, do presidente da CAIXA, Gilberto Occhi e outras autoridades.

Quem pode sacar:
De acordo com a MP 763, o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015 pode sacar o saldo da conta vinculada, estando ou não fora do regime do FGTS. Antes da publicação da MP, o trabalhador somente poderia sacar caso permanecesse três anos fora do Regime do FGTS ou em caso de aposentadoria, utilização para moradia ou determinadas doenças previstas em lei.

As demais regras de saque das contas ativas não sofreram modificação, ou seja, o saque de contrato de trabalho vigente só pode ocorrer nos casos de demissão sem justa causa, moradia própria ou aposentadoria, por exemplo.

Canais Exclusivos de informação:
A CAIXA criou um serviço exclusivo em seu site ( www.caixa.gov.br/contasinativas) para facilitar o atendimento ao trabalhador que tem direito ao pagamento de conta inativa. Na página, o trabalhador pode visualizar se possui contas contempladas pela MP 763, o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento.

Outra opção de atendimento aos trabalhadores é o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo 0800 726 2017. No telesserviço será possível saber se a conta vinculada está apta para recebimento do valor disponível para saque, além de informações sobre os canais de pagamento. Para realizar a consulta do saldo no 0800 ou no site, o trabalhador deve informar seu número de CPF e PIS/PASEP (NIS).

Abertura de agências aos sábados:
A CAIXA abrirá 1.891 agências no primeiro sábado após o início do cronograma mensal de pagamento, exceto em abril, conforme tabela abaixo:

Excepcionalmente, em fevereiro, as agências selecionadas também terão atendimento exclusivo neste sábado (18), com objetivo de solucionar dúvidas sobre o saque de contas, regularização de cadastro dos trabalhadores e cadastramento de senha do Cartão do Cidadão. A relação das agências com horário especial de atendimento poderá ser vista no site da CAIXA.

Entre os dias 15 e 17 de fevereiro, todas as agências da CAIXA abrirão duas horas mais cedo para dar atendimento exclusivo a esse público. A CAIXA estuda ainda abrir unidades em horário especial em outras datas, que serão divulgadas oportunamente também por meio do site do banco.

Pagamentos das contas:
Para os clientes da CAIXA que têm conta poupança individual, o crédito será realizado automaticamente, conforme calendário. O valor estará disponível na conta no dia da abertura do calendário mensal. Essa medida deve beneficiar cerca de 10 milhões de trabalhadores. Os correntistas da CAIXA poderão optar em receber o crédito em sua conta corrente, pelo site do banco (www.caixa.gov.br/contasinativas) ou pelo Telesserviço (0800 726 2017).

A partir de 10 de março, as contas inativas com saldo até R$ 1,5 mil poderão ser sacadas no autoatendimento da CAIXA apenas com senha do Cartão do Cidadão (sem a necessidade do plástico). Já para valores entre R$ 1,5 mil e R$3 mil será necessário que o trabalhador possua o Cartão do Cidadão e senha para pagamentos no autoatendimento.

Outra opção para saque são os canais parceiros (Correspondentes CAIXA Aqui e Unidades Lotéricas), onde são permitidos saques de até R$ 3 mil, apresentando o documento de identificação do trabalhador, Cartão do Cidadão e a respectiva senha. Valores acima de R$ 3 mil serão sacados exclusivamente nas agências da CAIXA. Para valores superiores a R$ 10 mil será necessária a apresentação da carteira de trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo do trabalho.

A CAIXA orienta que os trabalhadores consultem o site www.caixa.gov.br/contasinativas ou o 0800 726 2017 para serem direcionados à melhor opção de pagamento, antes de se dirigirem a um dos canais oferecidos. A CAIXA recomenda que para os clientes que necessariamente serão atendidos nas agências, além dos documentos pessoais, seja apresentada carteira de trabalho para agilizar o atendimento em caso de dúvidas, independentemente do valor.

Rede CAIXA
A rede de atendimento da CAIXA é composta por 4.249 unidades próprias (470 com Penhor e 3 instaladas em Barco), sendo 3.412 agências, 837 postos de atendimento e 8 unidades móveis (Caminhões), 13.080 casas lotéricas, 11.178 correspondentes CAIXA Aqui e 6.230 pontos de autoatendimento, com 31.315 equipamentos, 19.868 terminais do Banco 24Horas e 2.953 da Rede Compartilhada CAIXAxBB.

14/02/2017
Assessoria de Imprensa da CAIXA
(61) 3206-1158 / 4651
caixa.gov.br/agenciacaixadenoticias| @imprensacaixa | imprensa@caixa.gov.br

Salário-maternidade em microempresa poderá ser pago direto pela Previdência

O salário-maternidade devido às empregadas das microempresas e das empresas de pequeno porte poderá ser pago diretamente pela Previdência Social.
O salário-maternidade devido às empregadas das microempresas e das empresas de pequeno porte poderá ser pago diretamente pela Previdência Social.

O salário-maternidade devido às empregadas das microempresas e das empresas de pequeno porte poderá ser pago diretamente pela Previdência Social. É o que determina o Projeto de Lei n° 4.999/16, em tramitação na Câmara dos Deputados.

A proposta modifica a Lei n° 8.213/91, que trata dos Planos de Benefícios da Previdência Social. O texto é de autoria da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

O salário-maternidade é um benefício previdenciário pago às empregadas seguradas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que acabaram de ter um filho, seja por parto, seja por adoção, ou aos segurados que adotam uma criança.

Capacidade financeira

Atualmente, as empresas pagam o benefício à empregada, e depois se ressarcem no INSS. Para a senadora, esse modelo não funciona para as micro e pequenas empresas, que possuem menor capacidade financeira, com faturamento limitado por lei, para pagar o benefício.

Deste modo, Gleisi Hoffmann propõe que para estas empresas o salário-maternidade seja pago diretamente pelo INSS.

Tramitação

O PL 4.999/16 tramita de forma conclusiva nas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; Seguridade Social e Família; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: CNC

Novo programa que aumenta poder de compra em até 30% e lançado

Aplicativo que aumenta as vendas nas lojas fisicas é lançado
Aplicativo que aumenta as vendas nas lojas fisicas é lançado

Um dos principais atrativos para os varejistas aderirem ao programa será o aumento do fluxo de clientes e ausência de investimento

Para ajudar a fomentar o número de clientes e o ticket médio das compras, além de aumentar as vendas em períodos de ociosidade, os estabelecimentos comerciais agora podem contar com o EKKO uma fintech criada para ser um programa cooperativo de economia, vantagens e benefícios, que integra pessoas e estabelecimentos comerciais em uma nova forma de consumo. O projeto piloto será realizado durante o mês de fevereiro em bairros da zona sul de São Paulo.

Com o programa, os estabelecimentos aumentarão o fluxo de clientes através de campanhas promocionais variando em dias e horários de alto, médio e baixo movimento, sazonalidade, e um marketplace de produtos e serviços para o varejo físico. Desta forma, os varejistas poderão fomentar a frequência e o volume de compra para gerar aumento no faturamento, além de otimizarem os seus estoques e capacidade de atendimento através de promoções específicas para produtos e serviços.

O programa funciona através da integração das ferramentas presentes no mundo on-line, aplicadas ao varejo físico tradicional, um modelo conhecido no mercado das fintechs como “online-to-offline” (O2O). O EKKO também ajudará o comerciante na gestão do relacionamento com o consumidor e garantirá uma fidelização por meio dos dados gerados pela plataforma de big data, disponibilizando informações como o ticket médio, hábitos de compra e horários de consumo.

Serão selecionados vários estabelecimentos parceiros com produtos e serviços em que o consumidor que adere ao programa utilizará as unidades de economia EKKO para pagar uma parte do valor e o restante em dinheiro, cartão de crédito/débito ou vouchers. Os mais diversos segmentos como restaurantes, supermercados, padarias, postos de gasolina, cabeleireiros, hotéis, cinema, teatro, lava-rápido, petshop, estarão disponíveis para o consumidor adquirir produtos e serviços.

Vantagens e tecnologia de ponta para os varejistas

Os comerciantes terão acesso a tecnologias de ponta, com divulgação através de web site, aplicativo mobile, beacons, redes sociais, e-commerce e delivery, além do meio de pagamento na máquina de cartão de crédito, desenvolvido por uma rede adquirente.

Os varejistas também ganharão unidades de economia EKKO para distribuir aos consumidores, e cada estabelecimento poderá dar 1 mil EKKOS para os clientes que aderirem ao programa. O comerciante também será remunerado para cada novo associado que se cadastrar por meio do estabelecimento. Para isso, cada estabelecimento receberá folders com códigos para entregar para seus clientes.

Os estabelecimentos contarão ainda com os Gestores de Vantagens, profissionais selecionados e treinados, que conhecem e moram nos bairros, para atuar junto aos pontos de venda, e serão responsáveis pelo relacionamento entre o EKKO e os varejistas. Além disso, os estabelecimentos ainda podem receber avaliações de acordo com a opinião dos clientes e o consumidor pode indicar estabelecimentos para amigos e familiares. Outro diferencial do programa é que ele permite a democratização e o empoderamento da tecnologia pelos pequenos e médios estabelecimentos, que, normalmente, não tem acesso e nem condições financeiras para realizar investimentos dessa natureza.

Os EKKOS serão válidos por até 90 dias e poderão ser usados em diversos estabelecimentos como parte do pagamento. O cliente também pode optar por doar lotes de 200 EKKOS para outro consumidor que ainda não faça parte da comunidade EKKO, recebendo um valor em reais com base no uso dos EKKOS pelo consumidor indicado. Após receber a doação, os EKKOS valem por mais 90 dias. Vale destacar que, a cada valor pago em reais, o consumidor irá receber o mesmo valor em novas unidades de economia EKKO para incrementar a sua economia e aumentar o seu poder de consumo.

“Atualmente, os programas de fidelidade estão focados em cartões de crédito, com pouca diferenciação entre eles, no qual o consumidor precisa realizar várias compras para acumular um número significativo de pontos e assim, conseguir descontos e benefícios. Mas os programas ainda têm regras pouco atrativas e não atendem as necessidades do consumidor e dos varejistas brasileiros”, afirma o idealizador do projeto e empresário Permínio Moreira, que atua há 35 anos nos segmentos de varejo, entretenimento, gastronomia, mídia e vestuário.

Moreira ainda afirma que o EKKO é um caminho natural para monetização de outros programas de fidelidade em pequenos e médios estabelecimentos, e seleciona parceiros para expansão do negócio. “Vamos revolucionar o consumo ao criar relevância para varejistas e consumidores. O grande mote do EKKO é: você ganha, todos ganham”, afirma. O novo modelo de negócio está em processo de obtenção de patente em mais de 180 países.

O aplicativo foi desenvolvido pela Mobile2you, startup especializada no desenvolvimento de aplicativos mobile personalizados. Na elaboração do sistema do EKKO, a empresa caprichou especialmente nos aspectos relacionados à fintech, utilizando alguns elementos inovadores no app.

Fonte: Economídia

MARCA REÚNE LOJA E SALÃO NO MESMO LUGAR

Essa é a proposta da Blink.me, marca que une salão de beleza, laboratório e loja de produtos cosméticos.
Essa é a proposta da Blink.me, marca que une salão de beleza, laboratório e loja de produtos cosméticos.

Entrar e sair com o cabelo arrumado, a maquiagem feita, algum conhecimento e o estoque de produtos de beleza na sacola. E, no fim, olhar para o espelho e dar aquela piscada para você mesma. Criar um momento da beleza, em que é possível fazer e comprar tudo no mesmo lugar, é a estratégia da Blink.me, marca que une salão de beleza, loja de cosméticos  e laboratório, onde é possível realizar eventos e pequenas palestras sobre o mundo da beleza. “É algo bem peculiar no Brasil”, afirma Eduardo Kirschiner, um dos sócios da marca.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Antes de empreender, Kirschiner trabalhava no mercado financeiro em uma empresa que era acionista da Natura. Por muito tempo, ele acompanhou a companhia, assim como todo o mercado de cosméticos no Brasil e no mundo. Nessa trajetória, o empresário conheceu o modelo da Ulta Beauty, marca norte-americana líder em vendas de produtos de beleza, com mais de mil lojas somente nos Estados Unidos.

A marca reunia salão de beleza e loja, mas tinha um foco maior no público profissional. “Estudamos a empresa e descobrimos que a grande sacada é que eles ajudaram a profissionalizar o setor”, conta o empreendedor.  “O negócio deles não é vender produtos, mas serviços. E esse modelo caiu no gosto americano”, diz.

Inspirado pelo modelo e já com vontade de empreender, Kirschiner formatou um conceito para atingir o consumidor pessoa física. Com investimento inicial de R$ 4 milhões, nasceu a Blink.me. “A Ulta é uma loja simples, mas a gente queria algo bonito e sofisticado. Queríamos criar uma experiência de compra para as clientes”, conta. A primeira loja da marca foi inaugurada no final de 2016, no Shopping Morumbi Town, em São Paulo. E, apesar de toda a sofisticação, o empreendedor diz que a ideia é ser uma loja democrática.

Lojas Renner registrou ganho líquido de R$ 625,1 milhões em 2016

Em 2016 o lucro líquido foi de 625,1 milhoes
Em 2016 o lucro líquido foi de 625,1 milhoes

A Lojas Renner conseguiu, mais uma vez, números positivos driblando o período de recessão que prejudicou o varejo no ano passado. Em 2016, o lucro líquido da companhia foi de R$ 625,1 milhões, valor que representa crescimento de 8% na comparação com 2015, quando os ganhos foram de R$ 578,8. O diretor administrativo e financeiro da Renner, Laurence Gomes, comenta que a palavra que define o ano de 2016 da companhia é resiliência. “Mostramos que nosso modelo de negócios resistiu a esse cenário desafiador ao preservar as margens operacionais, que foram bastante competitivas”, comenta o executivo. A empresa terminou o ano com o caixa positivo, o que Gomes credita à agilidade na adaptação da companhia e à fidelidade de seus clientes. No ano em que shoppings fecharam mais lojas do que abriam, a varejista deu seguimento ao seu plano de expansão ao abrir 180 novas lojas de portfólio de bandeiras. O investimento total foi de R$ 512 milhões em novos pontos de venda, remodelações, tecnologia e centros de distribuição. O plano é atingir 875 lojas em 2021 das bandeiras Renner (450), Camicado (125) e YouCom (300). O ano de 2016 terminou com 300 Lojas Renner, 85 lojas Camicado e 59 lojas YouCom. “Conseguimos cumprir o plano como esperado”, comenta o executivo, que afirma que o grupo deve empenhar outros R$ 500 milhões em 2017 para a abertura de 60 a 65 novos estabelecimentos. Dentro deste plano de expansão também consta a conquista de novos mercados. No segundo semestre deste ano, três novas lojas Renner devem ser inauguradas no Uruguai. A escolha pelo país vizinho ao Rio Grande do Sul se deu pelo bom consumo interno e pela familiaridade da população local com a marca, dado o turismo anual nas praias gaúchas, de acordo com o executivo. Ao ser questionado sobre a possibilidade de ampliação a outros países da América Latina, como a Argentina que guarda características semelhantes ao Uruguai, Gomes argumenta que as novas lojas servirão de termômetro futuro. “Não pensamos agora em um segundo país, mas em ter essa operação bem consolidada no Uruguai”, pondera. Em 2016 também foi consolidada a reestruturação do modelo de gestão de processos Service Desk, Field Services e Autoatendimento da Renner. Gomes avalia que as novas tecnologias consolidaram uma melhor experiência de compra em seu canal e-commerce.

Fonte:Jornal do Comércio 

Fim da cobrança do diferencial de alíquotas pode ser votado em março

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, deu seguimento ao processo que trata sobre o fim da cobrança do diferencial de alíquotas às empresas do Simples
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, deu seguimento ao processo que trata sobre o fim da cobrança do diferencial de alíquotas às empresas do Simples

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, deu seguimento ao processo que trata sobre o fim da cobrança do diferencial de alíquotas às empresas do Simples. Conforme publicação no Diário da Justiça deste mês, foi solicitada a inclusão do processo na pauta de julgamento do plenário do STF. Com isso, a Fecomércio-RS acredita que Fachin, que é o relator da ação, já esteja com seu relatório pronto, o que indicaria uma votação para breve, possivelmente já em março.

A Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do RS é Amicus Curiae neste processo, ou seja, interessada na causa e interventora para atuar de forma assistencial. No final do ano passado, o presidente da Federação, Luiz Carlos Bohn, e o vice-presidente Diogo Chamun, estiveram com o ministro Fachin, em Brasília, para tratar sobre a cobrança do diferencial de alíquotas de ICMS das empresas optantes do Simples Nacional.

Na oportunidade, Bohn falou sobre o trabalho desenvolvido pela Federação na defesa das micro e pequenas empresas e mostrou pontos importantes com o objetivo de afastar a cobrança do diferencial de alíquotas de ICMS incidente aos optantes do Simples Nacional. A Federação defende que existe uma violação ao tratamento diferenciado conferido constitucionalmente às Micro e Pequenas Empresas (MPE). “O RS conta com 380 mil empresas optantes pelo Simples Nacional e que estão sendo impactadas negativamente por esse diferencial”, afirmou Bohn na ocasião.

A expectativa agora é de que o Supremo decida pelo fim desta cobrança para os optantes do Simples.

Fonte:Ascom Fecomércio/RS

Simplificaçao Tributária sai até o fim do ano

Ministro Henrique Meirelles
Ministro Henrique Meirelles

O governo prepara um programa de simplificação tributária que será adotado até o fim do ano. A promessa foi feita pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Temas mais espinhosos como a reforma do sistema estadual do ICMS ou do PIS/Cofins, porém, demandarão mais tempo, reconheceu o ministro. “A simplificação de procedimentos tributários será implementada até o fim do ano. Essa é uma medida de maior importância porque hoje as empresas dispendem recursos humanos e técnicos importantes para simplesmente pagar impostos”, disse o ministro após cerimônia para divulgar mudança no programa Minha Casa Minha Vida. A mudança, disse Meirelles, fará com que o pagamento de impostos “seja racional, simples e rápido”. O ministro da Fazenda notou, porém, que alguns temas tomarão mais tempo do governo para avanços. Ele deu como exemplo o complexo sistema estadual do ICMS e a estrutura do federal PIS/Cofins. Nesses casos, disse o ministro, a mudança “vai demandar mais tempo”. “Isso é a simplificação tributária no sentido de racionalizar e simplificar toda a estrutura tributária do Brasil. Esse é um projeto com prazo maior, mas certamente muito importante tal qual outros projetos que eram julgados como impossíveis como a questão do teto do gasto”, disse Meirelles. “Também vamos enfrentar e será bem-sucedido.” – Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/02/economia/545502-simplificacao-tributaria-sai-ate-o-fim-do-ano.html)

Contribuintes com débitos têm quatro meses para aderir a renegociação

Caso a empresa ou pessoa física possua créditos com a Receita Federal, poderá usá-los para pagar até 80% da dívida, desde que pague os outros 20% à vista ou parcele 24% da dívida em 24 meses.
Caso a empresa ou pessoa física possua créditos com a Receita Federal, poderá usá-los para pagar até 80% da dívida, desde que pague os outros 20% à vista ou parcele 24% da dívida em 24 meses.

A Receita Federal regulamentou ontem (1°), por meio de instrução normativa, o programa de regularização tributária para devedores do Fisco, instituído pela Medida Provisória (MP) 766/2017. O programa tem sido apontado pelo governo como uma das alternativas para auxiliar na recuperação da economia, com arrecadação de tributos em atraso e alívio na situação dos endividados.

A regularização tributária permite renegociar dívidas usando créditos de prejuízo fiscal ou de outros tributos, base de cálculo negativa da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e parcelamentos. O prazo para adesão dos interessados começa nesta quarta-feira e vai até 31 de maio, ou seja, é de quatro meses. A oportunidade não abarca débitos do Simples Nacional e Simples Doméstico.

Caso a empresa ou pessoa física possua créditos com a Receita Federal, poderá usá-los para pagar até 80% da dívida, desde que pague os outros 20% à vista ou parcele 24% da dívida em 24 meses.

Quem possui créditos inferiores ao valor suficiente para pagar a dívida, o saldo remanescente pode ser parcelado em até 60 meses, vencidos após o pagamento à vista de 20% ou da 24ª prestação.

Outra opção, caso o contribuinte não possua créditos, é liquidar a dívida em até 120 parcelas escalonadas, comprometendo menos recursos nos primeiros anos. O escalonamento funciona com aplicação dos seguintes valores sobre o valor da dívida consolidada: 0,5% em 2017; 0,6% em 2018; 0,7% em 2019 e 0,93% nos 84 meses finais.

O programa vale para débitos vencidos até 30 novembro de 2016. Também pode aderir quem teve dívidas lançadas após essa data, mas originárias de fatos geradores anteriores a ela. A adesão deve ser feita via requerimento protocolado no site da Receita.

Os contribuintes que aderirem devem desistir de questionamentos judiciais e administrativos relativos às dívidas. “Esse programa foi destinado à redução de litígios administrativos e judiciais e regularização de dívidas tributárias com potencial de litígio”, afirmou Jorge Rachid, secretário da Receita Federal.

Rachid destacou também que contribuintes que já estiverem em outros programas de refinanciamento terão as opções de continuar neles, aderir ao programa de regularização tributária ou migrar débitos de outros programas para a nova opção disponibilizada pela Receita.

Fonte: Agência Brasil

Despesa com juros do cartão de crédito pode cair em 70%

Diferença de juros entre rotativo e parcelado é expressiva. Mudança diminui risco de inadimplência
Diferença de juros entre rotativo e parcelado é expressiva. Mudança diminui risco de inadimplência

Com as novas regras para pagamento do cartão de crédito, os gastos do consumidor com juros podem cair até 70%. A partir de agora, não será mais possível ficar no rotativo, o chamado pagamento mínimo, por mais de 30 dias – isso deve diminuir as taxas e os custos da modalidade.

Atualmente, com os juros médios que vigoram no mercado, o consumidor pode economizar quase 70% em um ano ao sair do rotativo do cartão de crédito para o parcelamento. Na prática, ele passa de uma taxa 484,6% ao ano para uma de 153,8%. No mês, cai de 15,85% para 8,07%.

Antes dessas novas regras, se o cliente tivesse uma dívida de R$ 1 mil no rotativo do cartão de crédito, depois de 30 dias essa fatura subiria para R$ 1.158,50. Ao fim de seis meses, a dívida estaria em R$ 2.417,55.

A partir de agora, se ele migrar para o parcelado, essa fatura cai expressivamente. Depois de 30 dias no rotativo ele continua a dever os mesmos R$ 1.158,50 mas, depois de seis meses, a fatura dele passa a ser de R$ 1.707,74.

Quanto é possível economizar ao sair do rotativo do cartão

Nesse exemplo, no qual foram usadas as taxas atuais do mercado, foi possível ver uma economia de R$ 709,81. A expectativa do governo, porém, é de que essa economia seja ainda maior, já que essas novas regras devem reduzir a inadimplência e consequentemente os juros do cartão de crédito.

Empresas devedoras de ICMS no RS já podem parcelar dívidas

Secretaria da Fazenda FazendaEstado RS
Secretaria da Fazenda Estado RS

Empresas com dívidas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Rio Grande do Sul já podem buscar o parcelamento. O decreto com as regras de mais um programa de parcelamento estadual foi publicado nesta terça-feira (31) no Diário Oficial do Estado (DOE), que apresenta todas as condições para aderir ao Refaz 2017 (Programa Especial de Quitação e Parcelamento). Pode participar devedores de ICMS com débitos cujos vencimentos vão até 30 de junho de 2016, com exceção de créditos que tiveram depósito judicial. Quem optar pela quitação dos débitos até dia 22 de fevereiro terá desconto de 40% dos juros e até 100% das multas (para contribuintes do Simples Nacional). Podem ser parcelados créditos de ICMS declarados em GIA, GIA-SN e DeSTDA, bem como os autos de lançamento vencidos oriundos de denúncias espontâneas e multas por infrações formais lavradas até junho de 2016. O contribuinte deverá desistir de eventuais impugnações e recursos administrativos ou de ações judiciais. A Dívida Ativa atual do Rio Grande do Sul é de mais de R$ 40,5 bilhões, sendo que R$ 33,18 bilhões estão em cobrança judicial e R$ 7,32 bilhões em cobrança administrativa. O programa prevê condições para quitar o débito e também de parcelamento em até 120 meses. Acesse mais informações no site da Secretaria Estadual da Fazenda. Condições para a quitação: 1. Empresas fora do Simples Nacional: Pagamento até 22/2/2017 Redução dos juros: 40% Redução da multa: 85% De 23/2 a 27/3/2017 Redução dos juros: 40% Redução da multa: 75% De 28/3 a 26/4/2017 Redução dos juros: 40% Redução da multa: 65% 2. Empresas do Simples Nacional: Pagamento até 22/2/2017 Redução dos juros: 40% Redução da multa: 100% De 23/2 a 27/3/2017 Redução dos juros: 40% Redução da multa: 100% De 28/3 a 26/4/2017 Redução dos juros: 40% Redução da multa: 100% – Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/01/economia/544483-empresas-gauchas-devedoras-de-icms-ja-podem-refinanciar-dividas.html)

Consumidor está mais otimista no início de 2017

Em janeiro, o índice registrou aumento de 3,5% em relação a dezembro
Em janeiro, o índice registrou aumento de 3,5% em relação a dezembro

O consumidor brasileiro está mais otimista neste início de ano. Em janeiro, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), atingiu 103,8 pontos, um aumento de 3,5% em relação a dezembro e 5,3% na comparação com janeiro. Ainda assim, o indicador está 4,5% abaixo da média histórica. “A maioria dos índices que compõem o Inec registra crescimento na comparação mensal. A principal razão da melhora do índice é o maior otimismo dos consumidores com relação à evolução futura do emprego, dos preços e da renda”, destaca a entidade. As expectativas em relação à inflação melhoraram – o número de entrevistados que esperam queda nos preços subiu 8,1% em relação a novembro e 15,4% na comparação com janeiro. O grupo dos que esperam queda no desemprego subiu 8,3% e 11% nas duas comparações. As expectativas em relação à renda pessoal são melhores para 7,5% em relação a dezembro e 8,7% em relação a janeiro. Também há uma previsão de melhora em relação à situação financeira (+2,7% na comparação com dezembro) e ao endividamento (+ 3,5%). O único índice que registrou queda foi o de compras de bens de maior valor, que recuou 2,6% em relação a dezembro e 4,5% na comparação com janeiro. Para o economista da CNI Marcelo Azevedo, a reação das expectativas de compra de maior valor depende da melhoria dos outros indicadores. “As compras de maior valor exigem financiamentos e, consequentemente, comprometimento de parte da renda por mais tempo. Por isso, a disposição dos consumidores vai melhorar na medida em que as pessoas se sentirem mais seguras com o emprego e com as condições financeiras”, afirma Azevedo.

Fonte: Estadão Conteudo

BNDES adota critérios da Lei Geral para micro e pequenas empresas

nstituição muda políticas operacionais para facilitar acesso aos empresários de pequenos negócios
nstituição muda políticas operacionais para facilitar acesso aos empresários de pequenos negócios

Instituição muda políticas operacionais para facilitar acesso aos empresários de pequenos negócios

Brasília – A partir de 30 de janeiro, o BNDES fará uma série de mudanças em suas políticas operacionais. Uma das alterações mais importantes diz respeito à adoção do critério de classificação dos pequenos negócios de acordo com a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa – isto é, faturamento de até R$ 360 mil por ano para as micro e de até R$ 3,6 milhões para as pequenas empresas. No momento, a instituição considera pequenas empresas aquelas que faturam anualmente até R$ 16 milhões.

O banco está, desde dezembro, estruturando medidas com o objetivo de se tornar mais acessível às micro e pequenas empresas. A tendência é que esses novos parâmetros gerem um efeito positivo no volume de crédito ofertado pelo sistema bancário, o qual, efetivamente, opera as linhas de crédito oferecidas pelo BNDES. A simplificação do portfólio de produtos e programas como o Finame e o BNDES Automático é outra mudança que o banco está realizando para facilitar os financiamentos para as MPE. Com menos itens, o objetivo é tornar as linhas do BNDES mais atraentes para instituições financeiras e empresários.

Completam as medidas anunciadas pelo banco a redução de 30 para dois dias no prazo de análise e concessão de crédito e a ampliação de R$ 1 milhão para R$ 2 milhões no limite do Cartão BNDES, usado para financiar máquinas e equipamentos. As instituições financeiras têm prazo de 90 dias para se adaptarem. “O Sebrae espera que essas iniciativas gerem um efeito positivo nas instituições que operam com recursos oriundos do BNDES, tornando-os mais acessíveis aos pequenos negócios”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos

Empresas parcelam débitos para continuar no Simples

O prazo encerra dia 31 de Janeiro
O prazo encerra dia 31 de Janeiro

As 300 mil micro e pequenas empresas excluídas do Simples Nacional por dívidas tributárias e que ainda não renegociaram os seus débitos devem aproveitar esta semana para regularizarem sua situação e fazer nova opção para permanecer em 2017 nesse regime tributário especial do segmento. O prazo termina no dia 31 de janeiro.

A recomendação é do secretário executivo do Comitê Gestor do Simples Nacional, Silas Santiago, com a expectativa de que as regularizações e novas opções de retorno ao regime tributário devem aumentar bastante nesta semana.

“A gente imagina que esse número vá subir bastante até o final do mês, porque o brasileiro tem aquela característica de deixar para a última hora”, explicou em entrevista ao Portal da Lei Geral.

Essas empresas foram excluídas no dia 31 de dezembro de 2016 do Simples Nacional. Estão entre as 585 mil que foram notificadas peal Receita Federal em setembro do ano passado por dívidas que somam R$ 23 bilhões. Desse total, 285 mil já renegociaram suas dívidas e vão permanecer no Simples Nacional.

O secretário orientou que, para se regularizar, as empresas podem aderir ao parcelamento especial em até 120 meses das dívidas tributárias contraídas até maio de 2016 e ao parcelamento convencional de 60 meses em relação a dívidas pendentes a partir de junho do ano passado. E devem fazer nova opção ao Simples.

O dia 31 de janeiro também é o prazo fatal para adesão ao Simples Nacional por empresas que estão fora desse regime tributário. O secretário recomenda que os empresários procurem seus contadores para avaliar se é interessante aderir ao Simples.

Fonte: Portal da Lei Geral 

16 TENDÊNCIAS DE ATENDIMENTO PARA 2017

Experiência do consumidor, atendimento e relacionamento com clientes: as empresas que não estiverem com o cliente centralizado em suas estratégias, irão perder cada vez mais espaço.  Pelo menos 50% dos investimentos nos próximos anos serão dedicados à experiência do consumidor, segundo previsão do Gartner.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

O NeoTeam, da NeoAssist, se reuniu em um mega brainstorm e saiu com 16 previsões sobre atendimento e relacionamento com clientes para 2017. Confira:

1 – Conveniência
Mais que rápido, precisa ser conveniente. Em 2017, o consumidor não quer se esforçar para ser bem atendido. Na verdade, ele está esperando receber as coisas de mão beijada – e isso é um grande diferencial.

Curiosidade
Qual o nosso bem mais valioso? Tempo!
A Amazon está investindo fortemente em conveniência. São serviços de entrega via drones (aumentando a velocidade da entrega de produtos, eliminando problemas com o trânsito, etc), atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana, ao vivo, para ajudar os usuários nas funcionalidades do Kindle e até o cadastro de usuários para fazerem suas próprias entregas.

Spotify te entrega todas as músicas que você quer diretamente no seu celular, a Netflix te possibilita ver filmes e séries de maneira totalmente digital, por uma assinatura mensal com preço bem abaixo do que você pagaria nas mídias físicas ou no cinema (considerando também a economia em recursos intangíveis). Esses são alguns dos grandes exemplos do mercado. Mas o que você pode fazer?

2 – As empresas boas em atendimento serão referência
O atendimento está ficando melhor: tem mais empresa fazendo atendimento bom, e as que não acompanharem esse ritmo vão ficar com a imagem mais arranhada. Curiosidade: Atendimento ruim faz empresas perderem dinheiro e isso não é novidade. No entanto, talvez nem sempre tenhamos a dimensão do quanto isto custa. Estudo realizado pela Newvoice revela que aproximadamente 62 bilhões de dólares em receita foram perdidos por conta de uma experiência ruim em 2015.

3 – Atendimento vs Preço
Valor, experiência e atendimento são mais importantes que preço: especialmente no Brasil, quanto melhor o atendimento, mais chances de continuar competitivo! Curiosidade: Os consumidores admitem que a personalização é fundamental para fazer negócios. Estudo da Infosys aponta que 86% dos consumidores dizem que a personalização cumpre uma função importante em suas decisões de compra.

4 – Autoatendimento: o consumidor sabe se virar
As empresas vão expandir os canais de autoatendimento finalmente. Vão perceber que isso é uma demanda real. Curiosidade: O autoatendimento no Brasil ainda não é majoritário entre as empresas, mas os consumidores brasileiros demandam isso mais do que podemos imaginar: segundo último estudo da Microsoft, 98% dos brasileiros já esperam que as empresas ofereçam algum canal de autoatendimento.

5 – Relacionamentos reais
A gente vai ter mais operadores empoderados pra relações reais, que vão conhecer muito bem do que tão falando. Enquanto a tecnologia faz o trabalho chato, as pessoas vão fazer relacionamento. Curiosidade: De acordo com pesquisa da American Express, a Customer Service Barometer, 99% dos consumidores entrevistados disseram que ter uma resposta satisfatória ou estar conectado com alguém que tenha conhecimento sobre o assunto (98%) são requisitos importantes para uma ótima experiência. Quando esses requisitos são cumpridos, os entrevistados dizem que personalização e apreciação são chaves para a experiência evoluir de ótima para excelente.

6 – Máquinas vão ajudar na construção de relacionamentos
Máquinas e Inteligência Artificial estão cada vez mais presentes no atendimento. Às vezes, vão substituir o trabalho humano, mas o principal é que vão ajudar operadores e gestores na tomada de decisões.

7 – Satisfação vai ser a métrica-chave
Métricas de produtividade (TMA, nível de serviço, etc) vão perder espaço para a métrica que realmente importa no final: a Satisfação dos Clientes. Curiosidade: Apesar de ser a métrica mais importante, a satisfação dos clientes tem caído constantemente ao longo dos anos.

Um estudo chamado Customer Rage, realizado nos Estados Unidos, confirma isso. Em 1976, estudo da Casa Branca revelou que 23% dos consumidores se sentiam completamente satisfeitos ou receberam mais do que esperavam. Esse número caiu para 17% em 2015.

8 – Customer Success: buscando o sucesso do cliente
Mais foco em Sucesso do Cliente: apesar de ser um conceito conhecido, Sucesso do Cliente vai ganhar mais popularidade. Vamos nos empenhar em fazer os clientes alcançarem seus objetivos e vencerem seus desafios!

9 – Todo mundo vai falar de atendimento
Atendimento ao cliente e experiência do consumidor vão ser assuntos falados e discutidos amplamente em todos os campos de negócios.

10 – Marketing ♥ Relacionamento
Marketing e relacionamento vão estar cada vez mais mesclados, conforme o consumidor 3.0 vai ter cada vez mais poder de espalhar informações positivas e negativas sobre as empresas.

11 – Atendimento proativo
Atendimento proativo vai ser diferencial. Se você quiser se diferenciar em 2017, chegue no seu cliente com a solução antes que ele perceba o problema. Curiosidade: Estudo conduzido pela Ameyo mostra algumas vantagens estatísticas do atendimento proativo.

•    Aumenta a fidelidade dos consumidores. Tomar a iniciativa para prestar suporte pode aumentar a taxa de retenção de clientes de 3% a 5%.
•    Diminui o número de chamadas. Você vai conseguir identificar problemas mais rápido, resolvendo-os com mais eficiência e conseguindo aplicar as soluções em escala, evitando que novos contatos sobre aquele problema sejam realizados.
•    Você pode controlar a comunicação. Os clientes falam de você, seja no privado, em alguma situação específica ou, com o poder da Internet, publicamente. Ser proativo vai te dar uma chance de controlar a conversa e direcioná-la de um jeito mais favorável.

12 – Menos telefone
O consumidor vai usar cada vez menos o telefone. Canais alternativos, como mídias sociais, chat, email e atendimento inteligente estão ficando mais populares e até mais efetivos.

13 – Agilidade!
A gente quer respostas rápidas! Uma das principais tendências de atendimento pra 2017 é que o tempo médio de resposta das boas empresas vai diminuir drasticamente. Mas o consumidor quer mesmo é que seja instantâneo – e sem perder a qualidade.

14 – Atendimento personalizado
A tecnologia vai permitir mais interações e atendimentos personalizados. Pensa nisso: como você pode criar uma experiência personalizada pro seu cliente? Isso vai ser diferencial em 2017.

15 – Revolução Omnichannel
As empresas vão começar a integrar todos os seus canais e pontos de contato em um único software, uma única plataforma que consiga registrar o histórico de cada consumidor e prover suporte para relacionamento com clientes. Tecnologia integrada, todos os canais, uma só experiência.

 16 – Jornadas de Relacionamento
O conceito de jornadas de relacionamento vai ser cada vez mais utilizado. Ao invés de pensar em interações pontuais com cada cliente, as empresas vão precisar pensar em toda a jornada de relacionamento, considerando os momentos antes, durante e depois da venda.

Fonte: NOVAREJO

Sindilojas Canoas avalia Projeto da Câmara que extingue nove tributos

O presidente do Sindilojas diz que Temer deve fazer reforma que o pais necessita
O presidente do Sindilojas diz que Temer deve fazer reforma que o pais necessita.

Fonte: Ascom Sindilojas Canoas e O Estado de S. Paulo

Na esteira da promessa do presidente Michel Temer de priorizar em 2017 a aprovação de uma reforma tributária, a Câmara dos Deputados já prepara uma proposta radical de mudança na forma de cobrança de impostos e contribuições sociais pelo governo federal, Estados e municípios.

O projeto prevê a extinção de sete tributos federais (IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins e salário-educação), do ICMS (estadual) e do ISS (municipal). Em troca, seriam criados outros três: o Imposto sobre Valor Agregado (IVA), o Imposto Seletivo e a Contribuição Social sobre Operações e Movimentações Financeiras. Esse último seria uma espécie de CPMF. A nova contribuição seria usada para permitir a redução das alíquotas da contribuição previdenciária paga pelas empresas e trabalhadores. Remédios e alimentos teriam tributação reduzida.
O projeto também prevê a criação de um SuperFisco estadual responsável pelo IVA, que incidiria sobre o consumo de qualquer produto e serviço, semelhante ao modelo europeu. A Receita Federal cobraria o Imposto Seletivo, que incidiria sobre produtos específicos, como combustíveis, energia, telecomunicações e transportes.

De acordo com o presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann o presidente Temer quer reconhecimento, ” porém, ele não foi eleito pelo voto popular,  para isso, mesmo diante a situação economica e politica que o pais vem atravessando, terá que ter coragem  e fazer a reforma necessária para esse pais, para nós empresários que somos responsáveis pela movimentação da economia deste pais. Basta fazer o que é necessario, assim ele se tornará um referencial , avaliou  Neumann.

Quadro resume mudanças no projeto de Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR).Nota técnica emitida pela Comissão Especial de Reforma Tributária com as principais diretrizes da proposta começou a ser discutida com o setor produtivo e tributaristas para que sugestões possam ser incorporadas no projeto. O relator da proposta, deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), quer apresentar o projeto em meados de fevereiro. Hauly diz que tem o apoio de Michel Temer e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para fazer uma ampla mudança no sistema tributário brasileiro, classificado por ele de “manicômio tributário”, com R$ 500 bilhões de renúncia tributária e 23% de sonegação.

“A minha proposta é de reforma mesmo. Falei com o presidente Temer desse desenho e ele falou: toca para frente”, diz o deputado, que foi relator da criação do Simples. Para ele, a tributária é a “mãe de todas as reformas”. “Não adianta ajuste na macroeconomia se não fizer a mãe das reformas”, diz ele, que acredita ser possível aprová-la ainda este ano para entrar em vigor em 2018.

O Ministério da Fazenda tem proposta pronta de reforma do PIS/Cofins que não chegou a ser encaminhada ao Congresso, que foi bastante discutida com o setor produtivo, mas enfrentou resistências

 

Intenção de consumo das famílias gaúchas volta a cair em janeiro

Queda é influenciada pelo mercado de trabalho, que ainda não apresenta sinais de retomada
Queda é influenciada pelo mercado de trabalho, que ainda não apresenta sinais de retomada

A intenção de consumo das famílias gaúchas voltou a cair em janeiro, chegando aos 62,0 pontos na primeira pesquisa do ano. O resultado é 15,4% menor ao registrado no mesmo período do ano passado, e 4,4% inferior na comparação com o mês de dezembro. Os dados são da pesquisa Intenção de Consumo das Famílias (ICF), divulgada nesta segunda-feira (23) pela Fecomércio-RS.
O ICF e seus componentes variam de 0 a 200 pontos. Resultados acima de 100 pontos refletem uma perspectiva otimista da média das famílias. Em oposição, valores abaixo de 100 pontos denotam uma opinião média pessimista.
Segundo avaliação do presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, a queda na intenção de consumo é influenciada pelo mercado de trabalho, que ainda não apresenta sinais de retomada. Somado a isso, outros fatores como os altos juros nominais também prejudicam o consumo das famílias.
O indicador que mede a situação do emprego atingiu 99,3 pontos em janeiro, uma redução de 12,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. Já o dado referente à situação de renda atual ficou em 49,7 pontos, com diminuição de 33,6% na comparação com janeiro/2016.
De acordo com a pesquisa, o patamar deprimido do mercado de trabalho associado à queda da renda e aos juros elevados impactou também no nível de consumo atual (aos 35,8 pontos), com queda de 28,2% na comparação com janeiro de 2016. A avaliação referente à facilidade de acesso a crédito atingiu 52,5 pontos, diminuição de 26,1% sobre janeiro passado.
Nas análises relativas às expectativas, o indicador que mede a perspectiva profissional atingiu 73,4 pontos, uma variação positiva de 1,5% sobre janeiro e de 2,2% em relação a dezembro de 2016. Já as perspectivas de consumo, em 87,9 pontos, cresceram 1,1% em relação ao mesmo mês do ano passado e 12,1% na comparação com dezembro último.
Fonte: Jornal do Comércio

 

Tendência

Roupas e restaurantes são as maiores despesas dos Millennials brasileiros, segundo dados da Visa

Segundo Visa, roupas e restaurantes são as maiores despesas dos Millennials brasileiros
Segundo Visa, roupas e restaurantes são as maiores despesas dos Millennials brasileiros

 Para melhor entender o perfil de consumo dos Millennials, nascidos entre 1980 e 2000, a equipe de consultoria da Visa – o Visa Performance Solutions,  analisou o comportamento de compras dos brasileiros de diferentes faixas etárias*. Ao estudar os dados transacionais da rede de pagamentos da empresa – a VisaNet –  a empresa descobriu que, dentre todas as idades, os Millennials são os que mais concentram suas compras em roupas (8% do total de suas despesas), em restaurantes (7%) e em lojas de departamento (5%). Em compensação, do total de suas despesas, são os que menos investem em despesas médicas e em despesas com supermercados. Referidas categorias de despesas são dominadas pela geração denominada Silent Generation, entre 70 e 89 anos.

“No Brasil, cerca de 30% (IBGE) da população é composta por  Millennials. Esses jovens, que guiarão a economia brasileira dentro de alguns anos, apresentam novos comportamentos de consumo, relacionados à mobilidade e ao mercado digital. Estar atento a essas tendências e particularidades é de extrema importância para as empresas que querem crescer no mercado brasileiro”, explica Alexandre Peyser, Diretor do Visa Perfomance Solution para a América Latina.

O estudo também mostrou que o ticket médio dos Millennials é 26% inferior ao da Geração X (35-53 anos). Já o número de transações mensais é praticamente o mesmo. A Visa Perfomance Solutions percebeu que os brasileiros nascidos entre 1980 e 2000 fazem 15 operações por mês com cartões enquanto as pessoas da Geração X realizam 18 transações em média.

Outra constatação interessante diz respeito aos pagamentos online. Como esperado, os Millennials despontaram como os que mais realizam compras no e-commerce com mais de 20% do total das transações realizada virtualmente. Entretanto, dentro desse grupo de pessoas, os chamados Older Millennials, nascidos entre 1980 e 1990, são mais digitais do que os Younger Millennials, jovens de até 25 anos. “Os mais jovens ainda são dependentes financeiramente dos pais, por isso que, o que faz com que, na análise geral, utilizem menos o comércio eletrônico  do que os que nasceram na década de 80”, conta o executivo.

Indices da base da dados do Visa
Indices da base da dados do Visa

Fonte: Visa

Conhecer o cliente é fundamental para obter melhores resultados

Entender melhor a realidade do seu público, destituindo-se de qualquer pré-conceito sobre ele, é essencial e deve ser o ponto de partida para qualquer projeto
Entender melhor a realidade do seu público, destituindo-se de qualquer pré-conceito sobre ele, é essencial e deve ser o ponto de partida para qualquer projeto

Conhecer mais sobre os aspectos da vida de seus clientes é um passo essencial para definir uma estratégia eficiente e muitas empresas têm despertado para essa necessidade. Marcas como Unilever, Citroën, Toyota, Kraft Food, Pepsico, entre tantas outras, buscam na etnografia uma maneira de alcançar resultados ainda mais satisfatórios. Entender melhor a realidade do seu público, destituindo-se de qualquer pré-conceito sobre ele, é essencial e deve ser o ponto de partida para qualquer projeto. Uma pesquisa etnográfica aplicada ao consumo significa imergir na realidade do público-alvo, buscando entender seu dia a dia, sua maneira de agir e pensar a vida, e aprender quais as lógicas e mecanismos que estão por trás de cada cultura e comportamento.

É por meio de empatia, observação e análise que a etnografia busca, dentro de uma estratégia de branding, transformar insights gerados pela pesquisa em ideias e as ideias em produtos e serviços inovadores que realmente criem um diálogo com seu público. A etnografia também serve para entender a relação entre o consumo e nossa própria identidade. Segundo Genevieve Bell, antropóloga e vice-presidente de Estratégia Corporativa da Intel, nós usamos determinados tipos de produtos ou serviços para dizer quem somos para nós mesmos e para outras pessoas: os carros que dirigimos, os objetos tecnológicos que usamos, os apps que baixamos, tudo isso diz algo sobre nós ou sobre quem queremos ser.

O consumo nos dias atuais tende a ser cada vez menos compulsivo, isto é, os consumidores estão começando a associar status ao que estão comprando e não simplesmente ao ato da compra. A partir do momento que as pessoas passam a refletir mais sobre o que compram, começam a escolher com mais cautela o discurso das marcas, que passam a representar ainda mais valores éticos e morais. As frequentes inconstâncias dos contextos sociais, econômicos e de comportamento têm transformado o consumidor, tornando-o ainda mais cético e exigente: cansado da repetição do marketing e empoderado pelas redes sociais, eles esperam que as marcas se comuniquem de forma transparente e próxima e que a experiência com os produtos e serviços seja sempre surpreendente.

É preciso notar que, hoje, as tendências de consumo não seguem mais necessariamente o fluxo “top down”, isto é, das classes mais altas para as classes mais baixas: muitas influências vêm exatamente do sentido oposto. Entre os anos 2003 e 2014, em razão do aumento de empregos, da renda e da redução da desigualdade social, cerca de 40 milhões de brasileiros migraram da classe D e E para a classe C. Este nicho, até então negligenciado, passou a compor a maior fatia da população brasileira. Sem conhecimento específico sobre esse público, algumas marcas enfrentaram grandes desafios para entender os novos padrões de consumo e as influências trazidas por eles.

Para oferecer produtos, serviços e experiências cada vez mais alinhadas com o perfil comportamental de seu público, suas representações e suas percepções da realidade, precisamos deixar de lado nossa visão de mundo e experimentar ver através dos olhos dos outros

Copom espera que redução da Selic ajude na retomada da economia

inflação mais favorável que o esperado e a demora na retomada da atividade econômica como motivos para a decisão
Inflação mais favorável que o esperado e a demora na retomada da atividade econômica como motivos para a decisão

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) apontou a inflação mais favorável que o esperado e a demora na retomada da atividade econômica como motivos para a decisão de reduzir em 0,75 ponto percentual a Selic, taxa básica de juros da economia, atualmente em 13% ao ano. O anúncio da nova Selic ocorreu após reunião na terça-feira (10) e quarta-feira (11) passadas.

Na ata sobre o encontro, divulgada hoje (17), o Copom informa que cogitou uma redução menor da taxa básica de juros, para 13,25% ao ano, com sinalização de intensidade maior de queda para a próxima reunião. No entanto, optou pela redução mais intensa agora, acreditando que “essa decisão contribuiria desde já para o processo de estabilização e posterior retomada da atividade econômica”.

Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrou 2016 em 6,29%. O patamar está abaixo do teto da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que é 4,5% com margem de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

Na sequência do anúncio da inflação, o Copom surpreendeu ao fazer um corte maior na Selic do que o projetado pelo mercado, que esperava redução de 0,5 ponto percentual. Após essa redução, o mais recente boletim Focus – pesquisa com instituições financeiras divulgada semanalmente pelo BC – já estima que a taxa básica de juros encerrará 2017 em um dígito, no patamar de 9,75% ao ano.

Reformas fiscais

Na ata, os membros do Copom consideram positivo o avanço na aprovação de reformas fiscais até o momento, citando a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que limita os gastos à inflação do ano anterior pelos próximos vinte anos. No entanto, o Comitê ressalta que o processo da aprovação das reformas necessárias “é longo e envolve incertezas”.

O colegiado defendeu a importância da aprovação de outras reformas no âmbito fiscal, além de investimentos em infraestrutura visando aumento de produtividade, ganhos de eficiência, maior flexibilidade da economia e melhoria do ambiente de negócios. A ata da reunião destaca que “as evidências apontam um nível de atividade [econômica] aquém do que se esperava”.

Segundo os membros do Copom, a continuidade do ciclo de redução da Selic e possíveis revisões no ritmo de flexibilização da taxa “continuarão dependendo das projeções e expectativas de inflação e da evolução dos fatores de risco mencionados”.

Fonte: Agência Brasil

 

BRASIL É DESTAQUE NO MAIOR EVENTO DE VAREJO DO MUNDOimagem o Retail’s Big Show

No último domingo, 15, a cidade de Nova York recebeu o maior evento de varejo do mundo, o Retail’s Big Show, organizado pela NRF (National Retail Federation), a associação de varejo dos Estados Unidos. O evento vai até o dia 17 e terá cobertura da NOVAREJO, em parceria com a SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo).

Ao todo, são esperados 33 mil congressistas de 94 países para conferir as novidades de mais de 500 empresas e a voz de mais de 300 executivos, entre executivos do setor e especialistas.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Mais uma vez o Brasil é destaque no evento. Ao todo, os brasileiros somam 2 mil pessoas. Além disso, especialistas brasileiros foram destaque no palco. Alberto Serrentino, fundador da Varese Retail e vice-presidente da SBVC, moderou um painel sobre globalização do varejo que contou com a participação de Artur Grynbaum, CEO de O Boticário; Meg Lustman, CEO da britânica Hobbs; e Darren Williams, diretor internacional da T2 Tea.

O trio falou sobre os desafios da internacionalização de marcas no varejo global e mostrou que, especialmente em mercados diferentes daquele de origem, é preciso se manter fiel às origens e valores que permitiram à empresa pensar em se internacionalizar.

Brasil na reunião anual de entidades de varejo
Antes do início oficial do evento acontece o FIRAE, fórum internacional de entidades de varejo. E o Brasil também contou com representantes na mesa redonda.

No encontro, o presidente da SBVC, Eduardo Terra, e o vice-presidente Alberto Serrentino mostraram um panorama do varejo brasileiro e os principais aprendizados do setor com a crise, com base nos dados dos estudos da entidade.

“Mostramos não somente o momento atual do varejo nacional, mas também alguns insights importantes, como a força do crédito no varejo, a resiliência do varejo diante da crise, a força do franchising e o crescimento do atacarejo, que são características que distinguem o mercado brasileiro e trazem inspirações para o mercado global”, explica Terra.

Fonte: NOVAREJO

Sindióptica-RS realiza blitz no Litoral Norte para alertar sobre óculos pirata

Sindióptica realiza blitz no litoral
Sindióptica realiza blitz no litoral

Proteja seus olhos, use óculos solar de qualidade’. Este é o lema da campanha que chega ao litoral gaúcho, em sua oitava edição, com o objetivo de conscientizar os veranistas sobre a importância da utilização de um produto de qualidade. A ação é desenvolvida pelo Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico, Fotográfico e Cinematográfico (Sindióptica-RS), com o apoio da Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul).

A campanha tem como objetivo combater a informalidade. De acordo com dados da Comissão de Combate à Informalidade da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), 40% dos óculos são falsificados no Rio Grande do Sul. Além disso, 55% do comércio está ilegal.

“A utilização dos óculos de sol trata-se, atualmente, muito mais de um ato de prevenção à saúde do que um acessório de moda. O uso de um produto de má qualidade pode acelerar a catarata e a degeneração macular devido a radiação e devido ao fato do aumento deste comércio ilegal, torna-se cada vez mais necessário ressaltar às pessoas a relevância de adquirir uma mercadoria confiável”, comenta o vice-presidente da Ajorsul, Eduardo Machado.

Além de blitz com a distribuição de brindes, a campanha prevê testes de visão nas casas do Sesc aos finais de semana. Uma parceria firmada com a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) possibilitará também a disseminação dos materiais informativos nas praças de pedágio a caminho do litoral. O diretor executivo do Sindióptica-RS, Roberto Tenedini, revela que o objetivo é alcançar mais de 1,5 milhão de gaúchos, durante a campanha. A iniciativa conta ainda com o apoio institucional do Ministério Público, Secretaria Estadual de Saúde e Procon-RS.

FONTE: Consumidor RS

FERIADOS CUSTARÃO MAIS DE R$ 10 BILHÕES AO VAREJO

Os feriados nacionais devem fazer o varejo brasileiro perder mais de R$ 10 bilhões neste ano, segundo calculou a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). O valor é 2% maior que o projetado em 2016 – isso porque haverá uma ponte a mais neste ano, a do feriado de 1º de maio.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Para calcular o tamanho da perda, a FecomercioSP desconsiderou os feriados estaduais e municipais que também prejudicam a atividade comercial. Na análise da Entidade, “após dois anos de forte recessão econômica, o número excessivo de feriados e pontes deveria se revisto, a fim de contribuir no aumento da produtividade da economia”.

Entre os segmentos, o de Vestuário, tecidos e calçados deve perder cerca de R$ 1,1 bilhão com os feriados e pontes de 2017, crescimento de 23% em relação a 2016.

Em termos de faturamento, o segmento de Outras Atividades (comércio de combustíveis, além de joias e relógios, artigos de papelaria, dentre outros) pode perder cerca de R$ 3,9 bilhões, 8% a menos que em 2016, sendo o único setor com variação negativa.

Já os setores ligados aos bens essenciais devem participar com pouco menos que 45% do total da perda no próximo ano. O segmento de Supermercados, por exemplo, deve registrar prejuízos perto de R$ 3 bilhões, 2% acima do calculado para 2016; enquanto o de Farmácias e perfumarias tende a registrar perda de R$ 1,6 bilhão, 7% superior a 2016.

Para diminuir as perdas, muitos comerciantes optam por abrir as portas durante os feriados. Contudo, a FecomercioSP alerta que essa decisão tem custos adicionais (100% para trabalhos em feriados adicionados de cerca de 37% de encargos) para a empresa

Fonte:  NOVAREJO

IPCA de 2016 fecha em 6,29% e abaixo da meta superior do governo

Taxa acumulada pela inflação no ano de 2016 foi de 6,29%
Taxa acumulada pela inflação no ano de 2016 foi de 6,29%

A inflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou em 6,29% em 2016. A taxa acabou ficando abaixo da meta superior da política macroeconômica que é de 6,5% ano ano. As previsões do governo variavam de 6,26% a 6,40%, com mediana de 6,34%. Desde 2014, isso não ocorria. Nesta quarta, o Comitê de Política Monetária (Copom) deve decidir a nova taxa de juro básica (Selic), e o mercado espera corte. Em dezembro, o índice teve alta de 0,30%, ante uma variação de 0,18% em novembro, informou nesta quarta-feira (11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas, que iam de uma taxa de 0,28% a 0,44%, com mediana de 0,35%. O indicador mostrou, por outro lado, que houve estouro da meta em sete das 13 regiões metropolitanas pesquisada, entre eles Porto Alegre, onde o IPCA ficou em 6,95%. O maior resultado foi registrado em Fortaleza, com alta de 8,34%. Campo Grande teve inflação de 7,52%; Recife, de 7,10%; Belém, de 6,77%; Salvador, de 6,72%; e Belo Horizonte, de 6,60%. Nas demais, a taxa ficou em 6,335 no Rio de Janeiro, São Paulo teve 6,13%, Brasília (5,62%), Goiânia (5,25%), Vitória (5,11%) e Curitiba (4,43%). As passagens aéreas, a gasolina e o cigarro foram os itens que mais pressionaram a inflação medida pelo IPCA em dezembro, informou o IBGE. As passagens aéreas aumentaram 26,29% no último mês do ano, o equivalente a uma contribuição de 0,10 ponto porcentual para a taxa de 0,30% registrada pelo IPCA em dezembro. A gasolina subiu 1,75%, um impacto de 0,07 ponto porcentual, enquanto o cigarro aumentou 4,80%, com 0,05 ponto porcentual de contribuição. Os três itens responderam juntos por 0,22 ponto porcentual do IPCA, ou seja, 73% de toda a inflação do mês. Fonte: Estadão conteudo.

Chega de se esconder: segmento de moda plus size cresce em ritmo acelerado!

Moda Plus Size tem crescimento acelerado
Moda Plus Size tem crescimento acelerado

Atenção lojistas!O segmento de moda plus size tem crescido de forma acelerada, mas ainda existe muito espaço no mercado de vestuário a ser desbravado. A especialista de moda plus size, Gracia Alonso destaca 5 pontos que os consumidores esperam de uma marca de tamanhos grandes. Veja:

*Por Gracia Alonso

Com o passar dos anos o segmento de moda plus size tem ganhado espaço e notoriedade e prova disso são os dados da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest) que aponta que o mercado plus size cresce 6% anualmente e movimenta aproximadamente cerca de R$ 5 bilhões. A expectativa, segundo a associação, é de um crescimento de pelo menos 10% ao ano.

Apesar do crescimento significativo ano a ano, o segmento ainda tem muito espaço ocupar no setor de vestuário e a evolução individual das marcas é imprescindível para que isso aconteça de forma profissional e estruturada. Veja alguns pontos importantes para acompanhar a evolução desse público:

  • Ouvidos abertos: escutar e interpretar a necessidade desse consumidor é muito importante, afinal por muitos anos essa fatia se viu obrigada a consumir o que tinha disponível nas lojas e não o que desejava. Hoje é possível encontrar moda atual e em tamanhos grandes, mas ainda assim, em uma demanda pequena, por isso, ter um olhar apurado e relacionamento próximo com as consumidoras faz com que a marca cresça.
  • Canal de empoderamento: atualmente a moda plus size exerce muito além do papel de vestir homens e mulheres que usam numeração acima do 46. As marcas de moda plus size têm assumido o verdadeiro papel de empoderar por meio da moda. Como? Quebrando tabus e regras sem fundamento que o gordo não pode usar isso ou aquilo. O que é moda para a grade regular também é para os tamanhos grandes.
  • Representatividade: as campanhas de redes sociais, marketing e publicidade devem estar alinhadas com as expectativas do público alvo, ou seja, não tem fundamento criar uma campanha para tamanhos grandes com modelos magras. Se sua marca atende do 46 ao 56, porque não escolher corpos reais para divulgar seu produto. Os consumidores buscam representatividade nas marcas, por isso é preciso estar verdadeiramente envolvido e alinhado com as expectativas do seu público.
  • Valorização do corpo real: as consumidoras de moda feminina não querem mais esconder os corpos e sim valorizar as próprias curvas. O braço gordinho pode sim aparecer em uma regata, as coxas grossas podem ser destaque de uma bela saia, uma mulher que usa acima de 46 pode sim vestir uma roupa de festa! A roupa deve se adequar ao corpo e não o contrário.
  • Tendências e novidades: o consumidor plus size também quer vestir a peça desejo da estação, então porque não oferecer? Para isso é importantíssimo que as marcas de moda plus size acompanhem também as tendências ditadas pelas semanas de moda em todo o mundo, que estejam antenadas às novidades do mercado e busque levar o público a melhor versão da moda, mas em tamanhos grandes.

Além do aumento pela demanda por moda plus size, eventos em todo o país também têm incentivado que essa fatia da população exija mais das marcas que os atendem e aquela marca que não estiver atenta a cada movimento do setor desaparecerá muito em breve.

Chega de se esconder! chegou a hora do plus size tomar os espaços nas vitrines de todo o país. Vamos lá?

*Gracia Alonso é estilista, especialista em moda plus size e modelo de prova da marca Gracia Alonso Plus Size. Para saber mais, acesse: www.graciaalonso.com.br

No RS, Temer anuncia que quer encaminhar reforma tributária

Temer irá encaminhar Reforma Tributaria
Temer irá encaminhar Reforma Tributaria

Na primeira visita oficial ao Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, o presidente da República, Michel Temer, avisou que novas reformas virão e a próxima deve ser a tributária. “Quatro reformas, que eu imagina que levariam cerca de dois anos, estão bem encaminhadas em sete meses. Agora podemos pensar na reforma tributária”, anunciou.

“Uma das marcas do nosso governo é o diálogo, especialmente com o Congresso Nacional, com a sociedade e as forças produtivas do País”, declarou. “A inflação foi controlada. Os juros estão caindo. O Brasil está recuperando a credibilidade. Brasileiros estão voltando a acreditar no País”, afirmou Temer.

O presidente falou da importância da responsabilidade fiscal e social no seu governo. “Hoje estamos reforçando nossa infraestrutura em saúde. Sabemos que saúde e educação são fundamentais para o desenvolvimento social, por isso ampliamos os recursos no orçamento de 2017”, explicou.

Conforme antecipado em entrevista à Rádio Guaíba, o presidente confirmou a intenção de construir um presídio de segurança máxima no Estado. “Na segurança pública, a realidade atual nos leva à necessidade imperiosa de construir novos presídios”, afirmou.

Temer elogiou a atuação dos ministros gaúchos no governo federal: Ricardo Barros da Saúde, Osmar Terra do Desenvolvimento Social e Agrário, e Eliseu Padilha da Casa Civil.

Fonte: Correio do Povo

Salário mínimo em 2017: veja o valor

Salário mínimo de 2017 é R$ 937, um valor R$ 57 maior do que o de 2016; novo valor vale desde o dia 1º de janeiro, segundo decreto.

Novo salário minimo 2017
Novo salário minimo 2017

Começou a valer no dia 1º de janeiro o novo salário mínimo nacional. De R$ 880, o valor passou para R$ 937: um reajuste de 6,47%. Alguns estados seguem o valor estabelecido pelo governo federal e outros têm legislação sobre piso próprio. Veja os valores por estado no final da matéria.

A correção do salárimo mínimo altera os valores de benefícios sociais, como o seguro-desemprego e o seguro-defeso, pago a pescadores.

O reajuste também trará correções na tabela de contribuições ao INSS. As empregadas domésticas que recebem salário mínimo e que recolhem 8%, a contribuição passa de R$ 70,40 para R$ 74,96. A parte do patrão, que também contribui com 8% do salário, sobe para R$ 74,96.

Para quem procura entrar na Justiça, sem advogado, o limite do valor das ações também é corrigido. No Juizado Especial Federal, o teto é de até 60 salários mínimos e o valor máximo das ações passa de R$ 52.800 para R$ 56.220. Já no Juizado Especial Cível, cujo limite das causas é de 20 salários mínimos, o teto sobe para R$ 18.740.

Veja os valores do salário mínimo por estado:

ACRE

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

ALAGOAS

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

AMAPÁ

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

AMAZONAS

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

BAHIA

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

CEARÁ

Segue uma tabela própria. O valor de 2017 ainda não foi definido. O salário em vigor é de R$ 900,31.

DISTRITO FEDERAL

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

ESPÍRITO SANTO

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

GOIÁS

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

MARANHÃO

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

MATO GROSSO

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal. Estado não informou como será em 2017

MATO GROSSO DO SUL

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

MINAS GERAIS

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

PARÁ

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

PARAÍBA

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

PARANÁ

Segue tabela própria. O mínimo regional atual está em vigor até 1º de abril de 2017. Não há previsão de quanto será o reajuste.

Os valores em vigor são:
R$ 1.032,02: profissionais empregados em atividades agropecuárias, florestais e de pesca.
R$ 1.070,33: trabalhadores que atuam em serviços administrativos, empregados em serviços, vendedores do comércio e trabalhadores de reparação e manutenção.
R$ 1.111,04: aqueles que trabalham em atividades industriais, com a produção de bens e serviços. R$ 1.192,45: trabalhadores técnicos de nível médio.

PERNAMBUCO

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

PIAUÍ

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

RIO DE JANEIRO

Possui tabela própria. Ainda não há acordo sobre reajuste em 2017. Os valores em vigor são:

R$ 1.052,34: para os trabalhadores agropecuários e florestais; empregados domésticos; serventes; trabalhadores de serviços de conservação; manutenção; empresas comerciais; industriais; áreas verdes e logradouros públicos não especializados; contínuo e mensageiro; auxiliar de serviços gerais e de escritório; auxiliares de garçom, barboy, lavadores e guardadores de carro e trabalhadores de pet shops.

R$ 1.091,12: para carteiros; maqueiros; auxiliar de massagista; trabalhadores em serviços administrativos; cozinheiros; operadores de caixa, inclusive de supermercados; lavadeiras e tintureiros; barbeiros; cabeleireiros; manicures e pedicures; cuidadores de idosos, trabalhadores dos serviços de higiene e saúde; trabalhadores de serviços de proteção e segurança e e garçons, entre outros.

R$ 1.168,70: para administradores; condutores de veículos de transportes; operadores de máquinas da construção civil e mineração; telegrafistas; barman; porteiros, porteiros noturnos e zeladores de edifícios e condomínios; trabalhadores em podologia; atendentes de consultório, clínica médica e serviço hospitalar e atendentes de call center, entre outros.

R$ 1.415,98: para trabalhadores de serviço de contabilidade de nível técnico; técnicos em enfermagem; trabalhadores de nível técnico devidamente registrados nos conselhos de suas áreas; técnicos em farmácia.

R$ 2.135,60: para os professores de Ensino Fundamental (1° ao 5° ano), com regime de 40 horas semanais; tradutor e intérprete; técnicos de segurança do trabalho; motoristas de ambulância, técnico de instrumentalização cirúrgica e taxistas profissionais reconhecidos pela Lei Federal nº 12.468, de 26 de agosto de 2011.

R$ 2.684,99: para administradores de empresas; advogados; contadores; psicólogos; fonoaudiólogos; fisioterapeutas; terapeutas ocupacionais; arquitetos; estatísticos; profissionais de educação física; sociólogo; assistentes sociais; biólogos; nutricionistas; biomédicos; bibliotecários de nível superior; farmacêuticos; enfermeiros; bombeiro civil mestre, formado em engenharia com especialização em prevenção e combate a incêndio, turismólogo, secretários executivos e empregados em empresas prestadoras de serviços de brigada de incêndio (nível superior).

RIO GRANDE DO NORTE

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

RIO GRANDE DO SUL

Segue tabela própria.

R$ 1.103,66: trabalhadores na agricultura e pecuária; nas indústrias extrativas; em empresas de captação do pescado (pesqueira); empregados(as) domésticos(as); em turismo e hospitalidade; nas indústrias da construção civil; nas indústrias de instrumentos musicais e de brinquedos; empregados motociclistas no transporte de documentos e de pequenos volumes – “motoboy” empregados em garagens e estacionamentos;

R$ 1.129,07: para os trabalhadores nas indústrias do vestuário e do calçado; nas indústrias de fiação e de tecelagem; nas indústrias de artefatos de couro; nas indústrias do papel, papelão e cortiça; empregados em estabelecimentos de serviços de saúde; empregados em serviços de asseio, conservação e limpeza; e nas empresas de telecomunicações, teleoperador, “telemarketing”, “call-centers”, operadores de “voip”, TV a cabo e similares; empregados em hotéis, restaurantes, bares e similares, entre outros.

R$ 1.154,68: para os trabalhadores nas indústrias do mobiliário; nas indústrias químicas e farmacêuticas; nas indústrias cinematográficas; nas indústrias da alimentação; empregados no comércio em geral e auxiliares de administração de armazéns gerais;

R$ 1.200,28: para trabalhadores nas indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico; nas indústrias gráficas; nas indústrias de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana; em edifícios e condomínios residenciais, comerciais e similares; auxiliares em administração escolar (empregados de estabelecimentos de ensino).

R$ 1.398,65: trabalhadores técnicos de nível médio, tanto em cursos integrados, quanto subsequentes ou concomitantes.

RONDÔNIA

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

RORAIMA

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

SANTA CATARINA

Possui tabela própria. Ainda não há acordo sobre reajuste em 2016. Os valores em vigor até são:

R$ 1.009: trabalhadores na agricultura e na pecuária; nas indústrias extrativas e beneficiamento; em empresas de pesca e aquicultura; empregados domésticos; em turismo e hospitalidade; nas indústrias da construção civil; nas indústrias de instrumentos musicais e brinquedos; em estabelecimentos hípicos; e empregados motociclistas, motoboys, e do transporte em geral, excetuando-se os motoristas.

R$ 1.048: trabalhadores nas indústrias do vestuário e calçado; nas indústrias de fiação e tecelagem; nas indústrias de artefatos de couro; nas indústrias do papel, papelão e cortiça; em empresas distribuidoras e vendedoras de jornais e revistas e empregados em bancas, vendedores ambulantes de jornais e revistas; empregados da administração das empresas proprietárias de jornais e revistas; empregados em empresas de comunicações e telemarketing; e nas indústrias do mobiliário.

R$ 1.104: trabalhadores: nas indústrias químicas e farmacêuticas; nas indústrias cinematográficas; nas indústrias da alimentação; empregados no comércio em geral; e empregados de agentes autônomos do comércio.

R$ 1.158: trabalhadores: nas indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico; nas indústrias gráficas; nas indústrias de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana; nas indústrias de artefatos de borracha; em empresas de seguros privados e capitalização e de agentes autônomos de seguros privados e de crédito; empregados motoristas do transporte em geral e empregados em estabelecimentos de serviços de saúde.

SÃO PAULO

Possui tabela própria. Ainda não há decisão sobre reajuste em 2017. Os valores em vigor são:

R$ 1.000: trabalhadores domésticos, serventes, trabalhadores agropecuários e florestais, pescadores, contínuos, mensageiros e trabalhadores de serviços de limpeza e conservação, trabalhadores de serviços de manutenção de áreas verdes e de logradouros públicos, auxiliares de serviços gerais de escritório, ascensoristas, “motoboys”, carteiros, tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures e pedicures, dedetizadores, vendedores, trabalhadores de costura e estofadores, pedreiros, garçons, operadores de telefone e de “telemarketing”, entre outros.

R$ 1.017: administradores agropecuários e florestais, trabalhadores de serviços de higiene e saúde, chefes de serviços de transportes e de comunicações, supervisores de compras e de vendas, agentes técnicos em vendas e representantes comerciais, operadores de estação de rádio e de estação de televisão, de equipamentos de sonorização e de projeção cinematográfica e técnicos em eletrônica.

SERGIPE

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

TOCANTINS

Segue o valor do salário mínimo do decreto pelo governo federal.

* Com G1 AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RN, RS, RJ, RO, RR, SC, SP, SE, TO

 

Inflação sobe e varia 0,09% na quarta semana de dezembro

Inflação em alta
Inflação em alta
O Índice de Preços ao Consumidor Semanal da cidade de Porto Alegre (IPC-S/Porto Alesgre), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou variação de 0,09%, na apuração realizada na quarta semana de dezembro de 2016. O resultado foi 0,19 ponto percentual (p.p.) superior ao divulgado na terceira semana de dezembro, que foi de -0,10%.
Nesta edição, seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram aceleração em suas taxas de variação, entre as quais se destacam os grupos: Transportes e Despesas Diversas, cujas taxas passaram de 0,51% para 1,09%, e de 1,19% para 1,58%, respectivamente.
A análise deste resultado mostra que as pressões acima ou igual à variação média foram exercidas pelos grupos: Educação, Leitura e Recreação; 1,82%, Despesas Diversas; 1,58%, Transportes; 1,09%, Vestuário; 0,58%, Saúde e Cuidados Pessoais; 0,41% e Alimentação; 0,38%. Mostra também que se situaram em nível abaixo da variação média os grupos: Comunicação; 0,07% e Habitação; -1,90%.
O núcleo do IPC-S/Porto Alegre registrou variação de 0,49%. Em relação a novembro, quando a taxa ficou em 0,40%, o núcleo avançou 0,09 (p.p.). No ano, o indicador apresentou variação de 7,72%. Para o cálculo do núcleo foram excluídos os itens com variações inferiores a -0,08% e superiores a 1,12%.
No geral, o IPC-S avançou em quatro das sete capitais pesquisadas na quarta quadrissemana de dezembro em relação à terceira leitura do mês. O índice registrou variação de 0,33%, ou seja, 0,09 ponto porcentual maior que o visto anteriormente, quando ficou em 0,24%.
A maior variação apurada foi no Recife (0,74%) na última leitura de dezembro, após 0,72% na terceira quadrissemana. Na sequência, aparecem Brasília, cuja taxa passou de 0,62% na terceira leitura para 0,60% na seguinte; Rio de Janeiro (de 0,27% para 0,55%); São Paulo (de 0,29% para 0,27%); Salvador (de 0,21% para 0,19%).
Com informações da Agência Estado.
A tabela a seguir, apresenta as variações percentuais dos municípios das sete capitais componentes do índice, nesta e na apuração anterior.
IPCS

4 passos para preparar sua loja para as liquidações pós-Natal

Hora de preparar sua loja para promoções
Hora de preparar sua loja para promoções

Analisar os dados do estoque é importante para definir as metas e estabelecer as promoções. 

As vendas de Natal terminaram e agora é hora de pensar nas liquidações.  Neste período pós-festas as vendas sempre diminuem, já que a maioria dos consumidores comprou o que precisava em dezembro e muitos entram em férias e aproveitam para descansar. Para o varejista, é um bom momento para tentar vender o que ficou no estoque na época de festas e poder garantir mais espaço para os novos produtos que pretende colocar na loja no próximo ano.   

1º Passo: Confira o estoque 

Antes de partir para qualquer promoção, é preciso fazer uma análise rigorosa do estoque. Observe quais produtos ainda sobraram, quais os preços e margem de lucro e avalie onde é possível oferecer descontos. Para ter todas essas informações com facilidade é importante ter na loja uma ferramenta de gestão como o myrp, que oferece diversas funcionalidades para o controle do estoque e do fluxo financeiro.

2º Passo: Analise o perfil do consumidor

Se você já conferiu o que sobrou no estoque, agora precisa conferir se o que tem na loja ainda é adequado para o perfil do seu público consumidor e, principalmente, para aqueles que costumam fazer compras nesta época do ano. Geralmente, quem sai para comprar nesta época, já vai de olho em boas promoções. Então, não adianta querer focar só nos itens mais caros da loja, mesmo que tenham muitos desses no estoque.

3º Passo:  Faça um preço de vendas adequado

Para conquistar esse consumidor que procura promoções e fechar a venda, não basta somente saber o que ele quer e oferecer um bom produto. É preciso também ter um preço adequado com a realidade financeira da loja e também em equilíbrio com os preços praticados pela concorrência no mercado. Se o preço da concorrência for menor que o seu durante essas liquidações, ainda é preciso reavaliar os percentuais de desconto que está oferecendo. Veja se aumentando os descontos, você ainda terá lucro! Para essa análise, pode ser importante a ajuda de um sistema de gestão, onde é possível ter com clareza as informações sobre preços de produtos, margens de lucro, etc.

4º Passo: Chame a atenção do cliente

Depois de definir os descontos que pode oferecer, deixe isso bem claro para os consumidores. Faça vitrines atrativas, coloque indicações chamativas do percentual de desconto. Mostre que realmente é vantagem pra ele aproveitar essa época para fazer algumas compras. E não esqueça de orientar bem os vendedores, para ofereceram os produtos que estão em promoção e atenderem bem os clientes, para que voltem para a sua loja em breve!

Governo Estadual antecipa o recolhimento de ICMS de mercadorias sujeitas à Substituição Tributária

Recolhimento de ICMS antecipado
Recolhimento de ICMS antecipado

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, dia 28, o Decreto nº 53.366/2016, que prevê antecipação do recolhimento do ICMS de mercadorias sujeitas a Substituição Tributária, tais como rações tipo pet, autopeças, cosméticos, perfumaria, ferramentas, materiais elétricos, bicicletas, brinquedos, entre outros.

O Decreto altera o recolhimento do dia 23 para até o dia 12 do segundo mês subsequente, exceto para empresas optantes pelo Simples Nacional, as quais permanecem até o dia 23. A medida elaborada pelo Governo visa incrementar a receita do Estado nas primeiras quinzenas dos meses para quitar seus encargos estaduais.

Fonte: Diário Oficial e Ascom 

Governo publica Medida Provisória para permitir diferenciação de preços considerando o prazo ou forma de pagamento

Preços diferenciados para compras no cartão e a vista passa a ser permitida com a medida
A pratica de preços diferenciados nas compras a vista e no cartão passa a ser permitida com a medida

Foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, dia 27, a Medida Provisória nº 764/2016, que autoriza a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público, tanto em função de prazo estipulado como do meio de pagamento. Com a Medida, deixam de ser ilegais aqueles casos em que os lojistas praticam preços diferentes, para a mesma mercadoria, caso o consumidor pague com dinheiro, cartão ou cheque.

A medida visa estimular a economia, principalmente do pequeno varejo, o qual terá a possibilidade de apresentar preços com descontos para seus consumidores, pois o empresário deixará de arcar com as altas taxas cobradas pelas operadoras de cartão de crédito.

Após a publicação, o Procon/RS orienta os lojistas da seguinte forma:

– Permanece em vigor o Decreto Federal 5.903/2006, que regulamenta Lei Federal 10.962/2004, que diz que a informação de preços ao consumidor deve ser correta, clara, precisa, ostensiva e legível, tal qual preconizado pelo artigo 6º, III do Código de Defesa do Consumidor;

– Os preços disponíveis aos consumidores, então, deverão ser expostos de modo claro, com as suas variações, não podendo haver repasse diferenciado de valor dentro da mesma modalidade de pagamento (acréscimos diferenciados dentro da modalidade cartão de crédito, por exemplo);

– É expressamente vedado, com base no artigo 39, V do Código de Defesa do Consumidor, o repasse de taxas de administração em percentual superior ao máximo cobrado pelas operadoras de cartões utilizadas pelo fornecedor, sendo recomendável a diferenciação ser realizada pela média dos valores cobrados;

– A comprovação de atendimento às sugestões acima, em caso de fiscalização de rotina ou motivada por denúncia/reclamação de consumidores poderá ser feita pela demonstração das taxas comerciais aplicadas ao fornecedor pelas administradoras, sendo obrigatória sua apresentação quando requerido, nos termos do Decreto Federal 2.181/1997.

O Procon/RS informou em nota técnica que “com a observância mínima destes itens, aliado ao respeito às normas consumeristas que vigoram há mais de 25 anos, temos a certeza de que os consumidores não experimentarão dissabores em suas relações de consumo, muito ao contrário, somente terão dos nossos fornecedores boas referências de respeito aos seus direitos”, dizia a nota.

Sindilojas Canoas oferta certificados digitais Sefeweb

A partir do dia 1º de janeiro de 2017, o uso do Certificado Digital será obrigatório para as empresas optantes pelo Simples Nacional, com mais de 3 funcionários.
A partir do dia 1º de janeiro de 2017, o uso do Certificado Digital será obrigatório para as empresas optantes pelo Simples Nacional, com mais de 3 funcionários.

A partir de 1º de janeiro, as empresas optantes pelo regime do Simples com mais de três funcionários deverão utilizar o certificado digital para envio de informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias ao governo. A mudança vai afetar 657 mil empresas brasileiras, conforme levantamento do Comitê Gestor do Simples Nacional, e compõe a última fase do cronograma de expansão da exigência. Entre dezembro de 2015 e julho deste ano, a nova norma passou a valer para as empresas com mais de 10, oito e cinco funcionários.

A medida prevista na resolução CGSNnº 125 e publicada no Diário Oficial da União visa facilitar o envio das informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias, como o GFIP eSocial.

Por que a partir de janeiro de 2017 as empresas enquadradas no Simples Nacional, com 3 a 5 empregados, terão que utilizar o Certificado Digital?

Todas as empresas com mais de três funcionários terão que utilizar o Certificado Digital – assinatura eletrônica que confirma a autenticidade de documentos e declarações virtuais – para o envio das informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias por meio da GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social) e do e-Social.

Quais os benefícios do Certificado Digital para o empresário?

Além de menos burocrático, mais seguro e de propiciar uma comunicação rápida e eficiente, o Certificado Digital permite retirar certidões digitais, acessar o serviço e-CAC (Centro Virtual de Atendimento) da Receita Federal, emitir a Nota Fiscal eletrônica e acompanhar processos tributários sem a necessidade de ir munido de diversos documentos até um posto de atendimento da Receita Federal.

Quais as consequências para aquelas empresas que não fizerem o Certificado Digital no prazo estipulado?

As empresas que não tiverem o Certificado Digital até o dia 1º de janeiro não conseguirão enviar as informações trabalhistas e previdenciárias para a Receita Federal, e o que significa que o recolhimento do tributo não vai acontecer. Porém elas não sofrerão nenhuma penalidade de imediato, mas quando forem regularizar sua situação com o fisco terão de pagar multas, referentes aos meses nos quais não foram enviados os documentos.

Resumindo o Certificado Digital é uma assinatura com validade jurídica que garante proteção às transações eletrônicas e outros serviços via internet, permitindo que pessoas e empresas se identifiquem e assinem digitalmente de qualquer lugar do mundo com mais segurança e agilidade. O certificado digital Safeweb Canoas  (empresa certificadora ), pode ser adquirido na sede administrativa do Sindilojas. Entre os benefícios do sistema, está a desburocratização dos processos, pois não necessita de reconhecimento de firma, e a economia de tempo, uma vez que os serviços são realizados pela internet, como, por exemplo, consultar o imposto de renda, assinar contratos digitalmente, entre outros. . O telefone para contato é (51) 34723789.

Confiança dos empresários do comércio gaúcho tem nova alta em dezembro, indica pesquisa da Fecomércio-RS

O resultado do Índice de Confiança do Empresário do Comércio do Rio Grande do Sul (ICEC) confirmou em dezembro a tendência de crescimento
O resultado do Índice de Confiança do Empresário do Comércio do Rio Grande do Sul (ICEC) confirmou em dezembro a tendência de crescimento

O resultado do Índice de Confiança do Empresário do Comércio do Rio Grande do Sul (ICEC) confirmou em dezembro a tendência de crescimento já verificada no mês anterior. O indicador, aos 96,3 pontos, apresentou elevação de 23,7% sobre o mesmo período do ano passado, dado que revela um gradual processo de redução do pessimismo do empresariado, conforme pesquisa divulgada nesta segunda-feira (26) pela Fecomércio-RS.

A percepção dos empresários em relação à situação atual (ICAEC), aos 60,3 pontos em dezembro, registrou elevação de 60,0% sobre o mesmo mês do ano passado, apresentando taxas de crescimento positivas em todos os âmbitos analisados – economia brasileira, comércio e a própria empresa. Segundo a pesquisa da Fecomércio-RS, a mudança de governo refletiu em uma melhora continuada do indicador que mede as expectativas dos empresários (IEEC). O crescimento apurado em dezembro foi de 26,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, atingindo 142,1 pontos. “A maior estabilidade no campo político, mesmo com as incertezas da operação Lava Jato, aliada ao avanço das medidas de controle fiscal, sinalizam para a retomada do crescimento da economia brasileira e o consequente avanço da confiança dos empresários”, destacou o presidente da Fecomércio-RS.

O índice que mede os investimentos (IIEC) apresentou variação positiva de 3,9% na comparação com dezembro/2015, alcançando 86,4 pontos. “A elevação da expectativa ainda é insuficiente para mudar os planos de investimentos das empresas do comércio”, salientou Bohn, lembrando que o indicador ainda se encontra em patamar pessimista, abaixo de 100,0 pontos. Apesar disso, destacou que, mais uma vez, a pesquisa mostra melhora no dado que mede a intenção de contratação de funcionários, que registra alta pelo terceiro mês consecutivo.

Fonte Ascom Fecomércio RS

Confiança do comércio melhorou em 2016, mas permaneceu em patamar pessimista

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), registrou alta de 0,9% entre novembro e dezembro, ao passar de 78,3 pontos para 79,0 pontos na série com ajuste sazonal. Em comparação ao mês de dezembro de 2015, quando o ICOM marcava 67,6 pontos, houve acréscimo de 16,6%.

Na comparação mensal, o resultado apurado para o ICOM em dezembro foi determinado pela elevação na percepção quanto ao momento atual e ao futuro. O Índice de Situação Atual (ISA) aumentou 0,3% ao atingir 68,3 pontos frente a 68,1 pontos em novembro. O Índice de Expectativas, por sua vez, registrou elevação de 1,3%, passando de 89,4 pontos em novembro para 90,6 pontos em dezembro. Comparativamente ao mesmo período de 2015, a alta do ICOM refletiu as variações positivas tanto no IE (24,0%) quanto no ISA (5,6%).

No último mês de 2016, a confiança dos empresários do comércio apresentou um novo aumento, no entanto, insuficiente para reverter a diminuição verificada em novembro. Assim, o indicador encerra o ano em patamar pessimista. O ambiente político conturbado, a deterioração do mercado de trabalho e as restrições no mercado de crédito foram fatores que influenciaram o ICOM ao longo do ano. E em dezembro não foi diferente. Apesar do aumento sazonal das vendas em função das datas festivas do mês, o contexto de economia enfraquecida e de incertezas quanto ao futuro prevaleceu para manter a confiança em patamar pessimista.

Fonte: Ascom Fecomércio RS

Temer anuncia redução de juros do cartão de crédito e saques do FGTS

Brasília - O presidente Michel Temer, acompanhado dos ministros Henrique Meirelles, da Fazenda, e Dyogo Oliveira, do Planejamento, recebe jornalistas durante café da manhã no Palácio da Alvorada Marcos Corrêa/PR
Brasília – O presidente Michel Temer, acompanhado dos ministros Henrique Meirelles, da Fazenda, e Dyogo Oliveira, do Planejamento, recebe jornalistas durante café da manhã no Palácio da Alvorada Marcos Corrêa/PR

Agencia Brasil

Em discurso de abertura durante café da manhã com jornalistas, o presidente Michel Temer fez três anúncios: os juros do rotativo do cartão de crédito serão reduzidos pela metade; os trabalhadores poderão sacar todo o dinheiro que têm em contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS); e o governo vai editar uma medida provisória para regularizar propriedades em área urbana.

“O momento que nós vivemos na economia demanda a adoção de medidas que permitam ainda de forma parcial uma recomposição da renda do trabalhador”, defendeu Temer.

Em relação ao FGTS, o governo anunciou que os trabalhadores poderão sacar todo o valor das conta inativas até dezembro de 2015. A expectativa é que os trabalhadores usem o dinheiro para quitar dívidas. O volume está estimado em R$ 30 bilhões, o equivalente a 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Na semana que vem, Temer diz que pretende editar uma medida provisória para tratar da regularização fundiária nas cidades. Segundo ele, a questão está sendo finalizada pelo Ministério das Cidades e do Planejamento. A intenção é dar um endereço “sobretudo àqueles que têm pequenas propriedades”. O governo deverá também dar títulos aos assentados que ainda não têm o direito à propriedade.

O presidente também ressaltou a boa relação com o Congresso Nacional. “Essa relação entre Executivo e Legislativo é fundamental, uma das chaves do nosso governo. A palavra é diálogo, quando você reinstaura diálogo com o Congresso e diálogo com a sociedade, a tendência é que as coisas fluam com muita naturalidade”.

Reforma Trabalhista

O presidente comentou ainda mudanças na área trabalhista que serão anunciadas ainda nesta manhã no Palácio do Planalto. Segundo Temer, o texto foi construído em conjunto com trabalhadores e empregadores. “Isso tudo foi muito bem negociado”, disse.

O governo vai enviar ao Congresso uma medida provisória que trata da renovação do Programa de Manutenção e Geração de Empregos, cuja vigência terminaria neste ano.

Temer diz que demais mudanças nas regras deverão ser encaminhadas em formato de projeto de lei, uma vez que não há requisito de urgência.

Presidente do Sindilojas Canoas recebe Premio “Destaque Óptico 2016”

Denerio Neumann recebe o prêmio "Destaque Optico 2016"
Denerio Neumann recebe o prêmio “Destaque Optico 2016”

O Sindióptica RS promoveu no ultimo dia 14, um  jantar em comemoração ao dia do Óptico. O evento que é realizado anualmente no dia 13 de dezembro por objetivo confraternizar com os lojistas e colaboradores de todo o estado.  E durante o evento tradicionalmente a entidade realiza a escolha do empresario do setor óptico destaque. E nesta ediçao o presidente do Sindilojas Canoas, Denério Rosales Neumann foi agraciado com o prêmio “Destaque Optico 2016”.  ‘’Foi uma surpresa receber este prêmio, há anos participamos desse evento que é o dia do óptico, e é uma alegria e uma honra receber esse tão importante prêmio que é proporcionado pelo Sindióptica. É um orgulho para um óptico receber essa homenagem tão importante para a classe. Muito obrigado a todos.’’ agradeceu o empresário.

A partir de 1º de Janeiro de 2017 o Certificado Digital será obrigatório para empresas com mais de 3 funcionários

Empresas com mais de 3 funcionários será obrigatório o Certificado Digital
Empresas com mais de 3 funcionários será obrigatório o Certificado Digital

A partir do dia 1º de janeiro de 2017, o uso do Certificado Digital será obrigatório para as empresas optantes pelo Simples Nacional com mais de 3 funcionários.
A medida prevista na resolução CGSN nº 125 e publicada no Diário Oficial da União visa facilitar o envio das informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias, como o GFIP e eSocial.

Sua empresa se enquadra nesta obrigatoriedade?
A Safeweb tem Certificado Digital e-CNPJ a partir de R$ 210,00

Mesmo na vésperas do Natal, intenção de consumo das famílias gaúchas continua baixa, avalia pesquisa Fecomércio-RS

Pesquisa revela pequena alteração nas Vendas de Fim de Ano.
Pesquisa revela pequena alteração nas Vendas de Fim de Ano.

A poucos dias do Natal, tradicional época de grande movimentação do comércio, os números que avaliam o nível de consumo no Rio Grande do Sul apresentam queda. Os indicadores de dezembro que medem o otimismo das famílias gaúchas com a economia registraram queda de 10,3% (aos 64,8 pontos) na comparação com o mesmo período do ano passado e leve aumento de 1,1% no confronto com o mês anterior. Os dados são da pesquisa Intenção de Consumo das Famílias Gaúchas – ICF, divulgada nesta terça-feira (20) pela Fecomércio-RS e que conta, no mínimo, com 600 famílias em sua amostra..

“Os resultados mostraram uma nova aceleração no ritmo de queda na comparação com o mesmo período do ano anterior, interrompendo a sequência de quatro meses de desaceleração”, afirmou o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Segundo ele, alguns fatores são determinantes para o recuo do ICF, entre eles, o mercado de trabalho enfraquecido, queda da renda real das famílias e permanência da taxa de juros em patamares elevados.

A baixa confiança das pessoas na manutenção de vagas no mercado de trabalho também impactou o indicador que avalia a situação do emprego, que caiu 2,4% sobre dezembro de 2015. O dado referente à situação de renda atual ficou em 60,3 pontos, com diminuição de 24,6% na comparação com dezembro de 2015.

O indicador relacionado ao nível de consumo atual (aos 45,2 pontos) teve queda de 19,6% na comparação com dezembro do ano passado. Mais uma vez a conjuntura de queda da renda real, juros altos e deterioração do mercado de trabalho explica o patamar deprimido do indicador. A avaliação referente à facilidade de acesso a crédito atingiu 58,0 pontos, com queda de 17,2% em relação a dezembro de 2015.  “Ainda que a Selic tenha registrado queda nos últimos meses, a inflação também recuou, o que contribui para manter a taxa de juros real em nível elevado e o crédito caro”, destacou Bohn, lembrando que os bancos também estão mais criteriosos na concessão de empréstimos.

Já o indicador referente ao momento para consumo de bens duráveis (aos 36,5 pontos) teve redução de 11,3% sobre o mesmo período do ano passado. “O consumo de bens duráveis sofre de forma especial com a crise, pois é  impactado diretamente pela restrição da renda e do crédito, e esses produtos podem ter sua compra adiada”, reforçou o presidente da Fecomércio-RS.

Nas análises relativas às expectativas, o indicador que mede a perspectiva profissional atingiu 71,9 pontos, com declínio de 3,6% sobre novembro de 2016. Já em relação às perspectivas de consumo, em 78,4 pontos, houve aumento marginal de 0,9% na mesma base de comparação.

A análise da pesquisa pode ser acessada aqui.

Ascom Fecomércio RS

Temporada de Piscinas Sesc na Capital inicia no dia 17 de dezembro

Sede dp Sesc Campestre
Foto: Mirele Pacheco/Divulgação PMPA

Piscinas localizadas no Sesc Campestre são destinadas a Comerciários, Empresários e Usuários com Cartão Sesc/Senac e a comercialização dos pacotes já começou

Uma opção a mais para refrescar o verão na Capital gaúcha, a Temporada de Piscinas do Sesc Campestre (Av. Protásio Alves, 6220), em Porto Alegre, inicia no dia 17 de dezembro e segue até 12 de março. A atividade é aberta à comunidade em geral e a comercialização dos pacotes iniciou nesta terça-feira (13/12). Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (51) 3382-8800 / 8805 / 8810 e na página www.facebook.com/SescPortoAlegre. O regulamento completo está disponível no site www.sesc-rs.com.br/campestre.

O funcionamento das piscinas será de terça a domingo, das 10h às 19h. Sábados, domingos e feriados, o

atendimento é exclusivo para Comerciários, Empresários e seus dependentes. Já para a categoria Usuário o acesso é de terça a sexta-feira (exceto em feriados). Para participar da Temporada de Piscinas é necessário ter o Cartão Sesc/Senac válido nas modalidades de Comerciário, Empresário ou Usuário (público em geral), incluindo seus dependentes, e obter com antecedência os pacotes de um dia, uma semana ou um mês. O Cartão pode ser feito gratuitamente na Unidade Sesc mais próxima e a documentação necessária pode ser conferida em www.sesc-rs.com.br/cartao.

A compra de diária da Temporada de Piscinas está disponível nas Unidades do Sesc em Porto Alegre (Centro, Centro Histórico, Redenção, Navegantes, Campestre) e na Região Metropolitana, nas unidades do Sesc em Canoas, Viamão, Gravataí e Cachoeirinha. Já os pacotes semanais e mensais são comercializados exclusivamente no Sesc Campestre. Confira os valores em www.sesc-rs.com.br/campestre (aba Piscinas).

Sobre o Sesc Campestre O Sesc Campestre é um complexo recreativo desportivo de 24 hectares com hotel, quadras poliesportivas, campo de futebol com pista de atletismo, palco para shows, ginásio de esportes e parque aquático com piscinas adulta, olímpica e infantil. Além disso, a instituição conta com Centro de Eventos, churrasqueiras ao ar livre, restaurante, lanchonete, galpão crioulo, salão de festas, playground, estacionamento e o projeto Eco Trilha.

 Temporada de Piscinas Sesc Campestre 2016/2017

Local: Sesc Campestre (Av. Protásio Alves, 6220), em Porto Alegre

Período: 17 de dezembro a 12 de março

Dias/ horário de funcionamento: terça a domingo, das 10h às 19h. Sábados, domingos e feriados, o atendimento é exclusivo para Comerciários, Empresários e seus dependentes. Já para a categoria Usuário o acesso é terça a sexta-feira (exceto em feriados).

Vendas de pacotes: a partir de 13 de dezembro, no Sesc Campestre, comercialização dos pacotes semanais e mensais. A venda de diárias ocorrerá nas Unidades do Sesc em Porto Alegre (Centro, Centro Histórico, Redenção, Navegantes, Campestre) e na Região Metropolitana, nas unidades do Sesc em Canoas, Viamão, Gravataí e Cachoeirinha.

Gaúchos devem comprar, em média, cinco presentes neste Natal

Compras de Fim de Ano

Em média, cada consumidor gaúcho deverá adquirir cinco presentes neste Natal. As mulheres lideram na quantidade de itens a serem comprados, 5,7, contra 4,2 dos homens. Já na avaliação do gasto médio por pessoa – R$ 470,12 – os homens vão desembolsar mais, R$ 533,64, contra R$ 411,97 a serem gastos pelas mulheres. Os dados são da Pesquisa de Final de Ano 2016, elaborada pela Fecomércio-RS.

A pesquisa indica uma tendência de que os gaúchos gastem menos na compra de presentes na comparação com o final do ano passado. A estimativa é de que a data apresente uma queda de 5% nas vendas na comparação com o mesmo período do ano passado. Conforme os dados apurados, 46,8% dos entrevistados afirmaram que irão gastar menos ou muito menos do que no Natal de 2015, enquanto 23,6% pretendem desembolsar mais ou muito mais. O percentual que planeja direcionar o mesmo valor de 2015 foi de 28,8%.

Neste ano, o vestuário tem peso importante na intenção de consumo dos gaúchos: é a preferência de 68,6% dos entrevistados que irão às compras. Brinquedos (39,7%), calçados (13,5%) e perfumes e cosméticos (11,9%) aparecem logo em seguida. Assim como no ano passado, os produtos eletroeletrônicos, de maior valor, foram pouco mencionados pelos entrevistados (5,5%). Os locais de compras preferidos, mais uma vez, serão as lojas dos centros das cidades (63,6%), seguidos por shopping centers (24,2%) e lojas de bairro (10,4%). A internet foi citada por apenas 4,9% dos entrevistados.

A modalidade de pagamento à vista mais uma vez será a mais utilizada nas compras de Natal, citada por 62,9% dos gaúchos ouvidos. Dentre os 36,9% que afirmaram a intenção de parcelar, 52,1% pretendem pagar os presentes entre 1 e 3 vezes.
Outro dado da Pesquisa de Natal 2016 é sobre a destinação do 13º salário. Entre os entrevistados que recebem o benefício (61,3%), a maior parte (42,4%) vai utilizar o recurso extra para o pagamento de contas do mês, seguido pela intenção de formação de poupança (37,9%) e, em terceiro lugar, para a compra de presentes (35,7%).

Fonte: Ascom Fecomércio RS

Sindilojas Canoas  e BM discutem ações para o natal

Sindilojas conjuntamente com lojistas e 15º BPM discutem propostas para segurança no natal
Sindilojas conjuntamente com lojistas e 15º BPM discutem propostas para segurança no natal

Na tarde desta segunda-feira, 05, Sindilojas Canoas reuniu-se com comerciantes, e 15º comando da Brigada de Policiamento Militar, BPM, com objetivo de travar ações para amenizar a criminalidade no centro de Canoas no período do ano de maior movimentação que é o Natal. O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann ressaltou a importância de intensificar o patrulhamento nesse período . “A insegurança está por toda parte nós queremos que os lojistas e comunidade se sintam seguros na hora de fazer suas compras de final de ano”, destacou Neumann.

O Tenente Coronel Eduardo Amorim, falou da importância dos policiais interagir mais com a comunidade e para isso seria necessário construir alojamentos para que eles ficassem em Canoas. “hoje 69% do nosso efetivo mora no interior e isso prejudica o contato deles com a comunidade. Se eles interagissem mais reduziria os índices da criminalidade  além de valorizar o ser humano”, defende Amorim.

O vice-presidente do sindilojas canoas, Itamar Tadeu Barboza da Silva, falou da importância dos alojamentos para os policiais que segundo ele a maioria residem no interior tem que viajar e isso prejudica a qualidade do trabalho deles. Ele falou ainda da segurança nos bairros e citou o Niterói como exemplo.

Amorim disse ainda que irá aumentar o efetivo considerando que neste período inicia também a Operação Golfinhos, mas irá aumentar o efetivo tanto no centro como nos bairros. Ele disse ainda que os policiais ficarão circulando por toda a cidade e não ficará parado apenas em um ponto. ”O  papel deles  é patrulhamento e abordagem”, destacou. A operação se estenderá até janeiro.

Entre os assuntos que foram tratados está o lançamento Oficial da Operação Papai Noel que ficou acertado de ser na próxima segunda-feira, 12, às 10horas da manhã.

Participaram também da reunião a diretoria do Sindilojas e lojistas do centro de Canoas.

O primeiro Bazar de Natal  CSSGAPA com a parceria do Sindilojas Canoas foi sucesso

1º Bazar de Natal foi sucesso
1º Bazar de Natal foi sucesso

O 1º Bazar de Natal que ocorreu no CSSGAPA, no último sábado, 03,  com a participação especial do Sindilojas Canoas/Rede de Descontos,  foi um sucesso. Inúmeras empresas associadas à Rede de Descontos participaram expondo e comercializando  seus produtos e serviços. As entidades apoiadoras marcaram presença com as ações sociais de inclusão, auto-estima e saúde . O Lions Club promoveram o belíssimo  trabalho social que realizam, a Liga Feminina de Combate ao Cancêr  conjuntamente com a Óticas Vênus realizaram exames de visão e orientação , o Sesc com o Bibliosesc trazendo a cultura e incentivo a leitura, além de promover diversão para a  garotada através dos brinquedos infláveis que ficaram lotados de crianças. Já o Senac trouxe cortes de cabelo modernos e estilosos,  além, é claro, de apresentar a moda e estilo em evidência, por meio da customização de roupas. Lojas como a Móveis Tamoio, Sibrama Calçados, Óticas Vênus, ótica Qualité, Balloons art, Mantovani & Branchi Advogados Associados, Maxxi saúde, Mega odonto,  Central de Seguros, Disfarce Mania, Dom Camilo, Qorpo Santo,  SafeWeb com a Certificação Digital,  entre outras tantas empresas e empreendedores marcaram presença divulgando e comercializando seus produtos e serviços.O “Parque, Terra Mágica Florybal”, de Canela trouxe, até o príncipe do mundo encantado para o evento dando um toque de magia e encantamento, alegrando os  participantes e divulgando o parque temático. O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann acompanhado de sua esposa, Marilene Neumann visitou todos os estandes dando as boas vindas aos participantes divulgando a entidade. O vice-presidente, Itamar Tadeu Barboza da Silva também participou da atividade divulgando a Rede de Descontos e ouvindo empresários e empreendedores. O presidente do CSSGAPA Cesar Luiz Gosmann responsável pela atividade agradeceu ao Sindilojas por ter mobilizado tantas empresas que tornaram o evento mais atrativo. E para a criançada não faltou diversão. Até o papai Noel aterrizou por lá alegrando a criançada, distribuindo doces e aconselhamento aos pequenos, além, é claro, dos brinquedos, livros e diversas lojas de brinquedos que estavam presentes alegrando a criançada. E não poderia faltar, é claro, os Chef Truck’s para dar sabor ao evento extremamente colorido e divertido com sabores e aromas, e aquele presente surpreendente para encantar neste natal.

 

Sindilojas Canoas sedia mais uma edição da Reunião do Fórum das Entidades

Fórum das Entidades escolhe nova diretoria
Fórum das Entidades escolhe nova diretoria

Neste momento os integrantes do Fórum das Entidades estão reunidos na sala de eventos do Sindilojas Canoas, local onde ocorre as tradicionais reuniões do Fórum coordenadas por, Luis Alfredo Tougunha Thomé. Na pauta; as eleições presidenciais, planejamento 2017, CONSEPRO, discussão no governo sobre piso regional de salários. O presidente do Sindilojas Canoas, Denerio Neumann participou da reunião. Quem assume a cadeira de presidente do Fórum é o representante da Somédica, Dr. Edilson Machado, representando a Simecan, Roberto Machemer, e Secretaria ficou por conta do representante do Sindilojas Canoas, Edson Medeiros.

Sindilojas Canoas realiza mais uma edição do Almoço Empresarial com prefeito eleito.

Busato apresenta diretrizes para 2017-2020
Busato apresenta diretrizes para 2017-2020

Em almoço disputadíssimo o prefeito eleito, Luiz Carlos Busato foi o convidado especial, de mais uma edição do tradicional, “Almoço Empresarial” do Sindilojas Canoas realizado no hoje, 28. Diversas Autoridades políticas, empresariais, de entidades e imprensa prestigiaram o evento. O presidente da entidade, Denério Neumann coordenou a mesa. Busato apresentou; Os desafios de canoas 2017 – 2020 e as prioridades e diretrizes de sua gestão. Na ocasião o presidente Neumann entregou uma placa homenageando o prefeito eleito e desejando uma gestão exitosa. Logo após Busato acompanhado de seus secretários participaram da coletiva de imprensa. Diversos veículos de comunicação estavam presentes.

Sindilojas Canoas realiza “Almoço Empresarial “, com prefeito eleito  Luiz Carlos Busato.

busato-prefeito-eleito

Os desafios de Canoas 2017-2020”, este será o tema de mais uma edição do Almoço Empresarial que o Sindilojas Canoas irá realizar no próximo dia 28 de novembro, às 12hs, na sala de eventos da entidade. O convidado especial da edição será o prefeito eleito Luiz Carlos Busato – PTB. Participarão do evento lideranças empresariais, políticas, representantes de entidades e imprensa.

“ Estaremos realizando mais uma edição de nossa tradicional reunião Almoço Empresarial onde o nosso convidado especial será o prefeito eleito Luiz Carlos  – PTB. Nosso objetivo além de saudar e dar as boas vindas ao prefeito eleito, é conhecer suas propostas. Queremos também nos colocar a disposição para contribuir no desenvolvimento do Setor do Comércio Varejista, setor este a qual representamos e que só no mês de setembro das 9.091 mil contratações realizadas na região metropolitana 10% das contratações foram realizadas aqui no nosso município conforme dados do CAGED, é um dos setores que mais emprega”, explicou o presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann

Mercado diz que economia crescerá 1,2% em 2017

Mercado Financeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

Agêcia Brasil

Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) informaram que a projeção de crescimento da economia brasileira em 2017 passou de 1,1% para 1,2%. Para 2016, elas mantêm a estimativa de encolhimento da economia. A projeção de queda do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, permanece em 3,20% para 2016. As estimativas fazem parte de pesquisa feita todas as semanas pelo BC sobre os principais indicadores da economia. O levantamento é divulgado às segundas-feiras no boletim Focus.

A projeção das instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi mantida em 7,31% este ano, e caiu de 5,14% para 5,12%, em 2017. As estimativas estão distantes do centro da meta de inflação de 4,5%. Para 2016, a projeção ultrapassa também o limite superior da meta que é 6,5%. O teto da meta em 2017 é 6%.

Inflação

É função do BC fazer com que a inflação fique dentro da meta. Um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic. Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação. Atualmente, a Selic está em 14,25% ao ano.

A expectativa das instituições financeiras para a taxa Selic permanece em 13,75% ao ano, ao final de 2016, e segue em 11% ao ano no fim de 2017. A projeção para a cotação do dólar segue em R$ 3,30 ao final de 2016, e caiu de R$ 3,50 para R$ 3,45, no fim de 2017

Comissão de Combate à Informalidade recebe o Secretário da SMIC

presidente do sindilojas canoas na Comissão de Combate a Informalidade
presidente do sindilojas canoas na Comissão de Combate a Informalidade

O vice presidente do Sindilojas Canoas, Itamar Tadeu Barboza da Silva participou na manhã desta quarta-feira, dia 09 da reunião da Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio-RS a qual ele representa a entidade. Na pauta a situação do mercado informal em Porto Alegre foi debatida . O secretário da SMIC de Porto Alegre, Antônio Kleber de Paula, participou da reunião e fez um balanço da gestão à frente da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio.   Conforme disse o secretario, existe uma situação crucial na cidade: além dos imigrantes, crise e desemprego, que expandiram a informalidade, há uma certa peculiaridade, que agora temos em Porto Alegre um mercado de hortifrutigranjeiro informal.

“Estamos trabalhando com a guarda municipal, uma estrutura que não é a ideal, marcamos uma ação na segunda-feira passada e ocupamos um local normalmente invadido por esses mercadores. E, no final, a população reclamou da SMIC por que não tinham mais os produtos”, citou como exemplo.  De Paula disse que para esse final de ano estão usando essa ação com os hortifrutigranjeiros e a guarda municipal para coibir o mercado informal.  “Temos uma estrutura não suficiente para combater a proporção que esse mercado informal tomou em Porto Alegre”, destacou.

O coordenador da Comissão, André Roncatto, colocou o trabalho da Fecomércio-RS à disposição para reunir os diversos grupos que atuam nesta causa e auxiliar a Smic. “Somos a sociedade interessada em resolver os problemas que afetam a todos. Estamos chegando em mais um final de ano e os lojistas e empresários pedem uma solução”, disse Roncatto.

O vice presidente do Sindilojas Canoas, Itamar Barboza da Silva que integra a comissão avalia como de grande relevância o debate principalmente neste momento em que aumentou o desemprego e a chegada dos imigrantes  e paralelamente cresceu a informalidade, explicou Itamar.

Fonte: Ascom Fecomércio-RS e imprensa Sindilojas Canoas

Presidente da Fecomércio-RS visita o Sindilojas Canoas

Presidente da Fecomercio-RS visita o Sindilojas Canoas
Presidente da Fecomercio-RS visita o Sindilojas Canoas

Na manhã de hoje, terça-feira, 08, o presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann recebeu a visita cortesia do presidente da Fecomércio – RS, Luiz Carlos Bohn. Na ocasião os dirigentes conversaram sobre o desempenho das entidades e comportamento do setor. O vice presidente, Itamar Tadeu Barboza da Silva também participou do encontro. Os jornalistas, Tamires Souza do Diário de Canoas e Oscar Henrique Cardoso da rádio Manawa e rádio Metropolitana entrevistaram os dirigentes. Temas como; o Impostômetro, a reunião recente do presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, com o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, para tratar sobre a cobrança do diferencial de alíquotas de ICMS das empresas optantes do Simples Nacional, recentemente em Brasiília, da pesquisa recente da Fecomércio RS do Nível de endividamento dos gaúchos que sofreu alta em outubro, a previsão de vendas para o Fim de Ano, feriados como o 20 de novembro que acaba de sair do calendário de Porto Alegre, a Difa, entre outros temas foram respondidos aos jornalistas. No final da visita Bohn entregou uma lembrança aos dirigentes do Sindilojas Canoas e elogiou muito o desempenho da entidade.

Contratação de temporários deve ampliar empregos no final de ano, revela pesquisa da Fecomércio-RSTrabalho temporário

O percentual de estabelecimentos do varejo que pretende contratar funcionários temporários será de 13,4% em 2016. Consolidando as contratações já efetuadas com as pretendidas, esses estabelecimentos que devem ampliar em 22,5% a sua força de trabalho com a admissão de temporários. Entre aqueles que pretendem reforçar o quadro de pessoal, 72,7% ainda não haviam iniciado as contratações até o final de agosto, enquanto 27,3% já tinham contratado pelo menos um funcionário. Os dados são da Pesquisa de Temporários 2016 realizada pela Fecomércio-RS com 384 empresários das cidades de Porto Alegre, Santa Maria, Caxias do Sul, Ijuí e Pelotas.

O levantamento divulgado nesta quarta-feira (05/10) indica que 49,7% dos estabelecimentos devem repetir o número de contratações de 2015 e que uma parcela de 9,7% das lojas aumentará a oferta de vagas, enquanto 35,0% deverão selecionar um número inferior de funcionários temporários (em volume menor ou muito menor).  Parte significativa dos empresários (85,2%) vão contratar temporários para atuar em atividades de vendas/comercial e a seleção em 78,1% dos casos será feita no próprio local de trabalho. As lojas líderes na contratação de temporários em 2016  serão as de vestuário (30,2%), de calçados (12,5%) e de acessórios/joias (10,4%).

Em 74,0% dos casos, o processo seletivo para preenchimento das vagas terá algum tipo de exigência, sendo a mais frequente o grau de instrução (36,2%), experiência (28,4%), idade (25,0%) e disponibilidade de horário (18,5%). A pesquisa também revelou que, entre as maiores dificuldades de contratação, estão a falta de qualificação dos candidatos (36,5%), a indisponibilidade de horários (24,0%) e a falta de ‘vontade de trabalhar’ (5,5%). Outro dado da pesquisa indica que cerca de 24,9% dos trabalhadores selecionados neste ano possuem chance de efetivação após o término do contrato temporário.

Fonte: Fecomércio RS

Parceria entre o Sindilojas Canoas e Centro Universitário Unilasalle vai ofertar pesquisas com indicadores econômicos do município

Sindilojas e Unilasalle firmam parceria

Parceria entre o Sindilojas Canoas e Centro Universitário Unilasalle vai ofertar pesquisas para o setor. NO dia 28 de outubro as entidades assinaram o convênio onde a entidade irá receber pesquisa com indicadores econômicos do município e região.Na oportunidade os dirigenes também acenaram a possibilidade de formar um comitê para que a Universidade disponibilize formação e qualificação profissional para o comércio varejista.

FORMAÇÃO SUPERIOR PARA QUALIFICAR O COMÉRCIO

Qualificar ainda mais a atividade profissional dos trabalhadores do comércio é o objetivo do projeto levantado no encontro a ser construído a partir da parceria entre o Sindicato do Comércio Varejista de Canoas e Região com o Centro Universitário Unilasalle. Um encontro entre as duas instituições ocorreu recentemente em Canoas e o tema foi amplamente debatido entre os dirigentes do centro de ensino superior, que oferta 30 cursos de graduação e outras opções de pós-graduação, mestrado e doutorado, com o presidente do Sindilojas Canoas, Denério Neumann.

O presidente da entidade sindical destacou a necessidade de aproximar ainda mais o setor lojista com a universidade. Denério citou a visita que fez a cidade de Antofagasta, no Chile, onde lá existe uma faculdade com atuação específica para o profissional que atua no comércio. Segundo o empresário, o comércio é a porta de entrada para muitos jovens no mercado de trabalho. O setor também oferta crescimento para quem atua, citando, como exemplo, o caso de sua empresa, onde entre os 90 funcionários, há trabalhadores com mais de uma década de carteira assinada. Nestes casos, lembra, os funcionários mais experientes também podem passar suas experiências para os mais novos, também se atualizando com novas técnicas para atuar na área de vendas, lembrou.

Representando o Centro Universitário Unilasalle o pro reitor Renaldo Vieira de Souza destacou o interesse da instituição em se aproximar e tornar real esta iniciativa para Canoas. A presença e a participação de uma universidade vem a oportunizar o crescimento de um setor que responde com amplo destaque na economia local e regional. Iniciativas como a pactuada entre o Sindilojas Canoas com o Centro Universitário Unilasalle segue a tendências internacionais. No Rio Grande do Sul, uma parceria já feita entre o Sindilojas Caxias do Sul com a Universidade de Caxias do Sul, cria a Universidade Corporativa do Comércio, onde, no espaço, cursos serão ofertados para os trabalhadores do comércio.

Temer sanciona nova lei do Supersimples e lei do salão parceiro

Temer sanciona as leis durante a Cerimônia de Lançamento do Multirão de Renegociação e Sanção de Leis referentes ao Supersimples e ao Salão-Parceiro BETO BARATA/PR/JC
Temer sanciona as leis durante a Cerimônia de Lançamento do Multirão de Renegociação e Sanção de Leis referentes ao Supersimples e ao Salão-Parceiro
BETO BARATA/PR/JC

 

Estadão Conteúdo
O presidente Michel Temer sancionou hoje (27) o projeto de lei que amplia o prazo de parcelamento das dívidas tributárias de micro e pequenas empresas, estabelecendo os novos limites para o enquadramento das empresas no Simples Nacional, e a lei do salão-parceiro, que legaliza a contratação de pessoas jurídicas para a prestação de serviços em salões de beleza – como os de cabeleireiros, barbeiros, manicures, pedicures, maquiadores, esteticistas e depiladores.
Criado em 2006, o Supersimples tem o objetivo de desburocratizar e facilitar o recolhimento de tributos pelos micro e pequenos empresários. Com as mudanças, o limite para que a microempresa seja incluída no programa passa dos atuais R$ 360 mil anuais para R$ 900 mil. Já o teto das de pequeno porte passa de R$ 3,6 milhões anuais para R$ 4,8 milhões. A nova versão da lei amplia de 60 para 120 prestações o prazo para pagamento das dívidas tributárias.
A nova lei cria ainda a figura do “investidor-anjo”, para ajudar as start-ups (empresas em início de atividades inovadoras) a obterem aportes a fim de colocar seus produtos no mercado. Dessa forma será possível a aplicação de investimentos sem a necessidade de o investidor se tornar sócio do novo empreendimento.
Em discurso ao anunciar as ações, o presidente Temer citou empregos e diálogo. “Estamos na linha fundamental e coerente com duas palavras que dão a tônica do nosso governo: diálogo e emprego”, disse ele, que novamente elogiou a atuação do Congresso Nacional para o aperfeiçoamento da legislação: “condições macroeconômicas sólidas significam mais investimento e crescimento. Estamos trilhando o caminho de uma sociedade de prosperidade para todos”, acrescentou.
Também durante a cerimônia de sanção da lei, o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos disse que mais uma etapa da lei da micro e pequena empresa está sendo cumprida e que cerca de 600 mil empresas desses portes encontram-se em situação de inadimplência com a Receita Federal. Com os novos limites, muitas empresas poderão se manter no Supersimples.
“As empresas perdem o medo de crescer [e acabar saindo do Supersimples]”, disse Afif, que destacou como vantagens da lei o parcelamento de débitos, pelas empresas; o investidor-anjo; o incentivo à geração de emprego e renda; a inclusão do setor de beleza e dos fabricantes de bebida, em especial para os fabricantes de cerveja artesanal, pequenos produtores de vinho e “da nossa caninha”; e o estímulo às exportações. Segundo Afif, o setor de beleza, um dos que mais tem crescido no país, “será modelo para a terceirização em todos os setores”.
A inclusão dos salões de beleza na legislação, no entanto, não tem o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (Contratuh) que, desde o dia 25, faz diariamente manifestação em frente ao Palácio do Planalto, pedindo que o presidente Temer vete o projeto.
Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da entidade, Moacir Roberto Tesch Auervald, disse que a mudança nas regras vai eliminar direitos trabalhistas dos profissionais de salões de beleza e, ao torná-los pessoas jurídicas, vai obrigá-los a contratar outros profissionais para administrar o empreendimento.
Segundo ele, a sanção dessa lei fará com que efeitos negativos reflitam em diversos outros setores. “Se abrir essa porta, abrirá também a porta para as demais categorias, como garçons, enfermeiros e qualquer outra categoria”, disse ele.
Temer ironizou a manifestações feitas pela Contratuh em frente ao Palácio do Planalto. “Verifico que, lá fora, muitos não puderam entrar e nos apoiam com suas vuvuzelas”, disse o presidente. Dirigindo-se aos empresários que participavam da cerimônia, ele emendou: “Convidem aqueles que estão lá fora para que, se não têm emprego, tenham emprego”.
Fonte:  Estadão Conteúdo

Mercado financeiro projeta inflação menor este ano: 6,89%

Mercado Financeiro

Agência Brasil

Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) esperam uma inflação menor neste ano e em 2017. De acordo com a pesquisa Focus, divulgada toda segunda-feira pelo BC, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), vai fechar este ano em 6,89%, no sexto ajuste seguido. Na semana passada, a estimativa era 7,01%.

Para 2017, a estimativa foi ajustada de 5,04% para 5%. Essa foi a terceira redução consecutiva. As projeções ultrapassam o centro da meta que é 4,5%. O teto da meta é 6,5%, este ano, e 6% em 2017.

A projeção de instituições financeiras para a queda da economia (Produto Interno Bruto – PIB) este ano, passou pela terceira piora seguida, ao ser ajustada de 3,19% para 3,22%. Para 2017, a expectativa de crescimento foi reduzida de 1,30% para 1,23%.

Taxa Selic pode cair para 13,50%

Com a expectativa de retração da economia e inflação menor, as instituições financeiras esperam que a taxa básica de juros, a Selic, encerre 2017 em 13,50%. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC reduziu a Selic de 14,25% para 14% ao ano. A última reunião do Copom deste ano está marcada para o final de novembro. Ou seja, o mercado espera por um corte de 0,5 ponto percentual na Selic ainda neste ano.

Para as instituições financeiras, o BC dará continuidade ao ciclo de redução da Selic no próximo ano. A expectativa é que a taxa básica termine 2017 em 11% ao ano.

A taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve como referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando reduz os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.

Presidente do Sindilojas Canoas participa de reunião com Cesar Schirmer

O presidente em exercício do Sindilojas Canoas, Itamar Barboza da2016_10_18_10_15_15_1_20161017182630 Silva participou nesta segunda-feira, 17, da reunião extraordinária de diretoria da Fecomércio-RS, em Porto Alegre. O convidado foi o gestor da Secretaria de Segurança do Rio Grande do Sul, César Schirmer. O cenário de insegurança com a alta da criminalidade, roubos e violência em todo o estado foi determinante para o convite do secretário para falar do problema e apresentar propostas para reduzir os altos índices da criminalidade que assola o estado.

O secretário ressaltou que assim como o restante do país o estado vive um momento caótico de insegurança. “Inovação, benchamarking e melhora na gestão dos recursos serão prioridade permanentes na nossa gestão”, garantiu Schirmer. Ele disse ainda que irá fazer parcerias com as prefeituras com objetivo de atuar em projetos sociais com olhar na prevenção, isto é trabalhar na base, com crianças jovens e adultos em situação de risco assim como na ressocialização dos apenados.

O Presidente do Sindilojas achou de grande importância a pauta da reunião. ” Nossos comerciantes estão preocupados com a insegurança e nós como entidade representativa temos que buscar alternativas para amenizar o problema e o secretário apresentou como proposta buscar parcerias juntos aos municípios para os projetos sociais em conjunto com a sociedade civil.

Ação Social do Sindilojas Canoas sucesso de público e atendimentosPresidente Itamar na abertura do evento

A Primeira edição da Ação social do Sindilojas Canoas foi realizada com sucesso. O evento que ocorreu no sábado, dia 8 de outubro, no condomínio MQ3, bairro Guajuviras, Canoas, RS, contou com a presença de centenas de pessoas. Em torno de 316 atendimentos foram promovidos por entidades e instituições parceiras.
O presidente em exercício do Sindilojas Canoas, Itamar Barboza abriu a Ação destacando as atividade em prol da qualidade de vida e os inúmeros benefícios para os participantes do evento. “Estamos desenvolvendo nosso trabalho social por meio desse grande mutirão de cidadania”, disse Itamar.
Veja o que diz os participantes do evento.
sindica

Cases:Sindica do condomínio: Tatiane  Leotti. É  uma oportunidade dos moradores conhecerem as empresas que  aqui estão presentes e,  além disso usufruir dos serviços como corte de cabelo, teste de visão e adquirir o cartão Rede de Descontos. É maravilhoso!

img_0938

 

 

 

 

 

 O senhor Waldelírio também aprovou a iniciativa. “Para nós é uma maravilha não tenho nem palavras fiz corte de cabelo, teste de visão e Cartão Rede de Descontos muito bom”. ressaltou.

Claudio Teixeira proprietário da Móveis Tamoio

 Claudio Teixeira – Móveis Tamoio” É gratificante participar destas ações que contribuem para fortalecer a marca de nossas lojas pois o locutor que apresenta o evento reforça a marca ao citar o nome da loja e entidades parceiras. Também é uma forma de divulgar nosso produto,  nós temos também móveis planejados uma linha popular como as cozinhas que aqui apresentamos. É uma forma de tornar a Rede de Descontos mais acessível aos prováveis clientes”, destacou Claudio Teixeira.

hamuda

 

 “É uma ótima oportunidade que a loja encontra de explorar a marca e não ficar presa no seu ponto físico aproveitando esta  ação social para conhecer os moradores do condomínio  e ofertar descontos especiais porque muitas vezes as pessoas precisam comprar mas não tem um  incentivo de compra e aí a gente oferta brindes, descontos, atende com carinho e deixamos bem a vontade porque eles praticamente já estão em casa  isto facilita o relacionamento”. Disse Hamudeh Baja da Sibrama Calçados.

Um dos destaques foi o corte cabelo por alunos do Senac

 

:Um dos destaques foi o corte de cabelo realizado por alunos do Senac muito procurado pelos participantes.

Corte de Cabelo

Teste de visão

Criada a partir da parceria entre o Sindilojas Canoas, Sesc, Senac  e empresas associadas, a Ação Social foi realizada com sucesso de público e atendimentos. Quem participou das atividades, realizadas no interior do Condomínio MQ3, Guajuviras III, teve a oportunidade de fazer cadastro para receber o Cartão Rede de Descontos do Sindilojas Canoas. Cartão que oferta inúmeros benefícios. Quem esteve no evento pôde fazer testes de visão, totalmente gratuitos. Um dos apoiadores da atividade, Supermercados Rocha, localizado no bairro Guajuviras, realizou sorteio de cestas básicas. As Lojas Tamoio apresentaram um conjunto de móveis sob medida aos moradores. Peças com preços atraentes e o sorteio de cinco balanços para crianças. Outra tradicional loja canoense que aproveitou a ação para divulgar seus produtos e promoções foi as Lojas Sibrama. Localizada no Calçadão da Rua Tiradentes, funcionários da Sibrama fizeram o cadastro de clientes interessados em adquirir o cartão  da loja. Momentos de beleza foram ofertados, como cortes de cabelo. Atividades recreativas e dicas sobre qualidade de vida foram disponibilizadas aos presentes. O evento terminou com sucesso e os presentes pediram para o Sindilojas Canoas realizar novas edições no bairro;

Filas longas no teste de visão realizado por mais um parceiro; a Ótica Vênus e Liga Feminina de Combate ao Câncêr.

Teste de Visão

  Teste de visão e orientação muito procurado pelos participantes

A diversão para a garotada ficou por conta do Sesc

Sesc

Supermercado Rocha fez sorteio de cestas básicas aos participantes

sorteioSorteio 2

 Além dos benefícios citados os partcipantes  receberam sem ônus, sem carência, sem anuidade o Cartão Rede de Descontoscase-rede-de-descontos

Rede de Descontos foi sucesso de cadastramento

O assessor de diretoria do Sindilojas Canoas, Edson Medeiros que

Edson coordenou as atividades disse que Foram atingidos 316 atendimentos nessa ação. “ O que beneficiou os moradores do condomínio MQ3, através dos serviços gratuitos, sorteio de sacolas econômicas e balanços infantis, além de receberem sem ônus, sem carência, sem anuidade o Cartão Rede de Descontos. Esta ação contou com a realização do Sindilojas Canoas, com o apoio do SESC, SENAC, Óticas Vênus, Sibrama Calçados, Móveis Tamoio e supermercado Rocha. Estamos programando uma segunda edição para o inicio de dezembro em outro bairro da cidade”, finalizou Medeiros.

Equipe de trabalho do Sindilojas Canoas e parceiros img_0943

Senado aprova impeachment e Dilma é

afastada definitivamente da Presidência
Senado aprova impeachment

Senado aprova impeachment

Por Agencia Brasil

Por 61 a 20, o plenário do Senado acaba de decidir pelo impeachment de Dilma Rousseff. Não houve abstenção. A posse de Temer ocorrerá às 16h no Senado.

O resultado foi comemorado com aplausos por aliados do presidente interino Michel Temer, que cantaram o Hino Nacional. O resultado foi proclamado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que comandou o julgamento do processo no Senado, iniciado na última quinta-feira (25).

Agora, os senadores irão decidir se Dilma perde os direitos políticos por oito anos.

Fernando Collor, primeiro presidente eleito por voto direto após a ditadura militar, foi o primeiro chefe de governo brasileiro afastado do poder em um processo de impeachment, em 1992. Com Dilma Rousseff, é a segunda vez que um presidente perde o mandato no mesmo tipo de processo.

Dilma fará uma declaração à imprensa. Senadores aliados da petista estão se dirigindo ao Palácio da Alvorada para acompanhar o pronunciamento de Dilma.

Julgamento

A fase final de julgamento começou na última quinta-feira (25) e se arrastou até hoje com a manifestação da própria representada, além da fala de senadores, testemunhas e dos advogados das duas partes. Nesse último dia, o ministro Ricardo Lewandowski leu um relatório resumido elencando provas e os principais argumentos apresentados ao longo do processo pela acusação e defesa. Quatro senadores escolhidos por cada um dos lados – Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), pela defesa, e Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Ana Amélia (PP-RS), pela acusação – encaminharam a votação que ocorreu de forma nominal, em painel eletrônico.

Histórico

O processo de impeachment começou a tramitar no início de dezembro de 2015, quando o então presidente da Câmara dos Deputados e um dos maiores adversários políticos de Dilma, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitou a peça apresentada pelos advogados Miguel Reale Jr., Janaína Paschoal e Hélio Bicudo.

No pedido, os três autores acusaram Dilma de ter cometido crime de responsabilidade fiscal e elencaram fatos de anos anteriores, mas o processo teve andamento apenas com as denúncias relativas a 2015. Na Câmara, a admissibilidade do processo foi aprovada em abril e enviado ao Senado, onde foi analisada por uma comissão especia, onde foi aprovado relatório do senador Antonio Anastasia (PMDB-MG) a favor do afastamento definitivo da presidenta.

Entre as acusações as quais Dilma foi julgada estavam a edição de três decretos de crédito suplementares sem a autorização do Legislativo e em desacordo com a meta fiscal que vigorava na época, e as operações que ficaram conhecidas como pedaladas fiscais, que tratavam-se de atrasos no repasse de recursos do Tesouro aos bancos públicos responsáveis pelo pagamento de benefícios sociais, como o Plano Safra.

Sindilojas em Brasilia/DF

A Fecomércio-RS lançou na manhã de quarta-feira, dia 06/04, a Agenda Legislativa 2016 para a bancada gaúcha da Câmara Federal. O presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn, foi a Brasília com uma comitiva de 15 vice-presidentes para um café da manhã para discutir os temas junto com os parlamentares. “Respeitamos a divergência e estamos sempre em busca do diálogo. Esse é o nosso jeito de participar da democracia, sempre em busca de um ambiente melhor para que as empresas possam gerar resultados sustentáveis ao país”, disse o presidente.
O Sindilojas Canoas se fez presente na comitiva através de seu presidente em exercício, Itamar Tadeu, que visitou toda bancada parlamentar gaúcha tratando de assuntos pertinentes ao comércio.

Presidente em Exercício Itamar Tadeu.
Presidente em Exercício Itamar Tadeu.

Sistema Antifraude-01

SESC Inaugura Unidade em Canoas

O Sistema Fecomércio-RS inaugurou a nova Unidade do Sesc em Canoas na quarta-feira, 16. A solenidade de abertura contou com a presença de autoridades, imprensa e convidados. A Unidade está instalada em um prédio de aproximadamente seis mil metros quadrados, na Rua Guilherme Schell, 5340, e conta com projeto sustentável – com reaproveitamento de água da chuva e aquecimento da piscina com placas solares.

A estrutura tem teatro para 334 lugares, Sala de Leitura (biblioteca com acervo de mais de três mil livros, revistas e periódicos para consulta local e empréstimo), Espaço Conexão (sala com acesso livre à Internet), cafeteria, sala multiuso, Sala Sesc Games (jogos eletrônicos e de tabuleiro), Espaço Kids, estacionamento para clientes, academia de musculação, sala de pilates, piscina térmica e consultório odontológico. Além da estrutura, a Unidade disponibilizará serviços de Turismo e contará com o Programa Maturidade Ativa.

O Sesc Canoas é a primeira Unidade no RS com funcionamento todos os dias na semana. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 7h às 22h, e sábado e domingo, das 9h às 21h. A Unidade irá atender também a comunidade das cidades de Esteio e Nova Santa Rita.

Mais informações podem ser obtidas junto pelo telefone (51) 3456-2013.

Um Marco para Canoas

Inauguração do SESC em Canoas foi marcada por grandes momentos! Momento histórico, quando da lembrança por suas liderança, de luta e dificuldade para concretização deste sonho. Momento de magia, na apresentação de Pedro Longes, cantor canoense que fez a estreia do palco do SESC, e momento de confraternização no coquetel servido a todos os convidados. Dirigentes do Sistema Fécomercio, autoridades, convidados especiais e imprensa foram envolvidos pela grandeza da noite. Certamente um marco para Canoas. Confiram algumas momentos do evento: